Piadas de Amigos

Dois amigos estavam fumando maconha e foram pegos pela polícia. No dia do julgamento o juiz, que estava de bom-humor, disse:

— Vocês parecem ser boas pessoas, por isso lhes darei uma segunda chance!

— Ao invés de irem pra cadeia, vocês terão que mostrar para as pessoas os terríveis males das drogas e convencê-las a largá-las!

— Compareçam ao tribunal daqui uma semana, pois eu quero saber quantas pessoas vocês convenceram!

Na semana seguinte os dois voltaram e o juiz perguntou para o primeiro homem:

— Como foi sua semana, rapaz?

— Bem, meritíssimo, eu convenci 17 pessoas a pararem de consumir drogas para sempre!

— 17 pessoas? — disse o juiz, satisfeito — Que maravilha. O que você disse para elas?

— Eu usei um diagrama, meritíssimo. Desenhei 2 círculos, um pequeno e um grande. Aí apontei pro círculo maior e disse: "Este é o seu cérebro em tamanho normal... — e apontando pro menor — E este é o seu cérebro depois das drogas!"

— Muito bem! — aplaudiu o juiz, virando-se para o outro sujeito — E você? Como foi sua semana?

— Eu convenci 234 pessoas, meritíssimo!

— 234 pessoas? — exclamou o juiz, pulando da cadeira — Incrível! Como você conseguiu isso?

— Utilizei um método parecido com o do meu colega. Também desenhei 2 círculos, um pequeno e um grande. Mas eu apontei para o círculo menor e disse: "Este é seu cu antes da prisão..."

165
151
14

Duas amigas conversam:

— Sabe de uma coisa? Acho que vou me divorciar!

— Mas de novo? — surpreende-se a amiga — Esse já é o seu terceiro marido!

— Pois é... Mas eu me cansei dele!

— Será possível que você não gosta de nenhum homem?

— Sabe o que é? Parece que todos os homens têm uma coisa que me incomoda... E aquela coisa vai crescendo, crescendo...

— Ai, amiga? Vai dizer que você vai virar lésbica?

— Não é nada disso, boba! O problema é que eu não gosto de homem com chifres!

13
1
12

Jorge e sua mulher foram visitar a família de João. As mulheres foram para a cozinha preparar um lanche e os homens ficaram conversando. Jorge falou para João:

— Estou fazendo um curso para melhorar a memória. É uma beleza! Você não sabe como melhorei.

— É mesmo? Como é o nome do curso?

Jorge, atrapalhado, pergunta ao amigo:

— Como é o nome daquela flor bonita que tem espinhos?

— É a rosa!

Jorge grita, então, para a mulher na cozinha:

— Rosa, como é mesmo o nome do curso que estou fazendo?

15
11
4

O sujeito estava no boteco tomando umas cachaças, jogando uma partida de dominó com mais três amigos, quando vê um enterro passando pela rua.

Mais que depressa ele interrompe o jogo, levanta-se, vai até a porta, tira o chapéu e fica observando o cortejo, durante vários minutos, em silêncio, com semblante visivelmente entristecido.

Quando o féretro termina de passar, ele recoloca o chapéu na cabeça e volta a sentar-se.

— Esse foi o gesto mais comovente que eu já vi em toda a minha vida! — comenta um dos amigos. — Acho que todos deviam seguir o seu exemplo.

— Bem, depois de quinze anos de casado, acho que era o mínimo que eu poderia fazer!

8
3
5

Em uma segunda-feira como outra qualquer, a morena chega ao escritório desanimada e uma colega de trabalho loira pergunta:

— O que foi, amiga? Por que essa cara?

— Ah, é que sexta-feira o meu marido chegou em casa com um buquê de flores...

— Ué! — estranha a loira — E isso não é bom?

— Bom nada! Por causa desse maldito buquê eu tive que passar o fim de semana inteiro de pernas abertas!

— Sério? — pergunta a loira, assustada — Mas será possível que não tem nenhum vaso na sua casa?

6
-2
8

Os dois amigos estão escalando uma montanha enorme quando, de repente, um deles pisa em falso e despenca lá de cima, desaparecendo no abismo.

Imediatamente o outro contacta-o pelo walkie-talkie:

— Alô... Alô... você está bem?

— Sim, estou bem!

— Quebrou algum osso?

— Não, nenhum!

— Então, volta a subir que eu te espero!

— Não posso! Eu ainda estou caiiiiinnnnddddooooo!

32
28
4

O cara estava caçando, em companhia da esposa, quando de repente viu um tiro passar de raspão pelo chapéu dela.

— Ei! — gritou ele, para o autor do disparo — Você quase acertou minha mulher!

