Piadas de Amigos

14
5
9

Filhote de Coruja

O Joaquim e o Manoel concorriam entre si, cada um com o seu bar, em esquinas opostas ao mesmo cruzamento.

O primeiro levava vantagem porque tinha a porta um papagaio falador que era o encanto da freguesia.

Resolvido a não ficar em desvantagem, foi ao mercado onde Lhe impingiram um filhote de coruja implume, como se fosse um papagaio recém-nascido, receptivo a qualquer ensinamento.

Três meses depois, o bichinho já estava todo emplumado e adulto, quando um freguês perguntou:

— Como é Joaquim, o papagaio já está falando?

— Não meu amigo, mas parece inteligente, pois presta uma atenção. . .

10
3
7

O Táxi

O Manuel vai ao Rio de Janeiro. Os amigos o advertem que lá os motoristas de ônibus e táxi costumam voar com seus veículos. Chegando na Cidade Maravilhosa, Manuel pega um táxi:

— Avenida Brasil, por favor.

— Que altura?

— Se tu fores a mais de dois metros, eu pulo desse troco, ó raios!

12
2
10

Homem do Armário

Manuel chega em casa e encontra seu filho de 3 anos chorando desesperadamente, preocupado Manuel pergunta: Por que tu estás chorando menino?

E o garoto responde:

— Pai eu estou com medo do homem que está escondido no armário do quarto da mamãe. E Manuel responde, meu filho não tem ninguém lá. Eu vou olhar para te provar que não há ninguém no armário.

Chegando lá, Manuel abre o armário e da de cara com seu melhor amigo completamente nu. Furioso Manuel diz:

Você! Meu maior amigo... escondido no armário do quarto da minha mulher só para fazer medo ao meu filhinho.

11
1
10

Esperma

Numa mesa de amigos, numa festa, um deles comenta seriamente:

— Vocês sabiam que o homem só tem meio litro de esperma para utilizar durante toda a vida?

Ao ouvir isso, o garotão metido a garanhão exclama, querendo dar uma de bom:

— Só meio litro? Então eu já gastei tudo.

Prontamente o primeiro responde:

— Se precisar, vira aí que eu reabasteço!

16
-3
19

Vampiro com Fome

Um vampiro se preparava para dar o bote num cara debruçado numa lata de lixo quando verificou que se tratava de um outro amigo seu, também vampiro, que assustado exclamou:

— Nossa! O que é isso, querendo me atacar?

— Ah, desculpe amigo, mas é que eu tô azul de tanta fome que nem tinha reparado que era você!

— Pois é, a coisa tá feia...

— Mas me diz o que você está fazendo aí debruçado nessa lata de lixo...

— Pois é a coisa tá tão feia, mas tão feia, que eu estou aqui procurando para ver se acho um modess para fazer uma sopinha!

18
16
2

Histórica

No bar, o sujeito vira-se para o amigo e diz em tom apressado:

— O papo está bom, mas tenho de ir embora! Se eu chegar tarde em casa a minha mulher vai ficar histórica de novo!

— Histérica, você quer dizer?

— Não, histórica mesmo. Ela vai ficar duas horas lembrando-se de todas as promessas que eu fazia quando éramos noivos!

14
-3
17

Piscoso

Meu amigo Candido, recentemente foi pescar no interior. Educadíssimo, com seu perfeito português, chega a beira do rio e pergunta ao caipira do lugar:

— Meu senhor. Este rio é piscoso?

O caipira coçou a barba, olhou para ele e lascou:

— Bão. Quando "Chuvisca pisca"!

20
14
6

Fabricante de Móveis

Pinie Katz, fabricante de móveis, vai passar as ferias em Nova York. Na volta contou todas as suas aventuras ao sócio.

— Veja só, uma noite saímos com meu primo do Brooklin e mais duas amigas dele. Quando acabamos de jantar, ele foi embora com sua namorada e me deixou sozinho com a amiga. Como eu não falo inglês e ela não falava idiche, nos entendemos com desenhos no guardanapo.

— Primeiro ela me desenhou um casal dançando. Eu entendi. Tomamos um táxi e fomos dançar numa boate. A seguir me desenhou uma garrafa. Aí eu pedi um uísque para o garçom. depois me desenhou um prato. Pedi um excelente jantar. Agora vem o incrível: Ela, radiante, desenhou uma cama e me olhou bem firme... Até hoje me pergunto como e que ela descobriu que sou fabricante de móveis!

