Médico Tarado

A paciente era maravilhosa e o médico um fauno. Quando ele tentou avançar, ela fugiu seminua para a sala de visitas.

— Socorro, acudam-me, esse médico é um tarado.

O médico, surpreso, rapidamente tomou uma atitude perspicaz. Abriu a porta e de alto e bom tom, disse aos clientes na sala:

— Não acreditem nessa mulher. Ela é neurótica. Só porque a aconselhei a procurar um psiquiatra ela saiu gritando que não era louca e fazendo esse escândalo todo, dizendo que eu sou um tarado.

A seguir bateu a porta, tocou a campainha, chamou a recepcionista e perguntou:

— Seja franca, fui convincente, os clientes acreditaram?

— Bem... doutor. Realmente o senhor falou com bastante energia e acredito que todos teriam acreditado, mas faltou um detalhe.

— Detalhe? Qual foi?

— O senhor se esqueceu de vestir as calcas.