Piadas de Casal

Duas mulheres conversam no ônibus:

— Ai, a gente nunca pode confiar nos homens! — desabafava a morena — Imagina que o meu marido um dia saiu pra comprar uma caixa de fósforos e nunca mais voltou! E isso já faz 8 anos!

— Ah, isso eu tenho certeza que nunca vai acontecer comigo! — respondeu a loira.

— Mas como é que você pode ter tanta certeza assim? Os homens são imprevisíveis!

— É, mas o meu marido usa isqueiro!

18
5
13

João ia se casar, mas tinha vergonha de ficar pelado na frente da mulher, pois era muito, mas muito magro. Até que um amigo muito próximo sugeriu:

— Cara, faz assim: antes de vocês começarem a transar, você apaga a luz do quarto, faz um charminho e vai pro banheiro. Depois você volta peladão e cai em cima dela!

Na noite de núpcias João seguiu o conselho do amigo. Começou a acariciar a mulher e, quando a coisa começou a esquentar, apagou a luz e disse que ia ao banheiro e já voltava.

A mulher ficou aguardando ansiosa, no escuro, esperando por alguma surpresa até que João chegou correndo e deu um pulo em cima da mulher.

— Ai, meu Deus! — gritou ela assustada — Me ajuda, João! Caiu um crucifixo em cima de mim!

30
21
9

Depois de conhecer um cara num bar, a morenaça de olhos verdes vai parar no apartamento dele.

Entrando no quarto do moço ela vê três prateleiras, com centenas de ursinhos de pelúcia.

Na prateleira de baixo estão os menores, na do meio, os de tamanho médio e, na lá em cima, os ursos grandes.

A garota imaginou: "Uau! Que cara sensível, cheio de ursos no quarto! Que lindo! Esse é um cara especial..." — mas não disse nada a ele.

Depois de uma noite inteira de sexo intenso e selvagem, ela perguntou a ele:

— E aí, foi bom pra você?

O cara ficou pensativo, olhou para as prateleiras dos ursos e falou:

— Hum... Pegue um prêmio na prateleira do meio!

31
26
5

O sujeito, furioso, liga para a farmácia e grita:

— Posso saber quem foi que atendeu a minha mulher nessa porcaria?

— Calma, senhor... — diz o farmacêutico — Quem é a sua mulher?

— É a Claudinha! — grita ele, histérico — Quero saber quem foi o filho da...

— Caaaalma, senhor... Claudinha é aquela loira, com os seios avantajados, cabelos bem longos, pernas grossas, que estava usando um vestidinho vermelho?

— É ela mesma! Agora me fala, quem foi? Quem foi?

— Foi a nossa nova atendente, senhor! O que aconteceu? Ela errou no troco?

— Não! Só que ela vendeu o medicamento errado pra minha mulher!

— Perdão, senhor... Mas a sua mulher pode vir aqui que a gente troca!

— Não dá! — grita ele, cada vez mais furioso — A minha mulher tá presa no meu colo!

— Presa no seu colo? Como assim, senhor?

— Ela foi aí pra comprar vaselina e a vaca da sua atendente vendeu Super-Bonder!

16
7
9

Um grupo de homens está na sauna quando o celular começa a tocar:

— Alô!

— Querido?

— Sim, querida.

— Está na sauna?

— Estou.

— Sabe o que é? Estou em frente a uma loja de roupas com um casaco de vison magnífico, lindo! Posso comprá-lo?

— Quanto custa o vison?

— Só custa 3000 reais.

— Bom, está bem. Compre.

— Ah, que ótimo! Outra coisa. Acabei de passar na concessionária Mercedes e vi o último modelo que eles lançaram. É fantástico! Falei com o vendedor e ele disse que pode fazer um preço camarada...

— Quanto é o preço camarada?

— Meu amor, são só 60.000 reais!

— Bom, estamos com dinheiro nesse momento, então ok. Mas por esse preço quero com todos os opcionais.

