Piadas de Amigos

O Manuel vai ao Rio de Janeiro. Os amigos o advertem que lá os motoristas de ônibus e táxi costumam voar com seus veículos. Chegando na Cidade Maravilhosa, Manuel pega um táxi:

— Avenida Brasil, por favor.

— Que altura?

— Se tu fores a mais de dois metros, eu pulo desse troco, ó raios!

10
4
6

O Joaquim e o Manoel concorriam entre si, cada um com o seu bar, em esquinas opostas ao mesmo cruzamento.

O primeiro levava vantagem porque tinha a porta um papagaio falador que era o encanto da freguesia.

Resolvido a não ficar em desvantagem, foi ao mercado onde Lhe impingiram um filhote de coruja implume, como se fosse um papagaio recém-nascido, receptivo a qualquer ensinamento.

Três meses depois, o bichinho já estava todo emplumado e adulto, quando um freguês perguntou:

— Como é Joaquim, o papagaio já está falando?

— Não meu amigo, mas parece inteligente, pois presta uma atenção. . .

11
3
8

Manuel chega em casa e encontra seu filho de 3 anos chorando desesperadamente, preocupado Manuel pergunta: Por que tu estás chorando menino?

E o garoto responde:

— Pai eu estou com medo do homem que está escondido no armário do quarto da mamãe. E Manuel responde, meu filho não tem ninguém lá. Eu vou olhar para te provar que não há ninguém no armário.

Chegando lá, Manuel abre o armário e da de cara com seu melhor amigo completamente nu. Furioso Manuel diz:

Você! Meu maior amigo... escondido no armário do quarto da minha mulher só para fazer medo ao meu filhinho.

11
1
10

Meu amigo Candido, recentemente foi pescar no interior. Educadíssimo, com seu perfeito português, chega a beira do rio e pergunta ao caipira do lugar:

— Meu senhor. Este rio é piscoso?

O caipira coçou a barba, olhou para ele e lascou:

— Bão. Quando "Chuvisca pisca"!

13
-3
16

No bar, o sujeito vira-se para o amigo e diz em tom apressado:

— O papo está bom, mas tenho de ir embora! Se eu chegar tarde em casa a minha mulher vai ficar histórica de novo!

— Histérica, você quer dizer?

— Não, histórica mesmo. Ela vai ficar duas horas lembrando-se de todas as promessas que eu fazia quando éramos noivos!

17
15
2

Pinie Katz, fabricante de móveis, vai passar as ferias em Nova York. Na volta contou todas as suas aventuras ao sócio.

— Veja só, uma noite saímos com meu primo do Brooklin e mais duas amigas dele. Quando acabamos de jantar, ele foi embora com sua namorada e me deixou sozinho com a amiga. Como eu não falo inglês e ela não falava idiche, nos entendemos com desenhos no guardanapo.

— Primeiro ela me desenhou um casal dançando. Eu entendi. Tomamos um táxi e fomos dançar numa boate. A seguir me desenhou uma garrafa. Aí eu pedi um uísque para o garçom. depois me desenhou um prato. Pedi um excelente jantar. Agora vem o incrível: Ela, radiante, desenhou uma cama e me olhou bem firme... Até hoje me pergunto como e que ela descobriu que sou fabricante de móveis!

20
15
5

Quando morreu o Mendel, o garçom mais popular do restaurante, alguns dos seus amigos e fregueses decidiram visitar um medium que tentaria comunicar-se com ele.

Em volta da mesa mediúnica, o medium da instruções:

— Batam com os dedos na mesa como faziam quando ele os servia e ele reaparecerá.

Todos bateram na mesa, e nem sinal do Mendel. Bateram mais forte. Nada. Bateram novamente, mais forte ainda, e o chamaram pelo nome. Gritaram. Finalmente, surge Mendel, com um guardanapo dobrado sobre o braço, cara de contrariedade.

— O que foi que houve, Mendel? — Perguntou um dos participantes da sessão.

— Por que você não apareceu assim que chamamos?

— Não era minha mesa! — Respondeu o garçom.

15
0
15

Estava um maluco em um manicômio a escrever uma carta, quando um outro maluco amigo seu apareceu e perguntou:

— O que você está escrevendo?

— Uma carta.

— Pra quem você está escrevendo?

— Pra mim mesmo.

— Ah é! E o que é que está escrito nela?

— Não sei, ainda não recebi!

55
49
6

Concurso para locutor de rádio, chega um cara para se inscrever:

— Como é o nome do senhor?

— A-a-a-anto-tônio da Si-silva.

— Desculpe meu amigo, mas não aceitamos inscrições de gagos.

— Gago coisa nenhuma. Gago era meu pai e burro era o seu Manuel do cartório que me registrou com esse nome!

70
34
36

Dois amigos conversam a respeito de sogra, ate que um diz ao outro.

— O Zé sua sogra já é falecida não é?

— É, eu já tive 3 sogras...

— Que isso cara!

— Ué e do que a primeira morreu?

— Bem, foi por causa de uma abóbora envenenada!

— Credo! Mas e a segunda?

— Também, foi uma abóbora envenenada!

— Vixi, meu véio, que coisa, não diga que a terceira também foi abóbora envenenada?

— Não, esta foi uma paulada na cabeça!

— Cara que loucura, mas porque?

— É porque a maldita da velha não queria comer a abóbora envenenada?

55
35
20

Dois amigos conversando:

— Ei, cara, você não vai acreditar! Esta noite eu sonhei que você corria pelado atrás de mim!

— Eu sou terrível mesmo! Até no sonho eu sou garanhão!

— É, só que você me perseguia e gritava: "Agora é a minha vez! Agora é a minha vez!"

18
-1
19

Os três amigos ninjas viviam competindo. Cada um achava que era melhor que o outro. E no meio do debate, passava por perto um beija-flor quando um deles desafiou:

— Estão vendo aquele passarinho? Sou capaz de acertá-lo em pleno vôo!

E com vários golpes de sua espada, fatiou a pobre ave.

O segundo, não satisfeito, aumentou o desafio:

— Vêem aquela abelha vindo em nossa direção? Observem então o que minha espada é capaz de fazer!

E também com golpes certeiros, a abelha foi dividida em três partes.

O terceiro ninja, justamente o mais baixinho, não querendo ficar pra trás, propõe um desafio ainda maior:

— Agora vou provar que sou melhor que vocês dois juntos. Prestem atenção naquele pernilongo.

E zap! Um golpe só no inseto. Que continua voando.

Os dois olham pro companheiro e um deles lhe diz, caçoando:

— Ué o mosquito continua voando!

— É, voando sim... Mas nunca mais vai ter filhos!

36
31
5