Piadas de Cornos

79
73
6

Ruídos Estranhos

Os pombinhos estavam dormindo tranqüilamente quando, por volta das três da manhã, escutam ruídos estranhos.

— Foge! Foge! — grita a mulher, desesperada — Deve ser o meu marido!

O cara levanta de cama, peladão, e rapidamente pula pela janela. Depois de cair em cima de um arbusto, ele volta, muito irritado:

— Desgraçada! O seu marido sou eu!

— Ah, é? — pergunta ela, sarcástica — E você pulou pela janela por quê?

44
32
12

Pescando na Lagoa

Sábado, como de hábito, o cara levantou cedo, colocou os agasalhos silenciosamente, tomou o café e até deu um passeio com o cachorro. Em seguida, foi até a garagem e engatou o barco de pesca no 4x4. De repente, começou a chover torrencialmente. Havia até pedra-de-gelo misturada com a chuva, ventos a mais de 80 km/h. Ligou o rádio e ouviu que o tempo seria chuvoso durante todo aquele dia. Voltou imediatamente pra casa, silenciosamente tirou a roupa e deslizou rapidamente para debaixo dos cobertores. Afagou as costas da mulher suavemente e sussurrou:

— O tempo lá fora está terrível.

Ela, ainda meio adormecida, respondeu:

— Você acredita que o idiota do meu marido foi pescar com esse tempo?

33
24
9

Dinheiro no Cofre

O marido virou-se para a mulher e disse:

— Bem, vamos colocar uma nota de R$ 5,00 no cofre toda vez que transarmos?

A mulher concordou. E quando chegou o fim do ano, ele disse:

— Vamos ver quanto já temos?

E ao abrir o cofre, ele surpreso, perguntou:

— Por que aqui há notas de R$ 10,00 e de R$ 50,00?

Ela respondeu:

— Você pensa que todo mundo é pão duro como você?

48
42
6

Já Foi Traído

O caminhoneiro estava no seu leito de morte e pergunta à mulher, com voz moribunda:

— Mulher, sei que estou morrendo e nada disso mais me importa agora, mas só por curiosidade, você já me traiu alguma vez?

Ela pensou um instante, mas acabou confessando:

— Sim, eu te traí sim, mas apenas duas vezes e somente para te ajudar.

— Como foi a primeira?

— Você se lembra daquela vez que pediu um empréstimo ao banco para trocar o caminhão e eles não liberavam nunca o dinheiro e você já estava ficando desesperado?

— E de repente o dinheiro foi liberado de uma hora para outra?

— Sim!

— Tem razão, foi por uma boa causa, naquela época eu estava até pensando em me suicidar. E a outra vez?

— Você se lembra quando se candidatou a Presidente do Sindicato e faltavam 165 votos para vencer?

30
22
8

Uma Razão

Mais uma vez, aquela típica cena: o marido chega em casa e pega a mulher com outro na cama. Mais do que depressa ele pega o seu revólver no criado-mudo e se prepara para atirar no Ricardão, quando a esposa interrompe:

— Pare! Pare! Não faça isso! Por favor!

O marido para furioso e grita:

— Me dê uma só razão pra eu não acabar com esse sujeito!

E a mulher disse:

— "Esse sujeito" é o pai dos seus filhos!

45
31
14

Passageira da Ferrari

O sujeito está sozinho em casa, assistindo futebol e tomando sorvete, quando de repente toca o telefone:

— Alô! O senhor é o marido da Helena?

— Sou eu mesmo! Por quê?

— Tenho uma notícia um tanto desagradável para lhe dar: ela estava no banco de passageiro de uma Ferrari conversível que capotou três vezes na Avenida Central!

— Meu Deus! — grita o marido, desesperado — Ela morreu?

— Não... O motorista morreu... Mas a sua esposa foi jogada para fora da Ferrari, caiu em cima de um arbusto e acabou escapando ilesa!

— Ufa, que alívio! — desabafou o marido — Então eu não tenho razão para me preocupar...

— Tem sim! — continuou o informante — Você nem imagina o que ficou preso na boca dela!

34
23
11

Gato no Armário

Desconfiado de traição, o marido chega em casa mais cedo. Ouvindo os passos do corno, a mulher rapidamente esconde o Ricardão no armário.

Quando entra, o marido olha pra todos os lados e vê um amontoado de pentelhos preso entre as portas.

— O que é aquilo? — pergunta ele, nervoso.

— É o gato, meu amor. Ele está dormindo dentro do armário! Deixa ele, tadinho...