55
49
6

Carta do Maluco

Estava um maluco em um manicômio a escrever uma carta, quando um outro maluco amigo seu apareceu e perguntou:

— O que você está escrevendo?

— Uma carta.

— Pra quem você está escrevendo?

— Pra mim mesmo.

— Ah é! E o que é que está escrito nela?

— Não sei, ainda não recebi!

15
-1
16

Morte do Garçom

Quando morreu o Mendel, o garçom mais popular do restaurante, alguns dos seus amigos e fregueses decidiram visitar um medium que tentaria comunicar-se com ele.

Em volta da mesa mediúnica, o medium da instruções:

— Batam com os dedos na mesa como faziam quando ele os servia e ele reaparecerá.

Todos bateram na mesa, e nem sinal do Mendel. Bateram mais forte. Nada. Bateram novamente, mais forte ainda, e o chamaram pelo nome. Gritaram. Finalmente, surge Mendel, com um guardanapo dobrado sobre o braço, cara de contrariedade.

— O que foi que houve, Mendel? — Perguntou um dos participantes da sessão.

— Por que você não apareceu assim que chamamos?

— Não era minha mesa! — Respondeu o garçom.

73
35
38

Concurso para Locutor

Concurso para locutor de rádio, chega um cara para se inscrever:

— Como é o nome do senhor?

— A-a-a-anto-tônio da Si-silva.

— Desculpe meu amigo, mas não aceitamos inscrições de gagos.

— Gago coisa nenhuma. Gago era meu pai e burro era o seu Manuel do cartório que me registrou com esse nome!

56
35
21

Abóbora Envenenada

Dois amigos conversam a respeito de sogra, ate que um diz ao outro.

— O Zé sua sogra já é falecida não é?

— É, eu já tive 3 sogras...

— Que isso cara!

— Ué e do que a primeira morreu?

— Bem, foi por causa de uma abóbora envenenada!

— Credo! Mas e a segunda?

— Também, foi uma abóbora envenenada!

— Vixi, meu véio, que coisa, não diga que a terceira também foi abóbora envenenada?

— Não, esta foi uma paulada na cabeça!

— Cara que loucura, mas porque?

— É porque a maldita da velha não queria comer a abóbora envenenada?

36
31
5

Três Ninjas

Os três amigos ninjas viviam competindo. Cada um achava que era melhor que o outro. E no meio do debate, passava por perto um beija-flor quando um deles desafiou:

— Estão vendo aquele passarinho? Sou capaz de acertá-lo em pleno vôo!

E com vários golpes de sua espada, fatiou a pobre ave.

O segundo, não satisfeito, aumentou o desafio:

— Vêem aquela abelha vindo em nossa direção? Observem então o que minha espada é capaz de fazer!

E também com golpes certeiros, a abelha foi dividida em três partes.

O terceiro ninja, justamente o mais baixinho, não querendo ficar pra trás, propõe um desafio ainda maior:

— Agora vou provar que sou melhor que vocês dois juntos. Prestem atenção naquele pernilongo.

E zap! Um golpe só no inseto. Que continua voando.

Os dois olham pro companheiro e um deles lhe diz, caçoando:

— Ué o mosquito continua voando!

— É, voando sim... Mas nunca mais vai ter filhos!

19
0
19

O Sonho

Dois amigos conversando:

— Ei, cara, você não vai acreditar! Esta noite eu sonhei que você corria pelado atrás de mim!

— Eu sou terrível mesmo! Até no sonho eu sou garanhão!

— É, só que você me perseguia e gritava: "Agora é a minha vez! Agora é a minha vez!"

16
3
13

Morte do Marido

Duas amigas se reencontram depois de muito tempo.

— Olá, quanto tempo... Como é que vai?

— Vou bem. E você?

— Vou indo. Como vai seu marido?

— Você não soube? Ele morreu faz dois meses.

— Ah, eu não sabia! Que horror!

— É, um horror...

— Mas o que foi que aconteceu?

— Foi de repente. Pedi pra ele ir comprar açúcar no supermercado, aí veio um ônibus e passou por cima dele.

— Mas que coisa triste...

