Piadas de Amigos

Após uma longa doença, a mulher morreu e chegou aos portões do céu. Enquanto aguardava São Pedro, ela espiou pelas grades e viu, sentados à mesa, apreciando um maravilhoso banquete, seus pais, amigos e todos que haviam partido antes dela. Quando São Pedro chegou, ela comentou:

— Que lugar lindo! Como faço para entrar?

— Para ser admitida aqui, você tem de soletrar uma palavra e acertar de primeira — respondeu ele.

— Que palavra?

— Amor.

Ela soletrou corretamente e passou pelos portões.

Um ano depois, São Pedro pediu que ela vigiasse os portões. Para surpresa dela, o marido apareceu.

— Que surpresa! — disse ela. — Como você está?

— Muito bem. Casei-me com aquela bela enfermeira que cuidou de você, ganhei na loteria e fiquei milionário. Vendi a casa onde morávamos e comprei uma mansão. Minha mulher e eu viajamos pelo mundo todo. Estávamos de férias e hoje fui esquiar. Caí, o esqui bateu na minha cabeça e cá estou. Então, como faço para entrar?

— Você tem de soletrar uma palavra e acertar de primeira.

— Qual palavra?

— Otorrinolaringologista.

57
46
11

No sábado para domingo Juvenal vai ao melhor bordel de sua cidade. Chegando lá ele já vai numa prostituta e pergunta:

— Quanto é o progama?

— 225 reais!

Ele imediatamente acrescenta:

— Eu gosto de bater...

— Não a única pessoa que aceita apanhar aqui é Heloísa.

— Então chame ele para mim.

A prostituta logo grita:

— Heloííííísa! Heloííííísa!

E vem aproximando deles uma mulher com uns peitões e uma bundona todo siliconada loira daquelas que você ficaria de qualquer jeito...

Juvenal pergunta:

— Heloísa quanto é o programa?

— 275, mais para você que já mostra o tamanho do seu "instrumento" é 250.

— Não mais eu gosto de bater um pouco.

— Para apanhar é 750! Sem descontos.

— Feito!

Lá pelas 4:30 da manhã Heloísa chega chorando com os dentes arrancados, com uma parte de seu cabelo arrancada e a orelha e braços roxos.

A prostituta que arrumou o homem para Heloísa pergunta:

— Minha amiga ele bateu muito?

— Sim, bateu até que eu devolve-se o dinheiro!

11
1
10

Dois amigos bebendo em um bar, a certa altura. Um estava duvidando da masculinidade do outro.

O Zé disse ao Pedro:

— Se tu é homem mesmo me prove, você terá que passar por três testes: Terá que beber dois litros de cachaça, pentear um leão e transar com uma virgem.

O Pedro topa. Tomou os dois litros de cachaça e ficou mais bêbado do já estava. Entrou na jaula do leão e de repente saiu todo rasgado e gritando:

— Cadê a virgem que eu quero pentear!

95
37
58

Dois amigos bebendo num barzinho:

— Pô, Carlos, você parece abatido. Algo o atormenta?

— Nem te conto, Xavier. Estou com uma dor insuportável no ovo esquerdo.

— Não te preocupes com isso. Tive um problema semelhante e meu médico curou num piscar de olhos.

— Então me da o endereço desse médico. Continuaram bebendo e ao se despedirem no final da noitada, o Xavier lembrou:

— E o endereço do médico?

Carlos sacou um cartão de visitas do bolso e, passando ao amigo, acrescentou:

— Pode procura-lo que esse doutor é milagreiro.

Mas com o efeito da bebedeira, por engano passou o cartão do advogado dele.

Dia seguinte, Xavier procurou o endereço do cartão.

— Doutor, estou com uma dor incrível no ovo esquerdo.

— Sinto muito, meu amigo, mas sou especialista em Direito.

— Pô, vai ser especialista assim no diabo que o carregue.

36
12
24

Dois amigos se encontram depois de muito tempo.

— Olá, Osvaldo, soube que você se casou! — comenta o primeiro.

— Já faz bastante tempo! Já tenho duas filhas!

— Que beleza! Como elas se chamam?

— A mais velha chama-se Coristina e a mais nova Novalgina. E você, já tem filhos?

— Tenho uma filha!

— E como ela se chama?

— Maria!

— Maria? Mas isso é nome de bolacha!

51
-5
56

Um maluco encontra um amigo e diz:

— Oi meu amigo! Quanto tempo?

— É mesmo! Puxa! Mas você não morreu?

— Claro que não! Por que?

— Porque eu estava vendo na televisão uma reportagem de um homem que morreu afogado num rio hoje cedo.

— Nossa! Estava de camisa amarela?

— Sim!

— Ai meu Deus! Estava de calça jeans?

— Estava!

— Ai caramba! Estava de tênis?

— Não! Estava de chinelo.

Então o maluco diz:

— Ai, graças a Deus!

— Por que?

— Não era eu!

81
43
38

Duas bichas foram caçar na floresta, e uma comenta com a outra:

— Vamos fingir de caçador e animal?

— Vamuuss...

Então foram, uma delas finge em dar um tiro de espingarda. Pouuuu!

A outra cai no chão, preocupada com sua amiga ela diz:

— Ei, acorde!

A outra responde:

— Lei da selva, matou tem que comer!!!

