Piadas de Amigos

60
36
24

Trabalho do Colégio

Um grupo de amigos estavam fazendo um trabalho do colégio.

Um deles tira uma perna de uma aranha e disse:

— Aranha mexe!

E ela se mexeu.

Tirou outra perna e disse:

— Aranha mexe!

E ela se mexeu.

Depois disso tirou todas as pernas e disse:

— Aranha mexe!

Mas ela não se mexeu!

Depois disso relatou no trabalho:

— Quando se tira todas as pernas de uma aranha ela fica surda!

82
52
30

Escada Rolante

Duas loiras estavam conversando,quando uma delas disse:

— Amiga, eu estava na escada rolante do shopping, quando de repente ela parou.

— Foi? — perguntou a outra.

— Foi, eu fiquei mais de meia hora de pé esperando ela funcionar.

A outra loira fica indignada e fala:

— Mulher, deixa de ser burra... porque tu não sentou?

39
-4
43

Camisinha do Índio

O índio queria transar com a índia e pediu ajuda para o amigo da cidade e seu amigo lhe deu uma camisinha. No outro dia e o índio apareceu todo desanimado e o homem da cidade perguntou:

— O que foi índio?

— Índio forte, camisinha fraca, índio "an", camisinha ploft!

O homem da cidade deu uma camisinha de palha pra ele, e o mesmo aconteceu. Então, o homem lhe deu uma camisinha de aço. No outro dia o índio apareceu chorando e o homem da cidade perguntou:

— Que foi índio?

E o índio respondeu:

— Camisinha forte, índio fraco, índio "an", pinto ploft!

148
105
43

Aposta do Tapa

O rapaz vai ao cinema com um amigo e, a certa altura, o desafia:

— Duvida eu dar um tapa na cabeça deste careca?

E o amigo, mais que depressa:

— Duvido!

O rapaz lasca um tapa no careca e diz:

— Ô Oliveira! Quanto tempo... puxa, que saudades!

E o careca:

— Que é isso, rapaz?! Eu não sou o Oliveira e não te conheço!

— Puxa, mil desculpas! É que o senhor é a cara do Oliveira.

Passados cinco minutos, o rapaz vira-se para o amigo novamente e diz:

— Duvida eu dar outro tapa na cabeça deste careca?

— Duvido!

O rapaz lasca um outro tapa no careca e diz:

— Ô Oliveira, deixa de frescura... eu sei que é você...

Aí o sujeito se enfeza, levanta-se e, com o dedo em riste, dispara:

— Escuta aqui, ô seu sujeitinho safado, se você tocar em mim novamente eu vou chamar a polícia!

— Pô, desculpa mesmo! É que o Oliveira é muito brincalhão e eu pensei que...

— Não me interessa o que você pensou! Me deixe em paz, senão vou chamar a polícia!

Então, o careca saiu e foi sentar lá na frente.

Aí o rapaz vira-se para o amigo e diz:

— Duvida eu dar outro tapa na cabeça deste careca?

— Duvido.

Ele vai lá, tasca um tremendo tapa na cabeça do coitado e diz:

— Ô Oliveira, você tá aqui! Puxa, te confundi com outro cara ali atrás e quase que eu apanho!

85
56
29

Velhinha Sincera

O promotor de justiça chama sua primeira testemunha, uma velhinha de idade bem avançada. Para começar a construir uma linha de argumentação, o promotor pergunta para a velhinha:

— Dona Genoveva, a senhora me conhece, sabe quem eu sou e o que faço?

Responde a Testemunha:

— Claro que eu o conheço, Carlinhos! Eu o conheci ainda bebê. E, francamente, você me decepcionou. Você mente, você trai sua mulher, você manipula as pessoas, você espalha boatos e adora fofocas. Você acha que é influente e respeitado na cidade, quando na realidade você é apenas um coitado. Ah, se eu o conheço! Claro que conheço!

