Os Vigaristas

A Caminho do Sítio

18
13
5

A caminho do sítio, um motorista é parado por um homem mascarado e armado. Pensa que é um assalto:

— Por favor — suplica o motorista —, leve o carro e o dinheiro, mas não me mate!

— Não vou matá-lo. É só fazer o que eu mandar: desabotoe as calças e se masturbe!

O motorista obedece.

— Muito bem! Outra vez.

O motorista protesta, mas acaba cedendo.

— Mais uma vez — ordena o bandido.

Com extrema dificuldade, o motorista obedece. Então o mascarado dá um assobio e uma bela garota surge de trás de um arbusto.

— Tudo bem — avisa ao motorista —, agora você já pode dar uma carona a minha irmã.