Piadas de Amigos

17
15
2

Lápide Provocativa

Depois de dois anos de separação, John e Mary se encontram na festa de um amigo. Provocativo, John se aproxima da ex-esposa e comenta:

— Sabe Mary, depois de tudo o que você me fez, saiba que eu ainda gosto muito de você. Gosto tanto de você que, quando você morrer, vou ficar muito triste e vou mandar fazer uma lápide para colocar em seu túmulo: "Aqui jaz Mary, fria como sempre".

— Sabe John, depois de tudo o que você me fez, saiba que eu também gosto muito de você. Gosto tanto de você que, quando você morrer, vou ficar muito triste e vou mandar fazer uma lápide para colocar em seu túmulo: "Aqui jaz John, enfim duro!".

17
12
5

Primeiro do Recruta

No primeiro dia, o novo recruta é informado pelos amigos dos procedimentos costumeiros para aliviar as suas necessidades sexuais.

— Atrás daquele galpão — diz um dos soldados — existe um barril, com um buraco bem apertado. Toda vez que você quiser, poderá ir lá...

— Que legal! Posso ir qualquer dia?

— Sim... menos às quartas-feiras.

— Por quê?

— Porque às quartas-feiras é o seu dia de ficar no barril.

22
20
2

Fim do Noivado

Dois amigos se encontram depois de alguns anos e um deles pergunta:

— E a Ritinha, sua noiva, como vai?

— Ah, cara! Nem me fale... Nós terminamos tudo!

— Sério!? Mas a Ritinha era uma garota lindíssima!

— É, mas me diga uma coisa... Você se casaria com uma pessoa mentirosa, preguiçosa e infiel?

— Não, de jeito nenhum!

— Pois é... ela também não!

24
19
5

Cinto de Castidade

O Rei Artur estava pronto para ir às Cruzadas e antes de partir, foi ver Merlin e pediu-lhe para que fabricasse o melhor cinto de castidade que pudesse existir, para que nenhum cavaleiro pudesse tentar contra a virtude da sua linda esposa.

No dia seguinte, Merlin volta com um cinto de castidade ultra moderno, mas que preocupou o Rei por um detalhe:

— Merlin! — berrou ele. — Você pensa que sou burro? Esse cinto de castidade tem um buraco justamente onde não poderia ter! Por acaso você quer se aproveitar de sua invenção para se envolver com a minha esposa?

Antes que o rei mandasse executá-lo, ele se justificou:

— De forma alguma majestade! Observe que no buraco tem uma pequena guilhotina com uma lâmina afiada, que funciona sempre que se introduz algo no buraco.

— Oh, excelente! — responde o rei, todo satisfeito.

Três anos depois, ele volta das Cruzadas e convoca todos os cavaleiros:

— Vamos lá! Baixem as calças, é hora do exame médico!

Todos os cavaleiros alinham-se em frente ai Rei, baixam as calças e para espanto e estupefação dele, todos estão capados, com exceção do seu fiel amigo Lancelot.

Vendo que o seu fiel amigo não o traiu, agarra-o pelos ombros e diz:

— Lancelot, estou orgulhoso de ti. Enquanto nenhum dos outros resistiu à tentação de dormir com a Rainha, tu conseguiste domar os teus impulsos, em nome de nossa amizade. Por isso, concedo-te o que quiseres. Faça a tua escolha!

Mas Lancelot não disse nada... Estava mudo!

19
13
6

Chorando no Cassino

Adolfo está sentado em frente ao cassino, desconsolado, chorando copiosamente, com uma caixinha nas mãos quando passa um velho amigo e o aborda.

— Adolfo? — pergunta ele, espantado — Cara, o que aconteceu? O que você tá fazendo aí chorando?

— A morte! — gritou Adolfo, aos prantos — Eu quero a morte!

— Para com isso, cara! O que aconteceu?

— Eu perdi dinheiro no Cassino! Buááááá...

— Ah, não fica assim, cara! Jogo é assim mesmo... Um dia a gente perde! No outro... a gente perde de novo! Quanto você perdeu? Uns mil reais?

— Que nada, cara! Foi mais!

— Sério? Foi quanto? Uns cinco mil?

— Mais, cara... Muito mais!

