Piadas de Amigos

Cinco bêbados estavam no terminal de trem, se escorando um no outro com aquela camaradagem clássica de bebum. Quando o trem apontou, todos ficaram muitos agitados, se posicionado rapidamente na porta de cada vagão naquele tumulto para conseguir entrar.

Pois bem, quatro dos cinco amigos bêbados conseguiram entrar e um ficou de fora. Vendo aquela cena, o guarda do terminal resolveu perguntar.

— E agora, todos os seus amigos foram e só você ficou?

O bêbado respondeu!

— Pois é seu guarda, o pior é que só eu ia viajar, eles vieram apenas me acompanhar.

25
15
10

No escurinho do cinema, no meio do novo filme do Schwarzennegger, um casal de meia idade insiste em discutir em voz alta.

— Eu nunca mais vou te trazer no cinema! — diz o marido, furioso.

— E quem disse eu eu quero a sua companhia? — desafia a mulher.

— Pois então, fique sabendo que...

— Escuta aqui, meu amigo! — interrompe o espectador da cadeira ao lado — Eu não estou conseguindo ouvir uma palavra!

— É mesmo? — exclama o sujeito, em tom irônico — E eu posso saber por que você quer ouvir a minha discussão?

11
6
5

Apaixonado, o rapaz anuncia ao seu pai que vai se casar.

— Que ótimo, meu filho! — entusiasma-se o pai. — Quem é a felizarda?

— É a Jéssica, papai... Filha do seu amigo Alfredo.

— Fi... filha do Alfredo? — gaguejou o pai, estupefato. — Mas você não pode se casar com esta moça!

— Por que não?

— Sabe o que é? É que logo que eu casei com a sua mãe, toda vez que o Alfredo viajava, a sua mulher dormia aqui em casa e uma vez... bem, você sabe o que aconteceu, né?

— Quer dizer que a Jéssica é minha irmã?

O pai confirma com a cabeça e o rapaz se tranca no quarto chorando, desesperado.

Pouco depois, a sua mãe vai consolá-lo:

— O que houve, meu filho?

— É que o papai me contou que não posso me casar com a Jéssica...

— Que bobagem, meu filho! Claro que você pode se casar com ela.

— Mas ela é minha irmã!

— Sabe o que é? É que logo que me casei com o seu pai, todas as vezes que ele viajava, eu ia dormir na casa do Alfredo...

15
13
2

Um grupo de amigos está jogando xadrez, disputando um pequeno campeonato e um bêbado fica ao lado, da mesa só assistindo. As horas vão se passando. Uma, duas, três, quatro, cinco... E o bêbado continua lá. Até que um dos amigos resolve ver se ele quer jogar:

— Ei, amigo! Você está aí olhando a gente jogar há horas. Vem jogar também!

— O quê? — disse o bêbado, revoltado — Xadrez? Eu não tenho paciência pra esse negócio não!

8
-12
20

Distraído, o sujeito vai atravessar uma linha férrea no mesmo instante em que o trem estava passando. E como resultado ele teve uma das pernas bruscamente arrancada.

Ele senta-se na calçada e se debulha em lágrimas:

— Justo a boa! Justo a boa!

Um dos transeuntes que observara o acidente, abaixa-se para consolá-lo e percebe que a perna perdida era uma perna de pau.

— Meu amigo — diz ele. — Você tem de erguer as mãos para o céu. Você perdeu somente a sua perna de pau!

— Então — respondeu o homem, choramingando. — Justo a de peroba que me custou uma fortuna!

8
1
7

Duas pulgas conversavam:

— Essa noite quase morri de frio, cara! — diz o primeiro.

— Você dormiu aonde? — perguntou o amigo.

— Dormi no bigode de um motoqueiro!

— Você é doido, cara? Os motoqueiros vivem zanzando por aí e quem sofre é você que fica com o vento batendo na cara!

— Pois é! Nem me fala...

— Quer um lugar legal pra você dormir? Procura uma mulher de saia, sobe na perna dela e vai reto toda vida! Você vai chegar numa floresta quentinha, aí é só se esconder e dormir, sossegado!

Empolgadíssimo, a pulga logo encontrou uma mulher de saia e seguiu as recomendações do amigo.

Uma semana depois eles se reencontram:

— E aí, cara? Fez o que eu te falei?

— Você tava me sacaneando, né? — esbravejou a pulga friorento, partindo pra cima do amigo.

— Calma, cara! O que aconteceu? Não achou a floresta quentinha?

— Achar eu achei! Mas eu tava dormindo sossegado e começou uma confusão danada! Fui tão chacoalhado que fiquei tonto e, quando dei por mim, tava de novo no bigode do motoqueiro!

18
11
7

Dois amigos se encontram:

— Você viu que a Johnson & Johnson está falindo? — diz um.

— Não acredito! — diz o outro.

— Também pudera! Com os produtos que eles vendem... O O.B. está no buraco, o Modess está no vermelho, a Camisinha está no pau e as fraldas estão na merda!

