Caipira Azarado

34
27
7

Dois caipiras voltavam para casa quando um deles tropeçou numa lâmpada de gênio:

— Vixe Maria, João, óia que negóço bunito que chega bria! — disse Joaquim.

— Uia Joaquim, vamu dá uma lipadinha nesse troço que tá todo sujo.

Joaquim, com a camiseta que usava, esfregou a lâmpada, quando surge um gênio:

— Graças aos senhores estou livre dessa lâmpada e, como recompensa, dar-lhe-eis 3 desejos.

Os caipiras, sem saber como dividiam os desejos, discutiam:

— Eita João, já que fui eu quem libertou o homi, fico com 2 e tu com 1.

— Nada disso Joaquim, eu achei a lâmpada, então 2 é meu.

Diante de tal situação e apressado, o gênio decidiu dar 3 ovos a cada caipira e disse que quando quisessem um desejo, era só quebrar um ovo.

Chegando em casa Joaquim foi logo jogando um ovo ao chão:

— Eu queria ser o cabra mais rico desse mundo!

Bum... Apareceu tanto dinheiro que não cabia na humilde casa do rapaz.

— Agora eu queria uma mansão beeem grande e com um canto pra colocar toda essa dinherama aí.

Bum... Dois quarteirões transformaram-se na mansão de Joaquim.

— Mininu, esse negóço é bão memo — disse Joaquim — agora só falta as muié. Então eu quero que as muié mais bunita desse mundo seja tudo doida por mim e morem aki na minha casa.

Bum... Fez-se o pedido, todas as modelos mais belas estavam aos pés de Joaquim.

Passado um mês de vida boa, Joaquim resolve visitar João em sua limousine acompanhado de 2 belas modelos.

Chegando lá, percebeu que seu amigo continuava na mesma e resolveu perguntar:

— Ô meu amigo João, tu não fizesse seus pedidos não?

E João, espantado com a beleza das mulheres de Joaquim, respondeu:

— Amigo véi, se eu te contar tu não acredita! Cheguei em casa com meus 3 ovin e coloquei em cima da mesa. Mas aí, como você sabe, a mesa aqui de casa é pensa e, na hora que coloquei os bixo lá em cima, ela pendeu prum lado e um caiu no chão. Eu fiquei muito puto e fui logo dando um grito: "Carai!". Omi, apareceu carai por todo lado, era no chão, no teto, nas parede, em tudo. Aí, eu joguei o outro ovin no chão e pedi que aquela ruma de carai desaparecesse e bum... sumiu tudo, incrusivel o meu. Aí eu peguei o último ovo, joguei no chão e pedi: eu queria meu carai de volta! Pronto, e aqui estou eu, do mesmo jeito.