Piadas de Argentinos

Era uma cidadezinha pequena, bem na fronteira do Brasil e Argentina. A Igreja fica cheia para a missa das 10: argentinos, brasileiros, o prefeito, etc...

Começa o sermão:

— Irmãos, estamos hoje aqui reunidos para falar dos Fariseus, aquele povo desgraçado como esses argentinos que estão aqui...

— Ohhhhhhh!

O maior tumulto tomou conta da igreja. Os argentinos saíram xingando o padre. Houve briga na porta da igreja. O prefeito levou a mão à cabeça, indignado.

Acabada a confusão, o prefeito foi falar com o padre na sacristia:

— Padre, pega leve, os argentinos vêm para este lado, gastam nas lojas, nos restaurantes, trazem divisas para a cidade. Não faça mais isto.

Durante a semana a conversa entre todos era a mesma: O padre e o sermão do domingo. Aquele zum-zum-zum todo foi fazendo as pessoas ficarem curiosas e querendo saber o que mais tinha acontecido.

Finalmente, chega o domingo seguinte. O prefeito chega na sacristia e comenta com o padre:

— Padre, o senhor lembra do que conversamos antes, não? Por favor, não arrume nenhuma encrenca hoje, certo?

Começa o sermão:

— Irmãos, estamos aqui reunidos hoje para falar de uma pessoa da Bíblia: Maria Madalena. Aquela mulher, a prostituta que tentou Jesus, como essas argentinas que estão aqui. . .

Não deu outra: Pancadaria na igreja, quebraram velas nos corredores, tapas, socos e algumas internações no pronto-socorro da cidade. O prefeito novamente foi ao encontro do padre:

— Padre, o senhor não me disse que iria pegar leve? Padre, se o senhor não amansar, vou escrever uma carta à Congregação e pedir a sua retirada imediata.

Naquela semana, o tumulto era maior ainda. As conversas eram maiores ainda e ninguém perderia a missa do próximo domingo, nem por decreto. Na manhã do domingo, o prefeito entra na sacristia com a polícia e a espalha pela igreja:

— Padre, pega leve desta vez, senão te levo em cana!

A igreja estava abarrotada. Quase não se conseguia respirar de tanta gente. E o padre inicia:

— Irmãos, estamos aqui reunidos hoje para falar do momento mais importante da vida de Cristo: A Santa Ceia.

O prefeito então respirou aliviado. E o padre começa o sermão em seguida:

— Jesus, naquele momento disse aos apóstolos: "— Esta noite, um de vós irá me trair. Então João perguntou: — Mestre, sou eu? E Jesus respondeu: — Não, João, não é você. E Pedro perguntou: — Mestre, sou eu? E Cristo respondeu: — Não, Pedro, não é você. Então, Judas perguntou: — Mestre, acaso soy yo?..."

122
101
21

Ontem à noite fiz amor com a minha mulher quatro vezes seguidas, disse o argentino, e de manhã, ela me disse que me amava muito!

— Ah, ontem à noite fiz amor com a minha seis vezes, disse o boliviano, e de manhã ela fez um delicioso café da manhã e disse que eu era o homem da vida dela...

Como o brasileiro ficou calado, o argentino perguntou:

— Quantas vezes é que fez amor com a sua mulher ontem à noite?

— Uma — respondeu o brasileiro.

— Só uma? — Exclamou o boliviano — E de manhã, o que é que ela disse?

— Fica aí, não para não, que tá muito bom!

78
58
20

Dois argentinos chegam ao Rio de Janeiro completamente sem grana, então um diz ao outro:

— Vamos nos separar para pedir dinheiro e ao final do dia nos reunimos para ver quanto cada um de nós arrumou.

Ficou combinado assim e cada um vai para o seu lado. Já bem de tarde se encontram de novo e um pergunta para o outro:

— Quanto você conseguiu juntar?

— Só quinze reais

— E como fez?

— Fui a uma praça e escrevi um cartaz: "No tengo trabajo, tengo 3 hijos que atender, por favor necesito ayuda.

— E você, quanto ganhou?

— Um pouco a mais. Ganhei seis mil e duzentos reais.

— Madre de Dios! O que você fez para conseguir tudo isto? Assaltou um banco?

— Também escrevi um cartaz. Só que o meu dizia: "Me ajude a voltar para a Argentina. Falta só um real!"

74
63
11

Um brasileiro entra num bar de Buenos Aires e três argentinos que estão sentados de canto resolvem irritá-lo.

O primeiro vai até ele e fala:

— O Pelé é veado.

O brasileiro nem olha para ele e diz:

— É mesmo?

O segundo vai lá, chama a atenção do brasileiro e manda:

— O Pelé é um bichinha!

O brasileiro parece não ligar, só diz:

— É mesmo?