23
17
6

De partida para a guerra, um soldado muito ciumento resolveu colocar um cinto de castidade na esposa, temendo ser traído.

— Não é justo, posso morrer na guerra e minha mulher é muito jovem. Já sei, darei a chave ao meu amigo de confiança, e se algo acontecer comigo, ele poderá soltá-la.

No dia da partida, mal tinha cavalgado 200 metros, ouviu a voz do amigo, que corria desesperadamente em seu encalço.

— Que aconteceu amigo, o que houve?

— Companheiro! — disse o outro, totalmente sem fôlego. — Você deixou a chave errada!

26
22
4

Denis e Daralho eram dois amigos que sempre contaram vantagem de quem era mais comedor. Desde as namoradas da escola eles competiam, se gabavam e sempre tiveram um desempenho parecido.

Certa vez, quando os dois já tinham uns 25 anos, viajaram com suas respectivas namoradas e ficaram hospedados em um hotel, em quartos lado a lado.

— Vamos ver quem consegue transar mais vezes? — sugeriu Denis.

— Boa idéia! — comemorou Daralho — Hoje a gente vai ver quem é o mais comedor!

— Mas peraí! — interrompeu Denis — Como é que nós vamos acompanhar a contagem? Eu estou em um quarto e você em outro!

— Já sei! — disse Daralho — Cada vez que a gente acabar de dar uma a gente grita "Goooooool!". Assim o outro fica sabendo!

— Combinado! — comemorou Denis, correndo para o quarto.

Depois de uns 15 minutos, Denis já grita eufórico: "Goooooool" e, depois de mais meia hora, "Gooooooooool" novamente. No intervalo da segunda para a terceira ele fica pensativo. Daralho ainda não tinha gritado "Gol" nenhuma vez! Então ele vai ver o que aconteceu. Quando ele vai bater na porta do quarto do amigo, vê um bilhete pregado: "Jogo adiado. Campo encharcado. Neste momento estou fazendo embaixadinhas no vestiário."

17
14
3

O sujeito entra na sapataria e pede um dos modelos expostos na vitrina.

— Que número o senhor calça? — pergunta o vendedor, arriscando um palpite.

— 38!

O vendedor desaparece por uma porta e pouco depois volta com o sapato.

— Aqui está!

O cliente calça o sapato com enorme dificuldade, levanta-se com uma visível expressão de dor, dá algumas voltas pela loja e diz:

— Está ótimo, vou... ui... levar esse!

— O senhor não prefere experimentar um número maior? — pergunta o vendedor, apreensivo. — Parece que esse está lhe machucando.

— Não, não, vou levar... ai... esse mesmo!

— Mas...

— Olha, meu amigo! Fui demitido do meu emprego, a minha mulher fugiu com o meu melhor amigo, minha filha virou prostituta, meu filho está preso... de maneira que o único prazer que eu tenho na vida é chegar em casa e tirar esta bosta destes sapatos!

19
14
5

As vésperas de um jantar com os amigos do marido, a esposa resmunga:

— Ai, bem... Você precisa comprar umas roupas novas pra mim! Se os seus amigos me virem assim, vão pensar que eu sou a cozinheira da casa!

— Não se preocupe, querida! — consola o cônjuge — Depois do jantar, eles vão mudar de opinião!

12
6
6

O marido chega mais cedo do trabalho e surpreende a mulher com o seu melhor amigo, em pleno ato sexual, na sua própria cama.

— Cláudia, minha esposa querida, como você pode fazer isso comigo? Eu que durante todos esses anos, sempre fui um marido fiel, te amei como ninguém. Dediquei toda a minha vida para te fazer feliz. E você, Gustavo, a quem eu considerava como um irmão, a quem sempre amparei nos momentos difíceis, eu que sempre te admirei, você era um exemplo de... ei... vocês querem parar de trepar e prestar atenção no que eu estou dizendo?

22
6
16

O bêbado inveterado vai ao médico, acompanhado de sua esposa.

— Qual o problema? — pergunta o médico.

— É que eu sinto náuseas, dores no corpo, estou sempre cansado...

— O senhor fuma?

— Três maços por dia!

— Aí está o problema, meu amigo! Pare de fumar imediatamente e logo voltará a ter uma saúde de ferro.

Feliz com o diagnóstico, despediu-se do médico e assim que pôs os pés na rua, a esposa perguntou-lhe:

— Que história é essa de fumar três maços por dia? Você nunca colocou um cigarro na boca!

— Eu sei, meu bem! Mas se eu dissesse que não fumava ele iria perguntar se eu bebia... aí me toca parar de beber!

15
5
10

Dois velhos amigos estão no restaurante e um deles sugere:

— Cara, me fala uma coisa que você acha muito ruim!

— Muito ruim? — pergunta o amigo, pensativo — A minha sogra!

— Não, seu burro! Eu tô falando coisas de comer!

— Ah, a minha mulher!

6
-4
10