— O gato? — diz o marido, desconfiado — Vamos ver...

Então vai até o armário e puxa um pelo. Então o gato grita:

— Miau!

— Que maldade, querido! — diz a mulher. Mas ele continua. Puxa outro pelo e o gato:

— Miauuuu!

Então ele puxa dois pelos:

— Miauuuuuu!

Agora ele puxa vários pelos juntos e o gato:

— Já falei "miaaaau", porra!

79
73
6

Ama-de-Leite

Um marinheiro passou um ano navegando e quando volta, encontra sua esposa com um filho japonês no colo. Irritado, por nem ele nem a esposa serem japoneses, o marinheiro perguntou a esposa o que havia acontecido. Ela, calmamente lhe explicou:

— Ele nasceu branquinho e sem os olhos puxados, mas como eu não tinha leite, uma ama-de-leite japonesa se ofereceu para amamentá-lo. Eu aceitei e ele ficou assim.

Como o marinheiro não entendia nada de crianças, resolveu perguntar à sua mãe se era realmente possível acontecer uma coisa dessas. A velha, depois de escutar tudo, respondeu indignada:

— É claro que é possível, meu filho! Quando você nasceu aconteceu a mesma coisa: eu não tinha leite, coloquei você pra mamar numa vaca e é por isso que você está chifrudo desse jeito!

36
26
10

Corte da Barba

O sujeito está no motel com a amante, curtindo o pós-coito, quando ela resolve interromper o silêncio:

— Ricardo, por que você não corta essa barba?

— Se dependesse só de mim... — retruca — Você sabe que minha mulher seria capaz de me matar se eu aparecesse sem barba.

— Ora, querido — insiste a amante — Faça isso por mim, por favor...

O sujeito continua dizendo que não dá, até que não resiste às súplicas da amante e resolve atender ao pedido. Depois do trabalho ele passa no barbeiro, em seguida vai a um jantar de negócios e quando chega em casa a esposa já está dormindo.

Assim que ele se deita, sente a mão da esposa afagando o seu rosto e a sua voz sonolenta:

— Carlão, você ainda está aqui? Vai embora! O meu marido já está pra chegar...

11
3
8

Encontro no Cruzeiro

Duplamente desconfiado, da mulher e da amante, Jorge resolve mandar as duas num mesmo cruzeiro para depois investigar como cada uma havia se comportado.

Na volta, Jorge pergunta à mulher como foi a viagem, como eram os passageiros, o que eles faziam, até identificar a amante.

— Como era mesmo essa mulher?

— Ah, uma sirigaita! — ela responde — Não se passou uma noite sem que aquela mulherzinha dormisse com um homem diferente...

Meio desconcertado, Jorge procura a amante e faz a mesma pergunta.

— Ah, essa tal coroa era uma verdadeira dama — conta.

— Como assim? — pergunta Jorge, meio aliviado.

— Ora, ela subiu a bordo com o marido e durante o cruzeiro inteiro não saiu do lado dele um segundo!

29
25
4

Cinto de Castidade

De partida para a guerra, um soldado muito ciumento resolveu colocar um cinto de castidade na esposa, temendo ser traído.

— Não é justo, posso morrer na guerra e minha mulher é muito jovem. Já sei, darei a chave ao meu amigo de confiança, e se algo acontecer comigo, ele poderá soltá-la.

No dia da partida, mal tinha cavalgado 200 metros, ouviu a voz do amigo, que corria desesperadamente em seu encalço.

— Que aconteceu amigo, o que houve?

— Companheiro! — disse o outro, totalmente sem fôlego. — Você deixou a chave errada!

25
19
6

Primeiro Homem

O sujeito desabafa no psiquiatra:

— Ai, Doutor... Eu tô ficando louco! Minha mulher é loira, tem 1.70 de altura, olhos verdes, seios fantásticos... Uma delícia!

— Até aí não vejo problema nenhum! — diagnostica o psiquiatra.

— Calma, Doutor... Deixa eu terminar... Ela tá me deixando maluco porque todas as noites vai no Bar do Pedro e dá o maior mole pra todos os homens! Vai pra cama com o primeiro homem que falar com ela! Eu não tô agüentando isso, Doutor! Pelo amor de Deus, o que eu faço?

— Relaxe! — aconselha ele — Respire fundo... E agora, diga pra mim, aonde exatamente fica esse Bar do Pedro?

27
6
21

Surpreendidos na Cama

O marido chega mais cedo do trabalho e surpreende a mulher com o seu melhor amigo, em pleno ato sexual, na sua própria cama.