Aí o terceiro tem uma iluminação, levanta, grita:

— O Pelé é argentino!

E o brasileiro responde:

— Bem que seus amigos me falaram!

96
81
15

No movimentado saguão do aeroporto de Tokio, antes da metade da Copa de 2002, os jogadores e dirigentes da Argentina tiveram a honra de encontrar os seus colegas franceses.

Pra não perder a única oportunidade de voltar pra casa com alguma coisa pra se orgulhar, os argentinos resolveram tirar uma com a cara e o biquinho dos franceses:

— Mas que vergonha, hein Zidane! — provocou Batistuta — Eliminados en la premiera fase!

— Muito engrraçadinho! — respondeu o craque francês, fazendo biquinho — Vocês também forram eliminados, tolinhos!

— Si, isto és verdad... — interviu o argentino Cláudio Lopes — Pero nosotros pelo menos fizemos gols!

Os argentinos caem na gargalhada.

— Tem razon... — responde Zidane, ainda sem se alterar. — Mas pelo menos nós estamos voltando prra Parris!

16
-10
26

Havia um americano, um argentino e um brasileiro presos na Índia condenados a levarem vinte chibatadas e cada um tinha o direito de fazer um pedido. Primeiro foi o americano, e o carrasco o perguntou qual era o seu desejo, o americano respondeu:

— Eu desejo que amarrem um travesseiro nas minhas costas.

Depois de 10 chibatadas o travesseiro estourou e ele levou o resto nas costas. Depois foi a vez do argentino:

— Eu desejo que amarrem dois travesseiros nas minhas costas.

Depois de 15 chibatadas o travesseiro estourou e ele levou o resto nas costas. Em seguida foi a vez do brasileiro, e o carrasco disse:

— Olha senhor brasileiro, como o senhor é o último, tem direito a dois pedidos.

O brasileiro depois de muito pensar respondeu:

— Eu desejo levar 100 chibatadas.

O carrasco estranhou, mas mesmo assim o mandou fazer o segundo pedido. E ele responde calmamente:

— Eu desejo que amarrem o argentino nas minhas costas...

81
74
7

A ONU resolveu fazer uma pesquisa em todo o mundo. Enviou uma carta para o representante de cada país com a pergunta: "Por favor, diga honestamente qual é a sua opinião sobre a escassez de alimentos no resto do mundo". Mas pesquisa foi um grande fracasso.

Todos os países europeus não entenderam o que era "escassez".

Os africanos não sabiam o que era "alimento".

Os cubanos estranharam e pediram maiores explicações sobre o que era "opinião".

Os argentinos mal sabem o significado de "por favor".

Os norte-americanos nem imaginam o que significa "resto do mundo".

O congresso brasileiro está até agora debatendo o que é "honestamente".

54
47
7

O médico abre o jogo para o paciente:

— Infelizmente, o senhor só tem seis meses de vida:

— E agora doutor? O que eu faço?

— Se eu fosse você, casava com uma mulher velha, chata, bem feia e me mudava para a Argentina...

— Por que doutor?

— Seriam os seis meses mais longos da minha vida!

10
4
6

Num elevador estavam um argentino, um brasileiro, uma garota gostosa e uma freira. De repente, acaba a luz do prédio, o elevador para e fica às escuras. Ouve-se o som de um beijo seguido de um tapa. Depois de alguns segundos a luz volta e todos ficam calados.

A freira pensa:

— Um dos dois deve ter beijado a garota e ela revidou com um tapa! Bem feito!

A garota pensa:

— Um dos dois deve ter tentado me beijar, acabou beijando a freira e levou um tapa!

O argentino pensa:

— Esse brasileiro de merda beijou essa mina e ela me deu um tapa pensando que fui eu!

O brasileiro pensa:

— Ah! Beijei a palma da mão e lasquei um tapa nesse argentino!

170
146
24

Informatizaram o alto comando brasileiro. Aí o general entra na sala para a inauguração. O capitão programador faz continência e diz:

— Faca uma pergunta, general. Qualquer pergunta. O computador está programado para responder a todas as suas dúvidas.

O general:

— Na hipótese de uma guerra contra a Argentina, o Brasil ganharia?

O computador acende luzinhas, roda fitinha, apita apitinhos e, em poucos segundos, responde:

— Sim!

O general espera um segundo, olha para o computador com vigorosa decisão e grita:

— Sim, como?

O computador dá uma balançada, acende todas as luzinhas de novo e responde:

— Sim, senhor!

11
-4
15

Um brasileiro entra na polícia em plena Caxias do Sul e dirige-se ao xerife:

— Vim entregar-me. Cometi um crime e desde então não consigo viver em paz.

— Meu senhor, as leis aqui são muito severas e são cumpridas e se o senhor é mesmo culpado não haverá apelação nem dor de consciência que o livre da cadeia.