— Poxa, desculpa, amigo... Faz o seguinte, tá vendo aquela mulher ali, debaixo daquela árvore?

— Tô...

— É a minha mulher! Toma a minha espingarda, tenta acertar nela também!

10
2
8

Dois caipiras voltavam para casa quando um deles tropeçou numa lâmpada de gênio:

— Vixe Maria, João, óia que negóço bunito que chega bria! — disse Joaquim.

— Uia Joaquim, vamu dá uma lipadinha nesse troço que tá todo sujo.

Joaquim, com a camiseta que usava, esfregou a lâmpada, quando surge um gênio:

— Graças aos senhores estou livre dessa lâmpada e, como recompensa, dar-lhe-eis 3 desejos.

Os caipiras, sem saber como dividiam os desejos, discutiam:

— Eita João, já que fui eu quem libertou o homi, fico com 2 e tu com 1.

— Nada disso Joaquim, eu achei a lâmpada, então 2 é meu.

Diante de tal situação e apressado, o gênio decidiu dar 3 ovos a cada caipira e disse que quando quisessem um desejo, era só quebrar um ovo.

Chegando em casa Joaquim foi logo jogando um ovo ao chão:

— Eu queria ser o cabra mais rico desse mundo!

Bum... Apareceu tanto dinheiro que não cabia na humilde casa do rapaz.

— Agora eu queria uma mansão beeem grande e com um canto pra colocar toda essa dinherama aí.

Bum... Dois quarteirões transformaram-se na mansão de Joaquim.

— Mininu, esse negóço é bão memo — disse Joaquim — agora só falta as muié. Então eu quero que as muié mais bunita desse mundo seja tudo doida por mim e morem aki na minha casa.

Bum... Fez-se o pedido, todas as modelos mais belas estavam aos pés de Joaquim.

Passado um mês de vida boa, Joaquim resolve visitar João em sua limousine acompanhado de 2 belas modelos.

Chegando lá, percebeu que seu amigo continuava na mesma e resolveu perguntar:

— Ô meu amigo João, tu não fizesse seus pedidos não?

E João, espantado com a beleza das mulheres de Joaquim, respondeu:

— Amigo véi, se eu te contar tu não acredita! Cheguei em casa com meus 3 ovin e coloquei em cima da mesa. Mas aí, como você sabe, a mesa aqui de casa é pensa e, na hora que coloquei os bixo lá em cima, ela pendeu prum lado e um caiu no chão. Eu fiquei muito puto e fui logo dando um grito: "Carai!". Omi, apareceu carai por todo lado, era no chão, no teto, nas parede, em tudo. Aí, eu joguei o outro ovin no chão e pedi que aquela ruma de carai desaparecesse e bum... sumiu tudo, incrusivel o meu. Aí eu peguei o último ovo, joguei no chão e pedi: eu queria meu carai de volta! Pronto, e aqui estou eu, do mesmo jeito.

33
26
7

Três sujeitos estavam no andaime lavando os vidros de um grande edifício, quando um deles deu um gemido, virou para os outros dois e disse:

— Ai, preciso cagar e vou cagar aqui mesmo!

— Você é louco? Vai sujar todo mundo lá embaixo! — disse o mais precavido.

— Não tô agüentando mais, não dá tempo de descer!

— Então bate na janela e peça pra alguém deixar você usar o banheiro. — aconselhou novamente o amigo.

Assim ele fez e quando abriram a janela, ele voou pro banheiro!

Quando ele estava tranqüilo batendo aquele barro quando ouviu uma gritaria danada. Ao sair, viu que o andaime tinha quebrado e seus dois colegas se espatifaram.

Dia seguinte, no velório, estavam os amigos, o sobrevivente, sua esposa e as viúvas inconsoladas, quando chega o dono da Empresa e diz às viúvas:

— Sei que foi uma perda irreparável, mas posso pelo menos tentar aliviar o sofrimento das senhoras. Sei que vocês pagam aluguel e por este motivo darei uma casa pra cada uma. Sei também que vocês dependem de ônibus, por isso darei um carro para cada uma. Quanto aos estudos de seus filhos, não se preocupem mais: será por conta da Empresa até a faculdade.

A mulher do felizardo não se contendo mais falou no ouvido do marido:

— E o bonitão cagando, né?

25
20
5

Em um disputado jogo de pôquer, Almeida aposta todo dinheiro que tem e perde. Aposta a carteira e perde. Aposta o carro e perde. Então ele não vê outra opção:

— Eu aposto minha mulher!

Os outros jogadores ficam espantados e o melhor amigo do Almeida desiste do jogo.

— Ahá! — grita Almeida pra ele — Está com medo de perder, né?

— Eu não! — responde o amigo — Estou com medo é de ganhar!

24
18
6