O promotor fica petrificado, incapaz de acreditar no que estava ouvindo. Ele fica mudo,olhando para o juiz e para os jurados. Sem saber o que fazer, ele aponta para o advogado de defesa e pergunta à velhinha:

— E o advogado de defesa, a senhora o conhece?

A velhinha responde imediatamente:

— O Robertinho? É claro que eu o conheço! Desde criancinha. Eu cuidava dele para a Marina, a mãe dele. E ele também me decepcionou. É preguiçoso, puritano, alcoólatra e sempre quer dar lição de moral nos outros sem ter nenhuma para ele. Ele não tem nenhum amigo e ainda conseguiu perder quase todos os processos em que atuou.

Neste momento, o juiz pede que a senhora fique em silêncio, chama o promotor e o advogado perto dele, se debruça na bancada e fala baixinho aos dois:

— Se um de vocês perguntar a esta velha filha da puta se ela me conhece, vai sair dessa sala preso! Fui claro?

71
32
39

Freira Anã

Os sete anões fizeram uma excursão ao Vaticano e, chegando, foram correndo falar com o Papa. Dunga, o mais agitado dos sete, foi logo perguntando:

— Papa! Papa! Aqui no Vaticano tem alguma freira anã?

O Papa ficou constrangido com a pergunta do pequeno orelhudo, mas respondeu, sem perder a calma:

— Não, meu filho... Não existe nenhuma freira anã no Vaticano...

— Anhh... – decepcionou-se o anão, enquanto os seus amigos cochichavam, segurando as risadas.

— Mas, Santo Papa, existe freira anã na Itália, não existe?

— Não, Dunga! Na Itália também não existe nenhuma freira anã...

Os outros seis riram, agora um pouco mais alto e Dunga não desistiu:

— Mas... Excelentíssimo Papa, na Europa tem freira anã, não tem?

— Não, Dunga, não existe freira anã em nenhuma parte Europa...

Até que os outros seis anões não se agüentaram e soltaram gargalhadas. Mas Dunga persistiu:

— Anhh... Senhor Papa, deve existir freira anã na África ou na América, não é?

Então o Papa começou a perder a paciência e disse:

— Não, Dunga! Não existe freira anã na África, nem na América, nem na Ásia, nem na Oceania, nem em lugar nenhum!

Os seus pequenos amigos, que já estavam rolando e chorando de tanto rir, organizaram uma roda e começam a pular e gritar, em coro:

— O Dunga comeu um pingüim! O Dunga comeu um pingüim!

19
10
9

Operação de Apendicite

O sujeito está na sala de espera, aguardando a operação de um amigo, quando de repente vê o amigo saindo apressado da sala de cirurgia, esbanjando nervosismo.

Imediatamente ele se levanta e vai ter com o amigo.

— O que é isso, cara? Ficou maluco?

— Eu vou é cair fora! Eu não fico aqui nem mais um minuto!

— Deixa de frescura, cara! Essa é uma simples operaçãozinha de apendicite, você vai tirar isso de letra!

— Foi exatamente isso mesmo que eu ouvi a enfermeira dizer agora há pouco!

— Então, por que tanto medo?

— Ela estava dizendo isso para o médico que ia me operar!

55
52
3

Perto do Túmulo

Duas amigas íntimas, muito bem casadas (com seus respectivos maridos) resolveram quebrar a rotina e sair juntas, em um sábado à noite.

Depois de encher a cara e falar da vida alheia a noite toda elas resolveram voltar pra casa, caindo de bêbadas.

No caminho, uma delas falou:

— Fê, pára o carro! Eu preciso fazer xixi!

— Que coincidência! — disse a amiga Rê, parando o carro, em frente a um cemitério.

Então elas desceram, se abaixaram e começaram a mijar, na frente de um túmulo.

— Caraca! — gritou Rê — Como é que eu vou me secar? Não posso ficar ensopada desse jeito... Enquanto ela falava, Fê tirou a calcinha, se secou e jogou a dita cuja fora.

