Anjo da Guarda

14
4
10

Um sujeito estava caminhando pela rua quando ouviu uma voz misteriosa dizer:

— Pare!

No mesmo instante o sujeito parou e um tijolo caiu bem à sua frente. Ele estranhou, mas prosseguiu. Depois de alguns segundos ele ouve novamente a mesma voz, dizendo para ele parar. Ele obedece e um caminhão descontrolado passa a dois centímetros de seu rosto.

Surpreso, ele pergunta:

— De quem é essa voz que me ajuda?

— Sou seu anjo da guarda e tenho a missão de lhe proteger. Agora que está tendo esta oportunidade de falar comigo, deve ter muitas perguntas a fazer...

— Na verdade, só tenho uma: Onde é que você estava no dia do meu casamento?