Piadas de Animais

Duas tartarugas decidiram acampar em um lugar, as duas tartarugas já estavam decididas. O único problema era que para chegar naquele lugar, demoraria 70 anos para ir e 70 anos para voltar. Elas levaram tudo que era preciso para acampar. Chegando no local uma fala para a outra:

- Eu não acredito! Esquecemos a toalha!

- Eu que não irei voltar.

- Muito menos eu!

As duas decidiram quem iria, e chegaram a um acordo.

- Está bem, está bem! Eu irei, apenas se você me esperar voltar para comer!

Elas concordaram e a tartaruga foi. Passaram 120 anos e nada. A tartaruga estava com muita fome, 130 anos e a tartaruga estava ficando com mais pressa. E disse que não aguentava mais. Completaram 140 anos e ela disse:

- Não vou esperar mais! Vou comer agora...

Pegou a comida, quando ela iria comer, a outra tartaruga aparece por trás dela e diz:

- Está vendo se eu fosse?

336
213
123

O coelho entrou na lavanderia e pediu ao dono:

- Vocês têm cenouras?

- Isso é uma lavanderia, não vendemos cenouras. Vá ao quitandeiro da esquina!

No outro dia, o coelho entra na lavanderia e pergunta de novo:

- Oi, vocês têm cenouras?

O dono, irritado, responde:

- Já disse que isso aqui é uma lavanderia! Procure um mercado!

No terceiro dia, o coelho volta à lavanderia e pergunta:

- Oi, vocês têm cenouras?

- Poxa! - diz o dono, irritado - Já disse que não temos cenouras, e que isso aqui é uma lavanderia! Se você me perguntar isso de novo, pego uma corda, te amarro e te entrego pro açougueiro aí do lado!

No outro dia o coelho volta, olha bem nos olhos do dono e pergunta:

- Oi, vocês têm cordas?

- Não! - diz o dono, intrigado.

Ao que o coelho continua:

- E cenouras?

237
120
117

Um belo dia na floresta, a onça reparou que o macaco pulava nervoso de galho em galho, segurando um rolo de corda.

- Que é isto, macaco? Esta vendendo corda?

- Ué, você não soube da tragédia que vai acontecer?

- Não, venha cá embaixo e me conte.

- Você não merece minha confiança e vive querendo me pegar. Não chego perto de você de jeito nenhum!

- Poxa, macaquinho, conta a novidade pra sua amiguinha, vai.

- Vou contar daqui mesmo. Mas só por uma questão de humanidade, pois onça também é gente.

- To ouvindo...

- Seguinte: os gnomos da floresta contaram que daqui a duas horas vai chegar um tornado por aqui, com ventos muito fortes que levarão tudo que não estiver bem preso. Inclusive eles já abandonaram a casinha e foram se esconder na caverna. Só que a caverna já esta cheia e a bruxa também foi pra lá. Cê sabe, a bruxa não gosta de bichos.

- To sabendo. Também tenho medo dela. Mas e daí?

- Bem, arranjei esta corda comprida e estou procurando uma árvore bem forte para me amarrar. Acho que uma daquelas duas ali serve. Se eu fosse você ia pra caverna.

- Nem pensar. A bruxa esta afim de me transformar em sapo. Hmmm. Me arranja um pedaço da corda, em nome de nossa velha inimizade? Prometo que nunca mais lhe persigo.

- Hmmmm. Ta legal. Mas promessa é dívida, ta? Toma lá este pedaço bem grande.

- Valeu. Mas e agora, como faço para me amarrar? Não quer me ajudar?

- Primeiro você abraça aquela árvore ali, a mais grossa. Amarra bem as patas traseiras que depois eu amarro as dianteiras.

- Está pronto.

- Estão bem amarradas?

- Veja só, nem consigo mexê-las. Pode descer e amarrar as dianteiras.

- Já estou descendo. Pronto já amarrei as dianteiras. Veja se consegue mexê-las...

- Nem um pouco.

