Piadas de Amigos

O caipira tenta convencer o amigo a ir trabalhar em São Paulo:

— Vamos lá, Zé! A vida lá é melhor!

— Vô não! Lá tem muito bandido!

— Que nada! Você fica sabendo que é lá que o dinheiro corre adoidado!

— Mais um motivo... Aqui que ele fica parado eu não vejo nem a cor... imagina esse danado correndo!

10
3
7

Ao chegar mais cedo em casa, o sujeito encontrou a mulher nua deitada na cama, com a respiração ofegante.

— O que houve, querida? Você não está passando bem?

— Acho que é um ataque do coração.

Então o marido correu para o telefone para chamar o médico. Nisso, o filho mais novo chegou perto dele e avisou:

— Pai, tem um homem pelado no banheiro!

O marido foi até lá, abriu a porta e deu de cara com o seu melhor amigo.

— Pelo amor de Deus, Alfredo! Minha mulher está tendo um enfarte e você fica por aí assustando as crianças...

12
6
6

Um cara dirigia numa estrada quando, de repente, o seu carro pifa de vez. Ele encosta e começa a mexer para tentar saber o que aconteceu. Uma vaca chega de mansinho, enfia a cabeça debaixo do capô e comenta:

— Pra mim, o problema é no motor.

O dono do carro leva o maior susto e fala ao proprietário da vaca:

— Amigo, é incrível! A sua vaca falou e disse que o problema do meu carro é no motor.

— Esquece. Essa aí só entende de motor a diesel.

9
1
8

O sujeito estava há semanas trabalhando numa cidadezinha pobre do interior, desesperado para arranjar mulher, quando resolve perguntar ao dono do bar onde costumava tomar algumas cervejas no final da tarde:

— Escuta aqui, amigo! Como é que eu faço para arranjar uma mulher por aqui?

— Aqui não tem mulher, não senhor!

— Não é possível! Eu estou desesperado, me arranja uma mulher aí, nem que seja um tribufú que eu lhe dou 100 pratas.

— Olha... tem um japonês que dorme num quartinho aqui dos fundos...

— Serve... serve... — disse o rapaz todo entusiasmado. E depois de refletir um pouco, completou: — Mas isso só vai ficar entre nós, não é?

— Bem... entre nós e mais dois rapazes que são necessários para segurar o japonês, porque ele não é veado...

55
25
30

Três amigos bêbados estavam no bar há mais de 4 horas. De repente um deles diz:

— Bom, meus... irmãos, eu já vou!

— Tá legal! — responde um deles — A gente se vê amanhã, hein, Zé!

Os outros dois continuam até altas horas quando o dono do boteco fala:

— Olha só, meus amigos... O bar tá fechando e vocês precisam ir embora.

O dono do bar fecha o estabelecimento e os dois bêbados começam a discutir:

— E agora? Onde é que nós vamos beber?

— Não tenho nem idéia!

— Já sei! Lá na minha casa tem... Duas cervejas! Fica uma pra você e outra pra mim.

E lá vão os dois amigos cambaleando pelas ruas até chegarem na casa:

— Muito cuidado! Minha mulher tá dormindo... Trate de não fazer barulho.

— Tá legal, vou ficar quietinho... He, he, he...

E entraram os dois na pontinha dos pés. Ao passar pelo quarto do amigo, o bêbado comenta:

— Ih... Olha só quem tá lá no seu quarto! É o nosso amigo Zé. Ele saiu mais cedo pra vir aqui com a sua...

— Xiiiiiiiu... Fale baixo se não ele acorda e nós só temos duas cervejas na geladeira!

37
32
5

Ao ver o amigo casado há tanto tempo, o sujeito, indignado, lhe pergunta o segredo.

— Ora, meu caro, é muito simples! Nos primeiros quinze dias do mês, eu deixo a minha mulher fazer o que ela quiser.

— E nos outros quinze?

— Aí, eu faço o que ela quiser!