— Putz, cara! Vai me dizer que foi mais de 10 mil?

— Foi, cara! Foi bem mais...

— 50 mil? — perguntou ele, preocupado.

— Perdi 100 mil, cara! 100 mil!

— Caramba! Se eu perdesse 100 mil no cassino, minha mulher me arrancava as bolas!

E o Adolfo, chorando ainda mais:

— E o que você acha que tem dentro dessa caixinha?

9
4
5

Tempo de Internação

Duas amigas conversando:

— Ai, o meu namorado vai passar dois meses internado! Estou arrasada...

— Sério? O que ele tem?

— Ele quebrou o dedinho do pé...

— O dedinho do pé? — pergunta a amiga, assustada — E isso é motivo pra ficar dois meses de molho? Por acaso você já viu esse médico?

— Bem, o médico ainda não... Mas vi a enfermeira...

7
3
4

Garantia de Empréstimo

O sujeito, um conhecido empresário, vai ao banco e fala com o gerente:

— Seu gerente, eu preciso urgente de um empréstimo de trinta Reais!

— Trinta Reais? — o gerente se surpreende — Ok, o crédito está concedido, sem problemas!

— E quais garantias devo apresentar? — o empresário pergunta.

— Garantias? — pergunta o gerente, perplexo. — Imagina, para esse valor não precisa de nenhuma garantia!

— Eu não posso aceitar! — exclama o empresário — Eu deixarei meu carro como garantia!

Após uma breve discussão, o gerente, com receio de magoar o importante cliente, aceita. À tarde, o empresário conta o episódio para um amigo.

— Mas você ficou louco? — o amigo se revolta — Onde já se viu, dar um carro em garantia por tão pouco dinheiro!

— Acontece que eu vou viajar e ficar fora por três meses — o empresário explica.

— Onde é que eu vou conseguir estacionar o carro por tão pouco dinheiro?

28
22
6

Sem Vícios

Ricardo está no bar, tomando uma cervejinha e jogando baralho com os amigos quando de repente um mendigo, todo maltrapilho, com a barba enorme, vem falar com ele:

— Cara, por favor... Me paga um café!

— Claro! — diz Ricardo, muito bondoso — Quer uma cerveja também?

— Não, obrigado... Eu não bebo! Só quero o café mesmo!

— Então senta aí! — insiste Ricardo — Vamos jogar baralho com a gente!

— Eu também não jogo — diz o mendigo — Só quero o cafezinho mesmo!

— Então pega um cigarro aqui, cara!

— Eu também não fumo... Só quero o cafezinho!

— Já sei! — diz Ricardo — Vamos dar um pulinho lá em casa! É aqui pertinho! Aí a gente toma o café da minha mulher, que é uma delícia!

— Isso eu aceito! — diz o mendigo, sorrindo.

Chegando em casa, Ricardo toma uma bronca:

— Por que você trouxe esse mendigo aqui? Você é louco?

— Só pra te mostrar como fica um homem que não bebe, não joga e não fuma!

32
21
11

Preenchendo a Vida

Um professor de filosofia parou na frente da classe e, sem dizer uma palavra, pegou um vidro de maionese vazio e encheu-o com pedras de uns 2 cm de diâmetro.

Então perguntou aos alunos se o vidro estava cheio.

Eles concordaram que estava. Então o professor pegou uma caixa com pedregulhos bem pequenos e o jogou dentro do vidro agitando-o levemente. Os pedregulhos rolaram para os espaços entre as pedras.

Ele perguntou novamente se o vidro estava cheio. Os alunos concordaram: agora sim, estava cheio. Aí o professor pegou uma caixa com areia e despejou-a dentro do vidro preenchendo o restante.

— Agora, — disse o Professor, — eu quero que vocês entendam que isto simboliza a sua vida! As pedras são as coisas importantes: sua família, seus amigos, sua saúde, seus filhos, coisas que preenchem a sua vida.

Todos ficaram cheios de admiração pelo professor.

Então ele continuou:

— Os pedregulhos são as outras coisas que importam, como o seu emprego, sua casa, seu carro. A areia representa o resto. As coisas pequenas.

Mais uma vez a classe se espantou com a sabedoria do mestre.