— Atropelei um argentino na estrada ao sul de Caxias.

— Ora meu amigo, como o senhor pode se culpar se estes argentinos atravessam as ruas e as estradas a todo o momento?

— Mas ele estava no acostamento.

— Se estava no acostamento é porque queria atravessar, se não fosse o senhor seria outro qualquer.

— Mas não tive nem a hombridade de avisar a família daquele homem, sou um crápula!

— Meu amigo, se o senhor tivesse avisado haveria manifestação, repúdio popular, passeata, repressão, pancadaria e morreria muito mais gente, acho o senhor um pacifista, merece uma estátua.

— Eu enterrei o pobre homem ali mesmo, na beira da estrada.

— O senhor é um grande humanista, enterrar um argentino, é um benfeitor, outro qualquer o abandonaria ali mesmo para ser comido por urubus e outros animais, provavelmente até hienas.

— Mas enquanto eu o enterrava, ele gritava : Estoy vivo, estoy vivo!

— Tudo mentira, esses argentinos mentem muito!

162
134
28

Um argentino, um sueco e um nigeriano aguardavam ansiosamente na maternidade o nascimento de seus filhos.

Eis que surge a enfermeira e diz:

— Senhores, houve uma tremenda confusão. Os bebês foram trocados e não sabemos mais quem é quem.

Só sei que temos dois brancos e um negro.

— Não tem problema — sugeriu o nigeriano.

— Cada um escolhe um bêbe e vamos fazer um sorteio para determinar a ordem da escolha.

Feito o sorteio, a primeira escolha coube ao sueco.

Ele entrou no berçário, olhou para os bebês e saiu com o negro no colo.

— Ma bwana! — reclamou o nigeriano.

— Você pegou o negro. Este obviamente é o meu bebê. Eu sou negro, minha esposa é negra. Me dá este bebê, volta lá e escolha um dos brancos.

E o sueco, já indo embora:

— Tá maluco? E se eu pego o argentino?

103
77
26

Em visita ao gabinete do presidente da Bolívia, o presidente argentino vê um telefone vermelho, com a inscrição "Diablo" em cima da mesa. Muito curioso, ele não resiste e pergunta:

— Para que sierves este teléfono viermelho, señor?

— Ah, con este teléfono, hablo directamente con el diablo! — responde o boliviano.

— Con el capeta? — pergunta o argentino, assustado.

— Si, con ele miesmo! O único problema é que a conta és muy cara! Mil dólares por minuto!

— Nuessa! — exclamou o argentino — És muy caro! Mas miesmo assí yo gostei!

Quero um desse para mi!

Então o argentino voltou pra sua terra natal, instalou um telefone "Diablo" na sua mesa e foi logo conversando. Conversou duas horas com o demo e, ao final da ligação, a telefonista disse:

— São cinco dólares, señor!

— O quê? — gritou o argentino, surpreso — És muy barato! El presidente boliviano me disse que esta ligación custa mil dólares por minuto!

— É verdad! — respondeu a telefonista — Mas a tua chamada és local!

97
62
35

Um brasileiro e um argentino foram os únicos sobreviventes de um desastre aéreo no Saara, depois de uma semana de uma longa caminhada o brasileiro achou uma lâmpada mágica, o argentino com toda arrogância tomou a frente e foi logo esfregando, surge então um Gênio:

— Vocês tem dois pedidos;

O argentino já foi dizendo:

— Quero que faça um muro de 1000 metros de altura em volta da minha linda argentina para nos isolarmos destes vizinhos brasileiros!

Então o Gênio disse que o pedido tinha sido aceito. Colocou o muro em volta da argentina e se voltou ao brasileiro e disse:

— Qual é seu pedido?

E o brasileiro responde:

— Enche tudo de água!

380
314
66

Um brasileiro, visitando Buenos Aires, saiu para passear com seu amigo argentino, que o levou para conhecer o famoso obelisco, um dos "cartões postais" da cidade portenha. Maravilhado, o brasileiro, comentou:

— Que belo monumento! Olha só o tamanho!

O argentino pergunta:

— Sabes em qual modelo foi inspirado?

— Não imagino. Algo tão grandioso... — responde o brasileiro.

— Foi no pênis do meu pai! — diz o argentino, com um sorrisinho sacana.

O brasileiro deu uma risadinha amarela, ficou pê da vida com o cara, mas deixou de lado.

No dia seguinte, o argentino telefonou e combinaram um encontro no mesmo lugar, junto ao obelisco. Quando o argentino chegou, viu o brasileiro com mais 10 pessoas, todos de mãos dadas, circundando o monumento.

— O que é isso? O que vocês estão fazendo? — pergunta o argentino, curioso.

O brasileiro, com a cara mais cínica do mundo, disse:

— Estamos tentando calcular o tamanho da vagina da tua mãe.

192
156
36