— O quê? — gritou Rê, indignada — Nunca que eu vou jogar a minha lingerie de grife fora... Eu prefiro me secar com isso aqui! — e se limpou com a fita de uma coroa de flores.

No dia seguinte, os maridos, que também eram muito amigos, comentavam:

— Rapaz, a gente tem que ficar de olho nas nossas mulheres! Você acredita que ontem a Fê chegou em casa sem calcinha?

— Putz, isso não é nada! — falou o amigo — Pior foi a Rê que chegou com uma faixa presa no rabo, escrito: "Jamais te Esqueceremos".

83
22
61

Em um Deserto

Dois amigos estavam num deserto sem mulher, então foi que um virou para o outro e disse:

— Vamos fazer troca-troca?

— Vamos então!

Então os dois amigos fizerem o "troca-troca" quando um virou e disse:

— Vamos beijar na boca?

O outro respondeu:

— Se for começar com viadagem nós vai parar!

75
49
26

Os Bêbados e Deus

Eram dois amigos bêbados que foram beber num bar. Depois de tanto eles beberem, foram para casa.

Um disse para o outro:

— Vá com Deus meu amigo!

— Você também !

Os dois seguiram o seus caminhos separados. Quando um dos bêbados tropeça numa pedra e diz:

— Ô Deus. Eu vou contigo, mas não precisa empurrar!

43
35
8

Porta CDs

O cara foi num motel numa sexta-feira. Assim que entrou, reconheceu o carro do amigo que se encontrava estacionado e com o vidro do carona semi-aberto. Na mesma hora lhe veio a vontade de fazer uma gozação com o amigo, foi ate la e reparou que havia um porta CDs no painel. Sem nenhum esforco pegou o porta CDs e se mandou para curtir sua transa. No dia seguinte ligou para o amigo e esperando sua reação, lhe perguntou:

— E ai, o que conta de novo?

E o amigo respondeu:

— Tô muito puto da vida. Minha mulher pegou meu carro sexta-feira para ir a casa da mãe dela e lá alguém conseguiu abrir o carro e roubou todos os meus CDs.

79
73
6

Sapinha

O sujeito era bem dotado, mas exageradamente bem dotado: seu instrumento media 50 cm! Na realidade ele não era assim tão feliz, como muitos poderiam

imaginar. Tinha sempre que comprar calças largas, para poder amarrar o dito cujo na coxa. Urinar era um pesadelo, imaginem... As garotas desmaiavam só de imaginar. Um dia estava ele a chorar as mágoas com um amigo, comentando sobre seus sofrimentos.

O amigo disse:

— Mas isso não tem problema! Você não sabe que existe uma sapinha na floresta?

— Como assim?

— Você vai lá, e pergunta pra ela se ela quer casar com você.

Ela vai responder não e com isso seu pau vai encolher dez centímetros.

— Sério! Vou lá amanhã cedo.

Lá chegando, nosso amigo não teve dificuldades para achar a sapinha.

— Sapinha, você quer casar comigo?

— Não!

Voltando para casa ele foi direto pro banheiro, de régua na mão: 40 cm! Radiante com a encurtada saiu para uma volta, e começou a pensar: Na realidade 50 ou 40, ainda é impraticável. Vou voltar na floresta novamente.

— Sapinha, você quer casar comigo?

— Não!

E mediu novamente: 30 cm! Ele pensou: Hummm, melhor que antes, mas talvez com 20. Aí sim, as meninas iriam vibrar. E lá voltou ele:

— Sapinha, você quer casar comigo?

— Eu já disse: Não! Não! Não!

97
58
39

Caçadoras

Duas bichas foram caçar na floresta, e uma comenta com a outra:

— Vamos fingir de caçador e animal?

— Vamuuss...

Então foram, uma delas finge em dar um tiro de espingarda. Pouuuu!

