Com Medo

57
49
8

— Vamos começar?

— Não sei, estou com medo!

— Medo de quê?

— Medo de doer.

— Um dia você vai ter que deixar.

— Acho que não.

— Confie em mim. Eu vou devagar.

— Como fico?

— Nessa posição.

— Assim?

— Abra mais um pouco.

— Ai, está doendo.

— Aguenta firme, não posso parar.

— Não posso aguentar mais.

— Abra mais.

— Está doendo.

— Vou tirar.

— Que alívio!

— Até que não fomos mal.

— Ai, está sangrando.

— Sempre sangra um pouco.

— E se não parar?

— Claro que para.

— Como você sabe?

— Tenho experiência.

— Está parando.

— Não disse?

— Quando volto para arrancar o outro dente?