— Pode deixar! Olha, antes de desligar só mais uma coisa.

— O quê?

— Hoje de manhã, passei em frente a imobiliária e reparei que aquela casa que vimos no ano passado está à venda. Lembra? Aquela com piscina, jardim e churrasqueira, completamente isolada, em frente àquela praia magnífica?

— E quanto é que ela custa?

— Meu querido, só custa 450.000 reais!

— Bom, pode comprar, mas pague, no máximo, 420.000 reais.

— Está bem, meu amor. Obrigada. Então até logo.

— Até logo.

Ele desliga o telefone e pergunta aos outros:

— Alguém sabe de quem é este celular?

65
61
4

Um jovem foi passear de mãos dadas com a sua nova namorada e quando eles passaram por uma obra ouviram uns empregados gritarem:

— Ô babaca, não vai passear não! Leva a menina prum lugar escuro e come!

O rapaz, muito envergonhado, segue o seu caminho com a namorada e passam por uma praça onde estão vários aposentados jogando dominó. Um deles comenta:

— De mãozinha dada com a gatinha, hein? Você devia e leva-la para um motel, isso sim!

E os outros velhos caem na risada. Então o rapaz, cada vez mais envergonhado, decidiu levar a namorada para casa. No portão, se despediu dela:

— Então até amanhã, meu amor!

E ela responde:

— Até amanhã, seu surdo!

28
23
5

O marido estava em seu leito de morte e chamou a esposa. Com voz rouca e já bem fraca, diz à mulher:

— Meu bem, chegue mais perto. Eu quero lhe fazer uma confissão!

— Não, não — respondeu a mulher. — Sossegue e fique quietinho aí, porque você não pode fazer esforço.

— Mas mulher — insistiu o marido. — Eu preciso morrer em paz! Eu quero confessar uma coisa que está me atormentando!

— Está bem, está bem! Pode falar!

— É o seguinte. Eu transei com a sua irmã, com a sua mãe e com a sua melhor amiga!

— Eu sei, eu sei — disse a mulher. — Foi por isso que eu te envenenei, seu filho da p...

31
26
5

Depois de passar a noite toda no Motel com o namorado, a garota levanta-se, vai até a bolsa, pega um comprimido e engole-o.

— O que você está tomando? — pergunta o namorado. — A pílula?

— Não, é um tranqüilizante. É que eu esqueci de tomar a pílula!

18
14
4

O caipira quer telefonar no único telefone público que tem na cidade, mas um sujeitinho da cidade grande, muito folgado, não larga de jeito nenhum do aparelho.

— O senhor me adescurpe! — disse o caipira, cutucando as costas do cara — Já tem pra mais de meia hora que o senhor tá aí com esse telefone na mão e num diz uma palavra!

— Pois é — disse o sujeito, tampando o fone — Estou falando com a minha mulher!

8
-4
12

Depois da morte do marido a esposa não consegue esquecê-lo. Desesperada, resolve recorrer às forças mediúnicas para falar com seu amado. Ela vai a um centro espírita, onde providenciam a comunicação. Quando o marido se manifesta, durante a sessão, ela pergunta:

— Querido, é você?

— Sim, querida, sou eu, o seu marido.

— Como vai?

— Vou muito bem.

— Está feliz?

— Sim, muito.

— Mais do que quando estava comigo?

— Sim, bem mais.

— Então me diga, como é o céu?

— E quem lhe disse que estou no céu?

15
11
4

No tribunal, depois de 15 anos de casado, o sujeito alega que não pode mais viver com a esposa e pede o divórcio.

— E qual a razão? — pergunta o juiz.

— É que a minha esposa é muito violenta!

— Explique-se melhor.

— É que por qualquer discussãozinha à toa, ela pega o que encontra pela frente e atira na minha cabeça.

— Há quanto tempo ela vem tendo este tipo de comportamento?

— Há mais de 10 anos.

— E por que só agora o senhor resolveu se separar?

— É que só agora a pontaria dela ficou boa!

29
23
6