Piadas de Animais

Duas pulgas conversavam:

— Essa noite quase morri de frio, cara! — diz o primeiro.

— Você dormiu aonde? — perguntou o amigo.

— Dormi no bigode de um motoqueiro!

— Você é doido, cara? Os motoqueiros vivem zanzando por aí e quem sofre é você que fica com o vento batendo na cara!

— Pois é! Nem me fala...

— Quer um lugar legal pra você dormir? Procura uma mulher de saia, sobe na perna dela e vai reto toda vida! Você vai chegar numa floresta quentinha, aí é só se esconder e dormir, sossegado!

Empolgadíssimo, a pulga logo encontrou uma mulher de saia e seguiu as recomendações do amigo.

Uma semana depois eles se reencontram:

— E aí, cara? Fez o que eu te falei?

— Você tava me sacaneando, né? — esbravejou a pulga friorento, partindo pra cima do amigo.

— Calma, cara! O que aconteceu? Não achou a floresta quentinha?

— Achar eu achei! Mas eu tava dormindo sossegado e começou uma confusão danada! Fui tão chacoalhado que fiquei tonto e, quando dei por mim, tava de novo no bigode do motoqueiro!

16
9
7

O sujeito entra no bar com um macaquinho no ombro, vai até o balcão e pede uma bebida. O macaquinho, muito esperto, fica pulando de mesa em mesa. Primeiro, ele pega umas azeitonas, examina bem de perto e engole. Depois, pega umas fatias de limão e come também. De repente, pula na mesa de sinuca, fica analisando as bolas coloridas e, pra surpresa de todos, engole também! O dono do bar se assusta:

— Você viu o que o seu macaco fez? Ele engoliu a bola de sinuca inteira!

O dono do macaquinho não se assustou.

— Ah, não liga, não. Ele come tudo que vê. Não se preocupe que eu pago.

Duas semanas depois, lá vem o mesmo homem com o mesmo macaquinho no ombro. E mais uma vez, o macaquinho, muito esperto, sai pulando de mesa em mesa, mexendo em tudo que encontra. De repente, ele vê algumas cerejas, pensa um pouco, pega uma delas, enfia no rabo, pega de volta e come! O dono do bar não se conforma:

— Mas o que é isso? Você viu o que o seu macaco fez agora?

— Não. O que foi? — pergunta o dono do macaquinho.

— Ele enfiou uma cereja no rabo, tirou e depois comeu!

O homem explicou:

— Ah, não liga, não. Desde que ele engoliu aquela bola de sinuca, ele mede tudo antes de comer!

36
32
4

Um rato corre desesperadamente pela casa, com um gato em seu encalço. Para sua sorte, o pequeno roedor encontra uma buraco no rodapé da sala e se acomoda lá dentro. Depois de algum tempo de silêncio absoluto, o rato ouve latidos do lado de fora e pensa:

"Deve ter aparecido um cachorro, que espantou o gato. Como cachorro não liga para rato, estou salvo". E sai do buraco. Imediatamente, é apanhado pelo gato. Assustado, o rato pergunta:

— Mas como você pode estar aqui ainda, se eu ouvi uns latidos de cachorro?

— Ah, meu caro, hoje em dia, quem não falar dois idiomas morre de fome!

21
11
10

O guarda de trânsito para um carro onde o motorista é um cachorro e o passageiro, um homem.

— Você é louco? — pergunta o guarda ao homem, nervoso — Como é que deixa um cachorro dirigir um automóvel?

— Não tenho nada com isso — responde o homem — Ele só tá dando uma carona pra mim!

9
1
8

Um jovem da cidade grande foi visitar os avós na fazenda. Certo dia ele se oferece pra tirar leite da vaca. Acorda cedo, pega o balde, vai até o curral e fala no ouvido do bicho:

— Tenho uma surpresa pra você! Hoje quem vai tirar o seu leite sou eu!

E o animal fala:

— Também tenho uma surpresa pra você! Eu sou boi!

11
6
5

Um cara dirigia numa estrada quando, de repente, o seu carro pifa de vez. Ele encosta e começa a mexer para tentar saber o que aconteceu. Uma vaca chega de mansinho, enfia a cabeça debaixo do capô e comenta:

— Pra mim, o problema é no motor.

O dono do carro leva o maior susto e fala ao proprietário da vaca:

— Amigo, é incrível! A sua vaca falou e disse que o problema do meu carro é no motor.