— Nem me fale querida... Café sem açúcar ninguém merece!

58
48
10

Explicação Lógica

O português Manoel vai passando em frente a uma livraria e vê um amigo saindo com um livro debaixo do braço.

— Que livro é esse? — ele pergunta, curioso.

— Um livro sobre lógica.

— Lógica?! O que é isso?!

— Eu vou te dar um exemplo. Você tem aquário em casa?

— Tenho!

— Então, se você tem aquário em casa, logicamente tem água dentro!

— É, tem sim!

— Se você tem aquário e ele tem água, logicamente tem um peixe dentro!

— Acertou de novo!

— Se você tem um aquário com água e peixes, é provável que você tenha uma ou mais crianças em casa.

— Sim, tenho dois filhos!

— Se você tem filhos, logicamente, você não é gay! Entendeu, Manoel?

— Entendi! Que legal! — E fica tão entusiasmado que acaba comprando um exemplar também.

No caminho encontra um outro amigo que lhe pergunta:

— Que livro é esse, Manoel?

— É um livro sobre lógica!

— Lógica? O que é isso?

— Eu vou te dar um exemplo: você tem aquário em casa?

— Não!

— Então, logicamente, você é um viado!

33
20
13

Oração Errada

Uma solteirona descobre que uma amiga ficou grávida só com uma oração que rezou na igreja de uma aldeia e curiosa foi falar com o padre:

— Sabe padre, soube que uma amiga veio aqui e ficou grávida só com uma ave-maria.

— Não minha filha, foi com um padre nosso, mas já o despedimos....

54
29
25

Falso Advogado

O cara não conseguia sair com nenhuma garota e perguntou pra um amigo conquistador como fazer para ser um também.

O amigo respondeu:

— É simples! Diga à garota que você é advogado.

Decidido a testar a dica, o sujeito abordou uma bela garota e a convidou para sair. Após ela dizer "não" ele disse que talvez fosse melhor assim, pois no dia seguinte cedo ele teria que estar no tribunal para defender a causa de um cliente.

Ela disse:

— Oh, você é advogado?

Ele confirmou. Ela imediatamente topou sair com ele e foram para seu apartamento. Quando estavam na cama o cara começou a rir.

Ela, irritada, perguntou qual era a graça ele respondeu:

— É que eu sou advogado há menos de meia-hora e já estou fodendo alguém!

21
10
11

Três Minutos

O médico se aproxima do paciente em estado terminal.

— Meu amigo, tenho uma triste notícia para você!

— Qual é doutor?

— O senhor tem apenas três minutos de vida!

— Três minutos!? — desespera-se o paciente. — Três minutos? E o senhor não pode fazer nada?

— Em três minutos? Bem, se você quiser, eu posso fazer um miojo!

89
75
14

Caçada do Português

O português, louco por caçada, foi com seus amigos para os Estados Unidos abater alguns animais em solo norte-americano. Chegando lá, combinaram que cada um ficaria o dia todo na mata e depois se reuniriam pra exibir seus "Troféus". Chegando a noite, todos reunidos e começaram a narrar suas aventuras:

— Eu consegui abater um alce americano, cara, foi demais!

— Isso não é nada! Precisa ver o urso que eu matei!

— E você Manoel, caçou algo:

— Olha, rapaz, eu atireis em alguns prisnôs!

— Prisnô? Que raio de bicho é esse? Como ele é?

— Bom, tava escuro, eu não consegui ver direito, mas na hora em que eu mirava eles gritavam: "Pris! Nô!"

112
87
25

Atendendo o Telefone

Duas irmãs, que por acaso eram loiras, moravam num apartamento quando uma amiga vai visitá-las e nota uma queimadura no rosto de uma delas:

— Nossa amiga, o que foi isso?

— Nem te conto! Estava passando roupa quando o telefone tocou e no reflexo eu acabei atendendo o ferro...

— Nossa que descuido dolorido, amiga...

Nisso chega a outra loira também com o rosto ferido.

— Ué? E a sua irmã? O que aconteceu?

— Ah, é que a ligação era pra ela!