- Legal, agora deixa eu jogar fora este resto de corda.

- Ué. E você? E por que está tremendo tanto? Medo do vento?

- Que medo que nada. Que vento que nada. Estou tremendo de nervoso. É a primeira vez que vou comer uma onça...

165
75
90

Em uma planície, viviam um urubu e um pavão. Certo dia, o Pavão refletiu:

- Sou a ave mais bonita do mundo animal, tenho uma plumagem colorida e exuberante, porém nem voar eu posso, de modo a mostrar minha beleza. Feliz é o Urubu que é livre para voar para onde o vento o levar.

O Urubu, por sua vez, também refletia no alto de uma árvore:

- Que infeliz ave sou eu, a mais feia de todo o reino animal e ainda tenho que voar e ser visto por todos, quem me dera ser belo e vistoso tal qual aquele Pavão.

Foi quando ambas as aves tiveram uma brilhante ideia em comum e se juntaram para discorrer sobre ela: um cruzamento entre eles seria ótimo para ambos, gerando um descendente que voasse como o Urubu e tivesse a graciosidade de um Pavão. Então cruzaram… e daí nasceu o Peru, que é feio pra caramba e não voa.

Moral da história: Se a coisa tá ruim, não inventa, porque gambiarra só dá merda!

286
196
90

Outro dia fui pescar e por sorte capturei uma enguia elétrica. Coloquei ela no barco, encostei levemente nela... e nada de dar choque.
Encostei o dedo na boca dela e nada de dar choque.

Chegando em casa, quando preparava a enguia para ser cozida, abri a barriga dela e encontrei 2 contas de energia atrasadas.

509
178
331

Em uma cidade, o dono do circo resolve fazer um desafio. No meio do espetáculo anuncia para a platéia:

- Pagaremos R$ 30 mil para quem executar três tarefas impossíveis: fazer nosso elefante saltitar, sentar e falar.

De repente levanta um homem:

- Eu faço, mas tem que apagar a luz!

Meio ressabiado, o dono do circo chama o homem para o palco, traz o elefante e apaga a luz. Quando a luz apaga, o cara dá o maior chute nos ovos do elefante e pede para acender a luz. O elefante está saltitando de dor.

Agora a segunda tarefa. Apaga a luz. O sujeito dá uma paulada com um taco de golfe nos ovos do elefante que senta de tanta dor. Aplausos da platéia!

Finalmente, a terceira tarefa. Apaga a luz.

- Apaga o caramba - disse-lhe o elefante.

357
254
103

O fazendeiro tinha 3 filhos. Um dia o mais veio lhe fazer um pedido:

- Pai, o senhor podia me dar um carro. Na minha faculdade só eu que não tenho carro.

- Só quando eu pagar o trator, responde o pai.

Vem o outro filho:

- Pai, eu queria uma moto…

- Só quando eu pagar o trator.

Nisso vem o menorzinho:

- Pai, me dá uma bicicleta.

- Só quando eu pagar o trator.

O pequenino vai pro quintal amuado, triste com a resposta do pai e vê o galo em cima da galinha. Ele vai até lá, dá um chute no bicho e fala:

- Enquanto papai não pagar o trator todo mundo anda a pé nessa casa.

584
312
272

O mosquitinho da dengue estava triste sentado no seu cantinho quando ligeiramente apareceu seu pai que sentou ao seu lado e lhe perguntou:

- Filho porque você está tão triste?

No que o mosquitinho da dengue respondeu.

- Pô pai, a minha vida tá difícil tô pensando até em me matar, eu não consigo fazer a minha espécie procriar eu não tenho mais um rumo a seguir papai!

Nisso o seu pai, experiente Aedes Aegypti que é, lhe disse com sabedoria.

- Filho, não desista de querer fazer a nossa espécie procriar, siga o caminho certo que os mosquitos da dengue irão nascer, tenha sempre um objetivo na vida... Mantenha o foco. Ouviu? Não desista, mantenha o foco!

105
-215
320