6
1
5

Um bêbado estava andando tranquilamente pela rua quando cruza com um sujeito que vinha na direção contrária. Então o bebum pergunta:

— Por favor, amigo... Você sabe que eu te considero pra caramba, né? Hi, hi... Mas, que horas são?

O outro responde, meio sem paciência:

— São dez e vinte.

— Eu não entendo. Cada vez que eu pergunto isso, me dão uma resposta diferente!

12
5
7

O sujeito volta de um safari e comenta suas aventuras com um amigo:

— Rapaz! Eu estava no meio da selva, quando de repente ouço um barulho. Olho para trás e vejo um leão enorme, lambendo os beiços. Ele começa a vir em minha direção e eu, a correr. O leão vem logo atrás e quando sinto o bafo dele na minha nuca, ele escorrega e eu aproveito para me distanciar. O leão se levanta e continua a me perseguir. Novamente, quando sinto seu bafo, ele escorrega. Nisso eu vejo uma casinha e quando estou indo para lá, sinto que o leão está quase me alcançando. Ele escorrega novamente e eu consigo entrar na casa.

— Nossa, cara! Que loucura! — exclama o amigo — Eu teria me borrado todo!

— E no que você acha que o leão escorregava?

28
25
3

Três amigos estão no meio de uma pescaria.

— Esta pescaria vai me custar caro — comentou o primeiro. — Tive que prometer a minha mulher que iria almoçar com a mãe dela neste final de semana.

— Pra mim, vai custar mais caro ainda — comentou o segundo. — Tive que prometer a minha mulher lavar a louça do jantar durante uma semana.

— Pra mim saiu de graça — emendou o terceiro. — Assim que acordei, eu disse à minha mulher: "Hoje eu gostaria de passar o dia inteiro trepando ou pescando, o que você prefere, meu bem?"

15
8
7

Um brasileiro entra num bar de Buenos Aires e três argentinos que estão sentados de canto resolvem irritá-lo.

O primeiro vai até ele e fala:

— O Pelé é veado.

O brasileiro nem olha para ele e diz:

— É mesmo?

O segundo vai lá, chama a atenção do brasileiro e manda:

— O Pelé é um bichinha!

O brasileiro parece não ligar, só diz:

— É mesmo?

Aí o terceiro tem uma iluminação, levanta, grita:

— O Pelé é argentino!

E o brasileiro responde:

— Bem que seus amigos me falaram!

96
81
15

Dois amigos conversam:

— Eu sou um cara muito supersticioso, sabe? Então, eu nasci no dia 7/7/77 às 7 da manhã, no quarto número 7 da maternidade. Quando fiz 7 anos de casado, fui na loteria e apostei no número 77.777 e ganhei 7 milhões. Aí peguei a bolada toda fui até o jóquei-clube e apostei num cavalo número 7 no sétimo páreo.

— Legal. E quanto você ganhou?

— Nada.

— Nada?

— O maldito chegou em sétimo.

11
9
2

Em uma viagem à Espanha, o brasileiro vai almoçar em um restaurante e pede a especialidade da casa. Quando o prato chega, ele come com voracidade e acha uma delícia. Só depois de terminar, pergunta ao garçom:

— Amigo, que tipo de carne era essa que eu comi?

— Eram os testículos do touro que morreu hoje na tourada, senhor.

— O quê? — perguntou ele, assustado — Eu comi as bolas do touro que foi sacrificado?

— Sim senhor... Nos nossos costumes, isto é uma grande honra!

Por pouco, o sujeito não faz um escândalo maior e, no dia seguinte, ele volta ao restaurante:

— Por favor amigo, o senhor poderia me preparar a especialidade da casa?

— Os testículos? — perguntou o garçom, desconfiado.

— Sim, decidi que não devo ter preconceito, afinal, o prato é uma delícia! Mande preparar os testículos!

Depois de alguns minutos o garçom traz o prato e, novamente o brasileiro come vorazmente.

— Novamente o prato estava uma delícia! — diz ele ao garçom — mas desta vez os testículos estavam bem menores!

— É verdade, senhor — concordou o garçom — mas o senhor tem que entender que o touro nem sempre perde a tourada.

12
0
12