— Cláudia, minha esposa querida, como você pode fazer isso comigo? Eu que durante todos esses anos, sempre fui um marido fiel, te amei como ninguém. Dediquei toda a minha vida para te fazer feliz. E você, Gustavo, a quem eu considerava como um irmão, a quem sempre amparei nos momentos difíceis, eu que sempre te admirei, você era um exemplo de... ei... vocês querem parar de trepar e prestar atenção no que eu estou dizendo?

24
19
5

Cinto de Castidade

O Rei Artur estava pronto para ir às Cruzadas e antes de partir, foi ver Merlin e pediu-lhe para que fabricasse o melhor cinto de castidade que pudesse existir, para que nenhum cavaleiro pudesse tentar contra a virtude da sua linda esposa.

No dia seguinte, Merlin volta com um cinto de castidade ultra moderno, mas que preocupou o Rei por um detalhe:

— Merlin! — berrou ele. — Você pensa que sou burro? Esse cinto de castidade tem um buraco justamente onde não poderia ter! Por acaso você quer se aproveitar de sua invenção para se envolver com a minha esposa?

Antes que o rei mandasse executá-lo, ele se justificou:

— De forma alguma majestade! Observe que no buraco tem uma pequena guilhotina com uma lâmina afiada, que funciona sempre que se introduz algo no buraco.

— Oh, excelente! — responde o rei, todo satisfeito.

Três anos depois, ele volta das Cruzadas e convoca todos os cavaleiros:

— Vamos lá! Baixem as calças, é hora do exame médico!

Todos os cavaleiros alinham-se em frente ai Rei, baixam as calças e para espanto e estupefação dele, todos estão capados, com exceção do seu fiel amigo Lancelot.

Vendo que o seu fiel amigo não o traiu, agarra-o pelos ombros e diz:

— Lancelot, estou orgulhoso de ti. Enquanto nenhum dos outros resistiu à tentação de dormir com a Rainha, tu conseguiste domar os teus impulsos, em nome de nossa amizade. Por isso, concedo-te o que quiseres. Faça a tua escolha!

Mas Lancelot não disse nada... Estava mudo!

23
18
5

Vizinho Pintor

O pintor de parede era tarado pela mulher do vizinho. E pelo jeito ela também. Rolava um clima, uma troca de olhares, mas a coisa nunca rolava, porque o marido era um tremendo ciumento e trancava a mulher dentro de casa quando saía pro trabalho. Determinado em arrumar um jeito de se aproximar, o pintor teve uma ideia.

— Sabe como é, Adolfo — disse ele, pro vizinho — A gente é vizinho há anos... Eu ando com um tempo sobrando, então estava pensando... Você não quer que eu pinte sua casa de graça?

— Claro, amigão! — Agradeceu ele — Aparece aqui amanhã de manhã que você já começa!

Na manhã seguinte o pintor chega todo animado, lata de tinta numa mão, pincel na outra. E o marido ciumento diz:

— Se você não se importa, vou trancar a porta. Não gosto que minha mulher fique dando voltinhas por aí.

— Claro, Adolfo. Você é quem sabe!

Foi só o marido sair para o trabalho que eles começaram os amassos. Depois de alguns minutos, quando a coisa estava esquentando, ouve-se um barulho de porta. Era o marido!

— E agora? — disse a mulher, aflita.

O pintor só teve tempo de pegar o pincel e começar a pintar, com um jeito bem distraído.

O que é isso? — pergunta o marido, assustado — Você pede pra pintar minha casa e fica pelado na frente da minha mulher?

— Pô, eu tô pintando de graça e você ainda quer que eu suje a minha roupa?

— Ah... E esse pinto duro? — Diz ele, apontando para o dito cujo do pintor, que estava em ponto de bala.

E o pintor responde com a maior naturalidade:

— E onde é que você queria que eu pendurasse a lata?

15
8
7

Resolvendo no Jogo

O camarada chega de viagem um dia mais cedo e encontra a mulher na cama com o amante. Corre daqui, veste dali e o marido encontrando uma oportunidade de usar todos os palavrões que havia aprendido. Assim que os pelados se recompõem, a mulher em prantos pede ao marido:

— Por favor, Armando! Vamos resolver esse problema sem o uso da violência!

— Ah, é? Posso saber como?

— Eu tenho uma idéia — intervém o amante. — Podemos disputá-la num jogo de pôker! Quem perder mais rodadas depois de duas horas de jogo, sai da vida dela, definitivamente!