A outra cai no chão, preocupada com sua amiga ela diz:

— Ei, acorde!

A outra responde:

— Lei da selva, matou tem que comer!!!

81
42
39

Amigo Louco

Um maluco encontra um amigo e diz:

— Oi meu amigo! Quanto tempo?

— É mesmo! Puxa! Mas você não morreu?

— Claro que não! Por que?

— Porque eu estava vendo na televisão uma reportagem de um homem que morreu afogado num rio hoje cedo.

— Nossa! Estava de camisa amarela?

— Sim!

— Ai meu Deus! Estava de calça jeans?

— Estava!

— Ai caramba! Estava de tênis?

— Não! Estava de chinelo.

Então o maluco diz:

— Ai, graças a Deus!

— Por que?

— Não era eu!

24
14
10

Usando Calcinha

— Que é isso, cara? Calcinha de mulher?

O amigo olha para um lado, para o outro, e responde:

— É a ultima moda, você não sabia? Todos os meus amigos estão usando calcinhas em vez de cuecas.

— Larga do meu pé, cara! Quando foi que você começou com esta mania?

— Desde que a minha mulher descobriu uma no porta-luvas do meu carro.

50
19
31

Que João?

Todo dia um amiguinho chegava para o outro e perguntava:

— Ô Zezinho você conhece o João?

Que João? — perguntava Zezinho

Aquele que comeu seu butão! — respondia seu amigo

Zezinho cansado dessa vida, contou para seu pai que todo dia que chego a escola meu amiguinho pergunta se eu conheço o João, e eu pergunto "Que João?", e ele me responde: Aquele que comeu seu butão!

O pai disse à ele então:

— Na hora que você chegar na escola, pergunte ao seu amiguinho se ele conhece o Mário, então ele vai perguntar "Que Mário?" e você responde: Aquele que te comeu atrás do armário!

Zezinho todo feliz chegando à escola viu seu amiguinho e o perguntou:

Você conhece o Mário?

Claro! O irmão do João, não é? — responde o amiguinho

Que João? — pergunta Zezinho.

Seu amiguinho responde:

Aquele que comeu seu butão!

20
5
15

Aceitação da Família

Uma mulher encontra a amiga chorando:

— O que foi, Beatriz? Por que você está chorando?

— Ah! Como eu sou infeliz!

— O que houve? — pergunta.

— É o meu namorado!

— O que aconteceu com ele?

— A família dele não aceita o nosso amor. São todos contra... o pai, a mãe, os irmãos, os sobrinhos... Todo mundo quer que a gente se separe!

— Nossa que maldade! Que gente ruim!

— Isso mesmo! E a pior de todas é a esposa dele!

12
2
10

Juvenal No Bordel

No sábado para domingo Juvenal vai ao melhor bordel de sua cidade. Chegando lá ele já vai numa prostituta e pergunta:

— Quanto é o progama?

— 225 reais!

Ele imediatamente acrescenta:

— Eu gosto de bater...

— Não a única pessoa que aceita apanhar aqui é Heloísa.

— Então chame ele para mim.

A prostituta logo grita:

— Heloííííísa! Heloííííísa!

E vem aproximando deles uma mulher com uns peitões e uma bundona todo siliconada loira daquelas que você ficaria de qualquer jeito...

Juvenal pergunta:

— Heloísa quanto é o programa?

— 275, mais para você que já mostra o tamanho do seu "instrumento" é 250.

— Não mais eu gosto de bater um pouco.

— Para apanhar é 750! Sem descontos.

— Feito!

Lá pelas 4:30 da manhã Heloísa chega chorando com os dentes arrancados, com uma parte de seu cabelo arrancada e a orelha e braços roxos.

A prostituta que arrumou o homem para Heloísa pergunta:

— Minha amiga ele bateu muito?

— Sim, bateu até que eu devolve-se o dinheiro!

110
65
45

Safada

Estavam no bar três amigos conversando quando chegou no bar um bêbado dizendo à um deles?