E ele concluiu:

— Se vocês colocarem a areia primeiro no vidro, não haverá mais espaço para os pedregulhos e as pedras. O mesmo vale para a sua vida.

Cuidem das pedras primeiro. Das coisas que realmente importam. Estabeleçam suas prioridades. O resto é só areia!

Nessa hora um aluno pegou o vidro que todos concordaram que estava cheio, e derramou um copo de cerveja dentro.

A areia ficou ensopada com a cerveja preenchendo todos os espaços restantes dentro do vidro, fazendo com que ele desta vez ficasse realmente cheio.

Moral da estória: Não importa o quanto a sua vida esteja cheia, sempre sobra espaço para uma cervejinha.

15
0
15

Cheiro do Cio

Um casal de amigos estava caminhando pela fazenda quando a garota vê um cavalo transando com uma égua e pergunta:

— Ô Zé, o que eles tão fazendo?

— Eles tão se acasalando, sô! Quando a égua tá no cio, o cavalo sente o cheiro e eles cruzam!

Um pouco mais pra frente, a garota vê um boi e uma vaca transando, e pergunta:

— Ô Zé, o que eles tão fazendo?

— Eles tão se acasalando, sô! Quando a vaca tá no cio, o boi sente o cheiro e eles cruzam!

— Hum... Zé, posso pergunta uma coisa pr'ocê?

— Pode sim!

— Você tá com o nariz entupido?

5
-11
16

Bom pra Pescar

O turista estava passeando na beira do rio, quando apareceu um vendedor de vara de pescar.

— Este é um excelente lugar para os peixes! — garantiu ele.

— É mesmo? Então passa a vara pra cá!

Algumas horas depois o vendedor de vara passa novamente pelo local e encontra o seu cliente.

— Escuta aqui, amigo! Até agora eu não consegui pescar nenhum peixe! Você não disse que esse era um ótimo lugar pros peixes?

— Claro! — respondeu o vendedor, fazendo propaganda de celular — É um lugar tão bom pros peixes que até hoje eu não consegui convencer nenhum a ir embora comigo!

56
26
30

Cidade Sem Mulheres

O sujeito estava há semanas trabalhando numa cidadezinha pobre do interior, desesperado para arranjar mulher, quando resolve perguntar ao dono do bar onde costumava tomar algumas cervejas no final da tarde:

— Escuta aqui, amigo! Como é que eu faço para arranjar uma mulher por aqui?

— Aqui não tem mulher, não senhor!

— Não é possível! Eu estou desesperado, me arranja uma mulher aí, nem que seja um tribufú que eu lhe dou 100 pratas.

— Olha... tem um japonês que dorme num quartinho aqui dos fundos...

— Serve... serve... — disse o rapaz todo entusiasmado. E depois de refletir um pouco, completou: — Mas isso só vai ficar entre nós, não é?

— Bem... entre nós e mais dois rapazes que são necessários para segurar o japonês, porque ele não é veado...

7
-5
12

Motivos para Separação

Dois amigos conversando:

— Pô, Osires... Acho que eu vou me separar!

— Que é isso, amigão? Se separar por quê?

— Eu não agüento mais a minha mulher!

— Não agüenta como? Ela tá muito gorda e você não agüenta carregar? Ué, então não carrega...

— Não, Osires! Não é nada disso!

— Já sei, você anda broxando! Toma um Viagra, cara! Mas não deixa isso te desanimar não...

— Não, Osires! Você não tá entendendo nada! Eu não agüento mais essa rotina do casamento! Casamento é um saco!

— Ah, não fala assim, amigão... Casamento é o porto onde dois navios se encontram e seguem navegando juntinhos... Não é lindo?

— Ah, agora entendi tudo!

— Entendeu tudo? Como assim?

— Olha só o azar que eu dei: encontrei um navio de guerra!

15
11
4

Apertar o Peito

No bar de sempre, o sujeito encontra o amigo cheio de hematomas, sentado em um canto.

— Kléber? O que aconteceu, cara?

— Putz, é que ontem eu apertei o peito da minha mulher e levei uma surra.

— O quê? — grita ele, assustado — Ela ficou louca? Quando eu aperto o peito da minha mulher ela fica excitada, me faz carinho...

