Banheiro Público

8
-22
30

O sujeito todo apressado pergunta aos dois caipiras sentados no banco da praça onde ficava o banheiro público.

— Bem ali — responde um deles, apontando em uma direção.

Sem mesmo agradecer, o sujeito vai voando ao local indicado.

Alguns minutos depois, volta aliviado e sorridente.

— Obrigado pela informação, camaradas. Não há nada tão bom quanto uma boa cagada!

— Desculpe, seu moço! — comenta um deles. — Ou ainda eu não aprendi a cagar, ou o senhor ainda não aprendeu a trepar!