— Sua mãe é uma piranha.

o rapaz tranqüilo nem deu assunto, o bêbado não contente voltou a dizer:

— Sua mãe é uma safada!

o rapaz olhou para ele tentou se levantar mas foi contido pelos amigos, mas o bêbado queria humilha-lo dizendo "eu transo com sua mãe todo dia", foi aí que o rapaz se levantou e foi em Direção ao bêbado e disse:

Pai vai embora que você tá bêbado!

26
15
11

Festa no Interior

Certa vez em uma festa no interior, o dono da festa se entristece por não ver ninguém dançando, e para resolver o problema ele sugere que cada um dance com a pessoa que tiver o nome semelhante ao seu: Francisca com Francisco, Benedita com Benedito, João com Joana... E assim todos dançaram exceto um rapaz que estava encostado na parede, o dono da festa curioso pergunta:

— Então rapaz, uma festa tão animada e você aí parado. Cadê seu par?

Responde o rapaz:

— Pois é amigo, é que meu nome é Piroco.

28
12
16

Pedindo Emprego

O rapaz termina o segundo grau e não tem vontade de fazer uma faculdade. O pai, meio mão de ferro, dá um apertão:

— Ahh, não quer estudar? Bem, perfeito. Vadio dentro de casa eu não mantenho, então vai trabalhar...

O velho, que tem muitos amigos, fala com um deles, que fala com outro até que ele consegue uma audiência com um político que foi seu colega lá na época de muito tempo atrás:

— Rodriguez, meu velho amigo! Você se lembra do meu filho? Pois é, terminou o segundo grau e anda meio à toa, não quer estudar. Será que você não consegue nada pro rapaz não ficar em casa vagabundeando?

Aos 3 dias, Rodriguez liga:

— Zé, já tenho. Assessor na Comissão de Saúde no Congresso, 9.000 por mês, pra começar.

— Está louco! O rapaz recém terminou o colégio, não vai querer estudar mais, consegue algo mais abaixo.

Dois dias depois:

— Zé, secretário de um deputado, salário modesto, 5.000, tá bom assim?

— Nãooooo, Rodriguez, algo com um salário menor, eu quero que o rapaz tenha vontade de estudar depois... Consiga outra coisa.

— Olha Zé, a única coisa que eu posso conseguir é um carguinho de ajudante de arquivo, alguma coisa de informática, mas aí o salário é uma merreca, 2.800 por mês e nada mais.

— Rodriguez, isso não, por favor, alguma coisa entre 800 a 1.000 pra começar.

— Isso é impossível Zé!

— Mas, por quê?

— Porque esses são por concurso!

166
138
28

Um Crime

Um brasileiro entra na polícia em plena Caxias do Sul e dirige-se ao xerife:

— Vim entregar-me. Cometi um crime e desde então não consigo viver em paz.

— Meu senhor, as leis aqui são muito severas e são cumpridas e se o senhor é mesmo culpado não haverá apelação nem dor de consciência que o livre da cadeia.

— Atropelei um argentino na estrada ao sul de Caxias.

— Ora meu amigo, como o senhor pode se culpar se estes argentinos atravessam as ruas e as estradas a todo o momento?

— Mas ele estava no acostamento.

— Se estava no acostamento é porque queria atravessar, se não fosse o senhor seria outro qualquer.

— Mas não tive nem a hombridade de avisar a família daquele homem, sou um crápula!

— Meu amigo, se o senhor tivesse avisado haveria manifestação, repúdio popular, passeata, repressão, pancadaria e morreria muito mais gente, acho o senhor um pacifista, merece uma estátua.

— Eu enterrei o pobre homem ali mesmo, na beira da estrada.

— O senhor é um grande humanista, enterrar um argentino, é um benfeitor, outro qualquer o abandonaria ali mesmo para ser comido por urubus e outros animais, provavelmente até hienas.