— É... mas você já tentou apertar o peito dela com a porta do carro?

15
10
5

Seguindo Pelo Cheiro

Dois amigos conversando:

— Eu tenho um cachorro que é uma maravilha. Saio de casa, minha mulher solta ele duas horas depois e bicho me encontra, onde eu estiver!

O amigo não fala uma palavra e, depois de um breve silêncio, o dono do cachorro continua:

— Você precisa ver! O danado tem um faro que é uma beleza! Sai de casa cheirando aqui, cheirando ali e acaba me achando!

O amigo continua em silêncio. Então o dono do cachorro não resiste:

— Pô, Gilmar! Eu falando do faro do meu cachorro e você nem diz nada?

— Ué, vou dizer o quê?

— Ué, diz o que você acha!

— Ah, eu acho é que você devia tomar banho com mais freqüência!

98
82
16

Irritando o Brasileiro

Um brasileiro entra num bar de Buenos Aires e três argentinos que estão sentados de canto resolvem irritá-lo.

O primeiro vai até ele e fala:

— O Pelé é veado.

O brasileiro nem olha para ele e diz:

— É mesmo?

O segundo vai lá, chama a atenção do brasileiro e manda:

— O Pelé é um bichinha!

O brasileiro parece não ligar, só diz:

— É mesmo?

Aí o terceiro tem uma iluminação, levanta, grita:

— O Pelé é argentino!

E o brasileiro responde:

— Bem que seus amigos me falaram!

38
33
5

Mais Cerveja

Três amigos bêbados estavam no bar há mais de 4 horas. De repente um deles diz:

— Bom, meus... irmãos, eu já vou!

— Tá legal! — responde um deles — A gente se vê amanhã, hein, Zé!

Os outros dois continuam até altas horas quando o dono do boteco fala:

— Olha só, meus amigos... O bar tá fechando e vocês precisam ir embora.

O dono do bar fecha o estabelecimento e os dois bêbados começam a discutir:

— E agora? Onde é que nós vamos beber?

— Não tenho nem idéia!

— Já sei! Lá na minha casa tem... Duas cervejas! Fica uma pra você e outra pra mim.

E lá vão os dois amigos cambaleando pelas ruas até chegarem na casa:

— Muito cuidado! Minha mulher tá dormindo... Trate de não fazer barulho.

— Tá legal, vou ficar quietinho... He, he, he...

E entraram os dois na pontinha dos pés. Ao passar pelo quarto do amigo, o bêbado comenta:

— Ih... Olha só quem tá lá no seu quarto! É o nosso amigo Zé. Ele saiu mais cedo pra vir aqui com a sua...

— Xiiiiiiiu... Fale baixo se não ele acorda e nós só temos duas cervejas na geladeira!

13
6
7

Homem no Banheiro

Ao chegar mais cedo em casa, o sujeito encontrou a mulher nua deitada na cama, com a respiração ofegante.

— O que houve, querida? Você não está passando bem?

— Acho que é um ataque do coração.

Então o marido correu para o telefone para chamar o médico. Nisso, o filho mais novo chegou perto dele e avisou:

— Pai, tem um homem pelado no banheiro!

O marido foi até lá, abriu a porta e deu de cara com o seu melhor amigo.

— Pelo amor de Deus, Alfredo! Minha mulher está tendo um enfarte e você fica por aí assustando as crianças...

29
25
4

Escapando do Leão

O sujeito volta de um safari e comenta suas aventuras com um amigo:

— Rapaz! Eu estava no meio da selva, quando de repente ouço um barulho. Olho para trás e vejo um leão enorme, lambendo os beiços. Ele começa a vir em minha direção e eu, a correr. O leão vem logo atrás e quando sinto o bafo dele na minha nuca, ele escorrega e eu aproveito para me distanciar. O leão se levanta e continua a me perseguir. Novamente, quando sinto seu bafo, ele escorrega. Nisso eu vejo uma casinha e quando estou indo para lá, sinto que o leão está quase me alcançando. Ele escorrega novamente e eu consigo entrar na casa.

— Nossa, cara! Que loucura! — exclama o amigo — Eu teria me borrado todo!

— E no que você acha que o leão escorregava?