— Esquece. Essa aí só entende de motor a diesel.

8
0
8

Um avião vinha do Nordeste para o Rio de Janeiro, então os funcionários do setor de desembarque de cargas perceberam que um cachorrinho chegou morto.

Desesperados, eles atrasaram o desembarque da bagagem dando uma desculpa qualquer, como sempre...

Depois de muita confusão, os funcionários concluíram que o comandante se esqueceu de aquecer o porão de cargas, o que matou o coitado do totó. Com medo de perder o emprego, um funcionário foi até um canil próximo e achou um cachorro idêntico ao falecido.

Liberaram as bagagens e entregaram o cachorro para a dona. Mas, apesar do esforço, a mulher insistia que aquele não era seu cachorro.

E os funcionários insistiam no contrário.

Por fim, um funcionário disse que ela não estava reconhecendo o cachorrinho era por causa da pressurização que afeta as pessoas.

Aí, a dona respondeu:

— Esta pressurização deve ser boa mesmo, pois meu cão embarcou morto no Nordeste para ser enterrado aqui no Rio.

8
5
3

No interior de Minas, uma galinha pôs um ovo de meio quilo. A historia correu e todo mundo queira saber detalhes. Jornais, televisão, repórteres... todos atrás da galinha.

— Como conseguiu esta façanha, Senhora Galinha?

— Isto é segredo de família.

— E seus planos para o futuro?

— Pôr um ovo de um quilo!

Todos vão entrevistar o galo, para obter mais detalhes.

— Como conseguiram tal façanha, Senhor Galo?

— Isto é segredo de família.

— E os planos para o futuro?

— Encher o avestruz de porrada!

15
12
3

Um urso e um coelho estavam defecando atrás de uma moita.

Aí o urso vira-se para o coelho e comenta:

— Puxa, que pêlo bonito você tem, tão branquinho. Você não se importa de sujar ele de merda?

— Não, por quê?

Então o urso pegou o coelho e se limpou com ele!

21
12
9

O sujeito tirou férias e foi para o Alaska caçar ursos. Depois de vários dias de tocaia, ele conseguiu abater um urso enorme. Quando se aproximou da sua caça, sentiu um tapinha nas costas, era um outro urso, que balançava a cabeça em sinal de desaprovação.

— Você não deveria ter feito isso — disse o urso. — Você matou um dos meus semelhantes. Agora você vai ter que pagar caro. Pode escolher: ou você morre ou dá pra mim!

É evidente que o caçador preferiu ficar vivo. Passou o ano inteiro jurando vingança e nas próximas férias voltou para o Alaska. Ficou duas semanas procurando o urso que o tinha estuprado e assim que conseguiu matá-lo, sentiu novamente o tapinha nas costas.

— Você não deveria ter feito isso...

Inconformado de como os ursos podem ser tão parecidos, ele abaixou as calças e passou por toda aquela humilhação novamente.

No ano seguinte, prometendo que não se enganaria, voltou ao Alaska, desta vez com a certeza de que realizaria a sua vingança. Assim que avistou um urso, passou fogo e sentiu o mesmo tapinha nas costas... era o seu velho conhecido, que lhe perguntou:

— Fala a verdade pra mim, você não vem aqui pra caçar, né?

17
13
4

Um cachorro vira-lata estava passeando na floresta quando se depara com uma pantera faminta vindo em sua direção. Ao perceber que a pantera está decidida em servi-lo de almoço, o cachorro pensa rápido e começa a roer alguns ossos que estavam no chão, dizendo:

— Ah, que delícia esta pantera que acabei de comer!

A pantera para bruscamente e sai de fininho para não ser alvo da fúria do pequeno vira-lata assassino e o cachorro fica feliz da vida. Porém, ele não contava com um macaco que, do topo da árvore, tinha presenciado a cena e foi correndo contar tudo para a pantera, sua amiga de infância.

Vendo a atitude do macaco, o cachorrinho fica desesperado e antes de pensar em fugir vê o macaco traidor se aproximando com a pantera, ainda mais faminta e furiosa. Novamente ele precisava pensar rápido e ao invés de sair correndo, resolveu ficar de costas para o perigo, como se nada estivesse acontecendo. No momento em que a pantera estava pronta para atacá-lo ele esbravejou:

— Maldito macaco, preguiçoso! Faz meia hora que mandei ele trazer outra pantera para eu comer e até agora ele não voltou!

32
28
4