— Mas enquanto eu o enterrava, ele gritava : Estoy vivo, estoy vivo!

— Tudo mentira, esses argentinos mentem muito!

60
47
13

Três Cervejas

Toda sexta, as 20 horas um cara chegava em um bar, e pedia 3 cervejas para o garçom, as 3 ao mesmo tempo. Tomava uma, a outra, a terceira, pagava a

conta, levantava e ia embora. Uma bela sexta o garçom, já intrigado com aquilo, perguntou para o homem:

— Desculpe minha curiosidade, mas porque o senhor toma 3 cervejas toda sexta no mesmo horário?

E o homem respondeu:

— Porque tenho 2 irmãos, e cada um de nos mora longe. Assim, toda sexta, as 20 horas, cada um de nos entra em um bar e pede 3 cervejas. Tomamos uma por cada um de nós. E o nosso modo de manter contato e pensarmos um nos outros.

Uma bela sexta, o homem entra no bar e o garçom pergunta:

— Três cervejas, como sempre?

E o homem diz:

— Não. Apenas duas.

O garçom gela. Um dos irmãos dele morreu, pensa. Meio sem jeito, traz duas cervejas e pergunta para o homem:

— Desculpe-me amigo, mas é que sempre são 3 cervejas. Aconteceu alguma coisa com algum irmão seu?

E o homem:

— Não, estão todos bem. É que eu parei de beber!

17
8
9

Perdeu o carro

Um sujeito, cambaleando pelo estacionamento, estava cutucando a porta de cada carro com uma chave.

Veio o guarda e lhe perguntou:

— Qual é o problema, meu amigo?

E o sujeito responde:

— Perdi meu carro...

O guarda diz:

— Aonde foi que você viu o carro pela ultima vez?

— Foi aqui mesmo, na pontinha desta chave...

80
60
20

Animais Drogados

Em uma floresta da Colômbia, os animais tinham o estranho costume de usar todos os tipos de drogas. Certo dia, a girafa estava fumando um baseado, quando apareceu um coelho correndo, com alguns animais o seguindo e lhe disse:

— Girafa amiga, não fume isso... Venha correr comigo pra ficar em forma!

A girafa ficou sensibilizada com a atitude do pequeno coelho, jogou o cigarro fora e seguiu o coelho.

De repente eles viram um elefante cheirando cocaína e o coelho voltou a defender os seus costumes:

— Elefante amigo, pare de cheirar isso! Venha correr conosco e perca alguns quilinhos!

O elefante decidiu pensar na sua saúde, jogou o pó pro alto e começou a fazer cooper com o novo amigo.

Então eles correram mais alguns quilômetros até que encontraram um leão usando lança-perfume. O coelho se apressou em dar seus conselhos:

— Leão amigo, pare de cheirar essa droga! Venha correr com a gente e viver uma vida saudável.

O leão largou o pano molhado em cima de um tronco, se aproximou do coelho e lhe deu uma patada violenta, que arrancou a sua cabeça.

A girafa, o elefante e todos os adeptos da geração saúde ficaram enfurecidos com a atitude do rei da selva, até que o elefante tomou a frente e disse:

— Leão, por que você fez isso com o pobre coelho?

O leão, impiedoso, respondeu:

— Esse cara me obriga a ficar correndo por aí toda vez que toma ecstasy!

62
44
18

Comendo Grama

Certa tarde, um bem sucedido advogado estava sendo conduzido em sua limusine para seu sítio, quando observou dois homens maltrapilhos comendo grama ao lado da estrada. Ele ordenou imediatamente ao motorista que parasse, saiu do veículo e perguntou:

— Por que vocês estão comendo grama?

— Porque nós não temos dinheiro para comprar comida - respondeu um dos homens.

— Bem, você pode vir comigo para o sítio disse o advogado.

— Senhor, eu tenho uma esposa e três filhos aqui.

— Traga-os também replicou o advogado.

— E quanto ao meu amigo?