8
2
6

Clinton Corno

Pouco antes da meia-noite, o presidente Bill Clinton estava voltando para casa, quando percebe uma inscrição, bem diante da sua porta de entrada, escrita com urina na neve: "Clinton é corno".

Enfurecido, imediatamente ele aciona o serviço secreto e ordena uma detalhada investigação sobre o fato.

Após vários exames, coleta de amostras, consulta a grafólogos etc... o chefe do serviço secreto vem comunicar-lhe o veredicto.

— E então? — pergunta Clinton, ansioso.

— Descobrimos o culpado — disse o homem, sem rodeios. — A urina é do seu chefe de gabinete!

— O meu chefe de gabinete? Mas que filho da puta!

— Você não sabe do pior...

— O que poderia ser pior que ser traído por um amigo de infância?

— A caligrafia é da Hillary!

10
2
8

Trabalho em São Paulo

O caipira tenta convencer o amigo a ir trabalhar em São Paulo:

— Vamos lá, Zé! A vida lá é melhor!

— Vô não! Lá tem muito bandido!

— Que nada! Você fica sabendo que é lá que o dinheiro corre adoidado!

— Mais um motivo... Aqui que ele fica parado eu não vejo nem a cor... imagina esse danado correndo!

10
2
8

Vaca Mecânica

Um cara dirigia numa estrada quando, de repente, o seu carro pifa de vez. Ele encosta e começa a mexer para tentar saber o que aconteceu. Uma vaca chega de mansinho, enfia a cabeça debaixo do capô e comenta:

— Pra mim, o problema é no motor.

O dono do carro leva o maior susto e fala ao proprietário da vaca:

— Amigo, é incrível! A sua vaca falou e disse que o problema do meu carro é no motor.

— Esquece. Essa aí só entende de motor a diesel.

51
44
7

Palavras de Despedida

Três caras morrem num acidente de carro e vão para o céu. Lá, eles tem que responder à seguinte pergunta:

— Você está no caixão... Sua família e seus amigos estão à sua volta, chorando. O que você gostaria de ouvi-los dizer sobre você?

O primeiro respondeu:

— Eu gostaria que dissessem que eu fui um grande médico e um ótimo pai de família.

O segundo:

— Eu gostaria que dissessem que fui um esposo maravilhoso e um professor de grande influência no futuro de nossas crianças.

E o terceiro:

— Eu gostaria que eles dissessem: "Olha! Olha! Ele tá se mexendo!"

35
27
8

Mudança de Sexo

O sujeito fica incumbido de dizer ao amigo que o filho deste tinha mudado de sexo.

— João, eu tenho duas noticias sobre o seu filho, uma boa e outra má!

— Comece com a má...

— O seu filho é um travesti!

— Meu Deus, que desgraça! E a boa?

— Ontem ele ganhou o concurso da Rainha da Primavera...

17
10
7

Preço da Pescaria

Três amigos estão no meio de uma pescaria.

— Esta pescaria vai me custar caro — comentou o primeiro. — Tive que prometer a minha mulher que iria almoçar com a mãe dela neste final de semana.

— Pra mim, vai custar mais caro ainda — comentou o segundo. — Tive que prometer a minha mulher lavar a louça do jantar durante uma semana.

— Pra mim saiu de graça — emendou o terceiro. — Assim que acordei, eu disse à minha mulher: "Hoje eu gostaria de passar o dia inteiro trepando ou pescando, o que você prefere, meu bem?"

40
30
10

Merda no Chão

Dois caipiras estavam voltando do trabalho na roça quando quase pisam em um montinho suspeito.

— Eita nóis! Será que isso é merda?

— Hum — diz o amigo, pensativo — Sei não, viu... Vamo vê!

Então eles chegam bem perto, cheiram e ainda ficam na dúvida:

— Acho que num é não!

— Dêxa eu vê! — e coloca o dedo no montinho.

— Será qui é?

Então o amigo coloca o dedo na boca, pra ter certeza.

— Hum... — ele resmunga, fazendo uma careta — É merda memo!

— Tem certeza?

— Acho que sim... Experimenta ocê!

Então o amigo também dá uma provadinha.

— Ich! É merda memo, sô!

— Pois é... Inda bem que a gente num pisô, né?