50
43
7

A Mulinha

O novo promotor, recém-concursado, um jovem boa-pinta, ainda no frescor dos seus 25 anos, fora transferido para trabalhar numa cidadezinha bem distante no sertão nordestino. Há uma semana hospedado no único hotel da cidade ele notou que em todos este dias não tinha visto nenhuma mulher nas cidade. Curioso, perguntou para um morador:

— Amigo, desculpe a curiosidade, mas eu ainda não conheci nenhuma senhorita nesta cidade...

— Ah doutor, aqui tem tempo que não nasce mulher não!

— Mas e vocês não sentem necessidade de um namoro, algum aconchego?

— Bom doutor, quando a gente com aquela vontade a gente vai até a beira do rio, né? Lá tem uma mulinha que ajuda a quebrar o galho!

— O quê? Mula? Que absurdo! Não acredito nisto!

E saiu o jovem promotor, indignado.

Passados alguns meses os hormônios falaram mais alto e o rapaz começou até a achar coerente se consolar com a mulinha. Foi até a beira do rio e chegando lá, usando de sua autoridade:

— Com licença, com licença, eu sou o promotor eu vou primeiro!

E abaixando as calças, tacou ferro na coitada.

Ohhhh! Espanto geral, quando, do fundo, alguém grita:

— Ô Doutor, a zona é do outro lado, a mula é só pra atravessar o rio!

94
51
43

Anãozinho e o Beco

E ia o anãozinho pro trabalho quando ao passar perto de um beco é surpreendido por um negão de quase dois metros de altura:

— Ei, nanico, você até que é jeitosinho, hein?

E CRAU no anãozinho!!

— Ô baixinho, não esquenta a cabeça: se perguntarem pode falar que foi você quem me traçou, certo?

No dia seguinte o nanico foi mais esperto e tomou outro caminho. E não é que ele encontrou o mesmo "cavalheiro" do dia anterior?

— Opa, olha só quem vem lá... já estava com saudades!

E CRAU de novo no anão.

— Ô, baixote, como eu já te falei, se você quiser, pode falar pra todo mundo que foi você quem me traçou!

No dia seguinte, mais prevenido, o baixinho chamou um amigo seu, também anão, pra acompanhá-lo. No meio do caminho avistam do outro lado da rua, o negão e então ele comenta com o amigo:

— Tá vendo aquele negão ali? Sabia que eu já tracei ele?

— Eu também. Vamos correr!

23
15
8

Diagnóstico

Dois ortopedistas estavam na porta do hospital, quando vêem, na calçada, um japonês andando com dificuldade e comentam entre si:

— Veja aquele pobre homem. Já atendi três pessoas esta semana com o mesmo problema nos joelhos!

— Joelho? Discordo, colega, discordo. Observe a postura; seu problema, definitivamente é na coluna!

— Absolutamente, colega. Olhe: Suas pernas distantes umas das outras; Com toda a certeza, são as articulações dos joelhos!

— Não, não. Costas arqueadas, ombros caídos: coluna.

— Ora, vamos perguntar a ele! Assim saberemos qual de nós dois está com a razão.

— Meu senhor, com licença, estávamos observando o seu modo de andar e ficamos curiosos. O meu amigo aqui acha que o seu problema é nas pernas e eu tenho certeza que são suas costas. Afinal, qual dos dois acertou?

— Hi, Hi, Hi... Ocê erô, ocê erô, japonei também erô, né? Pensou que ia peidá... cagô!!!

24
-4
28

O Corvo

Dois corvos amigos vão até um fino restaurante almoçar e ao receberem o menu, o primeiro se manifesta e faz o pedido ao garçom:

— Por favor, eu quero um prato de bosta com cebola.

Ao ver o pedido do colega, o outro corvo ressalta:

— O mesmo pra mim, mais sem cebola porque hoje vou namorar...

14
-11
25

Penetras

Os dois amigos conseguem entrar de penetra num casamento chique! Certa hora um diz pro outro:

— Nossa, cara, não agüento mais comer!

— Ora, enfia o dedo na garganta e vomita.

— Xi... se coubesse um dedo eu já teria comido mais um croquete!

80
-22
102

Fanho e o Pato

Dois amigos iam roubar o pato do vizinho, mas um deles era fanho.

O cara disse para o fanho:

— Fica aqui fora, que eu vou pular e jogo o pato.

O fanho responde:

— Udo em!

O cara pulou e caiu em cima do pato e o pato soltou um sonoro QUAAAA.

O fanho:

— Qua qué um!