O advogado virou-se para o outro homem e disse:

— Você pode vir conosco também.

— Mas, senhor eu também tenho esposa e seis filhos, disse o segundo homem.

— Eles podem nos acompanhar também, disse o advogado enquanto se dirigia de volta à limusine. Todos se acomodaram como puderam na limusine, e quando já estavam a caminho, um dos acompanhantes disse:

— O senhor é muito gentil. Obrigado por levar-nos a todos com o senhor.

O advogado respondeu:

— De nada! Vocês irão adorar meu sítio. A grama esta com quase um palmo de altura.

66
19
47

Banheiro

A loira fenomenal estava em uma badalada casa noturna com algumas amigas. Depois de dançar uma boa parte da noite e beijar uma boa parte dos homens, ela resolve ir ao banheiro mas não tem a mínima idéia de onde fica. Até que, para sorte da loira, um barman passa pela pista e ela imediatamente pergunta, no ouvido dele:

— Onde é o banheiro?

O barman responde, apressado:

— Do outro lado...

Então a loira sorri, se aproxima do outro ouvido dele e pergunta:

— Onde é o banheiro?

59
44
15

Teste de Soletrar

Após uma longa doença, a mulher morreu e chegou aos portões do céu. Enquanto aguardava São Pedro, ela espiou pelas grades e viu, sentados à mesa, apreciando um maravilhoso banquete, seus pais, amigos e todos que haviam partido antes dela. Quando São Pedro chegou, ela comentou:

— Que lugar lindo! Como faço para entrar?

— Para ser admitida aqui, você tem de soletrar uma palavra e acertar de primeira — respondeu ele.

— Que palavra?

— Amor.

Ela soletrou corretamente e passou pelos portões.

Um ano depois, São Pedro pediu que ela vigiasse os portões. Para surpresa dela, o marido apareceu.

— Que surpresa! — disse ela. — Como você está?

— Muito bem. Casei-me com aquela bela enfermeira que cuidou de você, ganhei na loteria e fiquei milionário. Vendi a casa onde morávamos e comprei uma mansão. Minha mulher e eu viajamos pelo mundo todo. Estávamos de férias e hoje fui esquiar. Caí, o esqui bateu na minha cabeça e cá estou. Então, como faço para entrar?

— Você tem de soletrar uma palavra e acertar de primeira.

— Qual palavra?

— Otorrinolaringologista.

97
38
59

Prova de Masculinidade

Dois amigos bebendo em um bar, a certa altura. Um estava duvidando da masculinidade do outro.

O Zé disse ao Pedro:

— Se tu é homem mesmo me prove, você terá que passar por três testes: Terá que beber dois litros de cachaça, pentear um leão e transar com uma virgem.

O Pedro topa. Tomou os dois litros de cachaça e ficou mais bêbado do já estava. Entrou na jaula do leão e de repente saiu todo rasgado e gritando:

— Cadê a virgem que eu quero pentear!

36
12
24

Especialista

Dois amigos bebendo num barzinho:

— Pô, Carlos, você parece abatido. Algo o atormenta?

— Nem te conto, Xavier. Estou com uma dor insuportável no ovo esquerdo.

— Não te preocupes com isso. Tive um problema semelhante e meu médico curou num piscar de olhos.

— Então me da o endereço desse médico. Continuaram bebendo e ao se despedirem no final da noitada, o Xavier lembrou:

— E o endereço do médico?

Carlos sacou um cartão de visitas do bolso e, passando ao amigo, acrescentou:

— Pode procura-lo que esse doutor é milagreiro.

Mas com o efeito da bebedeira, por engano passou o cartão do advogado dele.

Dia seguinte, Xavier procurou o endereço do cartão.

— Doutor, estou com uma dor incrível no ovo esquerdo.

— Sinto muito, meu amigo, mas sou especialista em Direito.

— Pô, vai ser especialista assim no diabo que o carregue.