97
59
38

O sujeito era bem dotado, mas exageradamente bem dotado: seu instrumento media 50 cm! Na realidade ele não era assim tão feliz, como muitos poderiam

imaginar. Tinha sempre que comprar calças largas, para poder amarrar o dito cujo na coxa. Urinar era um pesadelo, imaginem... As garotas desmaiavam só de imaginar. Um dia estava ele a chorar as mágoas com um amigo, comentando sobre seus sofrimentos.

O amigo disse:

— Mas isso não tem problema! Você não sabe que existe uma sapinha na floresta?

— Como assim?

— Você vai lá, e pergunta pra ela se ela quer casar com você.

Ela vai responder não e com isso seu pau vai encolher dez centímetros.

— Sério! Vou lá amanhã cedo.

Lá chegando, nosso amigo não teve dificuldades para achar a sapinha.

— Sapinha, você quer casar comigo?

— Não!

Voltando para casa ele foi direto pro banheiro, de régua na mão: 40 cm! Radiante com a encurtada saiu para uma volta, e começou a pensar: Na realidade 50 ou 40, ainda é impraticável. Vou voltar na floresta novamente.

— Sapinha, você quer casar comigo?

— Não!

E mediu novamente: 30 cm! Ele pensou: Hummm, melhor que antes, mas talvez com 20. Aí sim, as meninas iriam vibrar. E lá voltou ele:

— Sapinha, você quer casar comigo?

— Eu já disse: Não! Não! Não!

78
72
6

Todo dia um amiguinho chegava para o outro e perguntava:

— Ô Zezinho você conhece o João?

Que João? — perguntava Zezinho

Aquele que comeu seu butão! — respondia seu amigo

Zezinho cansado dessa vida, contou para seu pai que todo dia que chego a escola meu amiguinho pergunta se eu conheço o João, e eu pergunto "Que João?", e ele me responde: Aquele que comeu seu butão!

O pai disse à ele então:

— Na hora que você chegar na escola, pergunte ao seu amiguinho se ele conhece o Mário, então ele vai perguntar "Que Mário?" e você responde: Aquele que te comeu atrás do armário!

Zezinho todo feliz chegando à escola viu seu amiguinho e o perguntou:

Você conhece o Mário?

Claro! O irmão do João, não é? — responde o amiguinho

Que João? — pergunta Zezinho.

Seu amiguinho responde:

Aquele que comeu seu butão!

44
20
24

Dois amigos conversam num bar:

— Cara, você nem imagina... vou ser pai!

O outro, todo feliz:

— Que bom cara... e a tua mulher, esta feliz?

— Por enquanto esta, mas quando souber, vai ficar uma fera!

43
25
18

Um homem encontra um pinguim e não sabe o que fazer.

Um amigo aconselha:

— Leve o bicho ao zoológico.

No dia seguinte o amigo encontra o homem ainda com o pinguim:

— Ué! Você não levou o bicho para o zoológico?

O homem diz:

— Levei sim... e ele adorou! Hoje vamos ao cinema!

45
23
22

Um certo dia, João precisou viajar às pressas e entregou seu casal de papagaios(Zezé e Anita) aos cuidados de seu melhor amigo, Oscar. Alguns dias depois, Oscar liga angustiado para João no hotel:

— João, teus papagaios estão ótimos. Apenas gostaria de saber qual é o macho e qual é a fêmea para poder conversar com eles!

João explica a Oscar que este deve pegar os dois papagaios e trancá-los em um quarto escuro. Após cinco minutos, deve abrir a porta de sopetão:

— O papagaio que estiver em baixo é a fêmea. — explica João — Pegue ela e corte suas penas na cabeça, deixe-a careca!

Oscar logo pega os dois papagaios e os tranca na lavanderia. Ao abrir a porta, rapidamente pega o papagaio que estava por baixo do outro e o rapa a cabeça.

Alguns dias depois, ao voltar para casa, Oscar entra pela porta, cumprimenta os papagaios e tira o chapéu, o que deixa à mostra sua careca!

Espantada, Anita, logo fala!

— Meu, te pegaram dando também?

40
14
26

Muito decepcionada com as atitudes do filho, Dona Antônia, uma mulher muito religiosa, foi pedir auxílio ao padre da paróquia que freqüentava.

— Ai, padre! Eu não sei mais o que eu faço com o meu Joãozinho! Ele anda falando muitos nomes feios!

— Hum... Acho que tenho uma solução, Dona Antônia! A senhora anota em um bloquinho todos os palavrões que ele disser e, no final do mês, faça ele doar para a igreja dez centavos por cada palavrão! Assim ele vai aprender a se controlar...

— Ótima idéia, padre! — disse ela, animada — Vou começar hoje mesmo!

E voltou para casa, confiante.

Um mês depois o padre foi até a casa dela e perguntou:

— Então, Dona Antônia? O garoto falou muitos nomes feios?

— Bastante, padre... Eu até já fiz as contas e deu nove reais e noventa centavos.

Então Joãozinho apareceu com cara de poucos amigos, tirou uma nota de dez reais da carteira e entregou ao padre, que disse:

— Muito bem... Mas infelizmente eu não tenho 10 centavos pra te dar de troco agora, Joãozinho...

— Ah, então o senhor vai tomar no cu e fica tudo certo!

108
57
51