— Eu topo! — fez o marido. — Mas com uma condição!

— Qual?

— Vamos jogar a dinheiro para ficar um pouco mais emocionante!

26
23
3

Matando a Mulher

No meio de um julgamento:

— O senhor confirma — diz o juiz, — que chegou a casa mais cedo naquele dia e que encontrou a sua mulher na cama com outro homem?

— Correto, meritíssimo — diz o réu, de cabeça baixa.

— E então — continua o juiz — o senhor pegou sua arma e deu um tiro na sua mulher, matando-a na hora?

— Correto, meritíssimo — repete o réu.

— E por que o senhor atirou nela e não no amante dela?

O réu responde:

— Senhor juiz... Me parece muito mais sensato matar uma mulher uma única vez, do que um homem diferente todos os dias!

40
35
5

Administradora Traída

A mulher era formada em administração e ocupava um cargo de executiva de planejamento em uma grande empresa multinacional. Certo dia descobre que está sendo traída pelo marido e, momentaneamente, se desespera. Para decidir o que iria fazer, resolve ir passear num parque perto da empresa, onde havia um riacho. Lá chegando vê um sapo preso em uns galhos do riacho pedindo socorro. Quando chega perto, o sapo diz:

— Me salve que eu realizo três desejos teus, mas como sei do seu problema e não posso interferir nisto, tudo que eu der a você, seu marido receberá dez vezes mais.

Habituada com situações de pressão, ela medita um pouco e diz estar pronta para fazer os desejo.

Como primeiro desejo ela pede:

— Quero ser muito, mas muito rica.

— Está bem, mas lembro-lhe que seu marido será dez vezes mais rico.

— Não tem importância, tudo que é meu é dele, e tudo que é dele é meu... E ela se tornou muito rica.

Como segundo desejo ela pede:

— Quero ser linda, extremamente bonita.

— Tudo bem! Mas a mulherada vai cair em cima do seu marido porque ele vai ser dez vezes mais belo que você. Mulher: Isto não é problema... E ela se tornou, além de rica, linda e maravilhosa. E o marido dez vezes mais.

É chegada a hora do Terceiro Desejo, e o sapo já está na expectativa. Afinal, o que mais ela poderia querer?

E como terceiro desejo ela pede:

— Quero ter um enfarte do coração, fraquinho, só um décimo desses que matam!

14
7
7

Homem no Banheiro

Ao chegar mais cedo em casa, o sujeito encontrou a mulher nua deitada na cama, com a respiração ofegante.

— O que houve, querida? Você não está passando bem?

— Acho que é um ataque do coração.

Então o marido correu para o telefone para chamar o médico. Nisso, o filho mais novo chegou perto dele e avisou:

— Pai, tem um homem pelado no banheiro!

O marido foi até lá, abriu a porta e deu de cara com o seu melhor amigo.

— Pelo amor de Deus, Alfredo! Minha mulher está tendo um enfarte e você fica por aí assustando as crianças...

14
5
9

Pesando os Porcos

Era uma vez um criador de porcos que estava há tanto tempo nesse ramo que nem precisava mais de balança para pesar os bichos. Ele simplesmente colocava os porcos em cima da barriga e já sabia o peso. E com o tempo a sua mulher também passou a dominar a técnica de pesar com a barriga.

Certo dia, depois de ter pesado muitos porcos desse jeito, ele já estava cansado e pediu para o filho:

— Ferisvaldo! Vá chamar a sua mãe pra me ajudar, vai!

O menino saiu correndo e logo voltou, sem a mãe.

— Ué, filho! Cadê sua mãe? Ela não vem pesar os porco?

— Ah, pai, não sei não... Ela tava ocupada pesando o vizinho!

19
11
8

Veneno Letal

Uma mulher entra na farmácia e pede ao atendente que lhe traga 10g de cianureto. O rapaz, curioso, pergunta para quê ela precisa dessa substância tão letal. Ao que ela responde com a maior calma do mundo:

— Para matar o meu marido!

— Mas senhora, isso é crime, e...

Antes que o rapaz terminasse de falar ela puxou uma foto da bolsa onde o marido estava na cama com a mulher do atendente.

Ele, com ódio, diz:

— Ah, a senhora tem receita!

45
36
9

Veículos do Céu

Três amigos morrem e vão para o céu. Chegando lá encontra São Pedro no portão, que logo os interrogam:

— Meu filho como se chama? Tens mulher?

— Me chamo Paulo e sim, sou casado — respondeu o primeiro homem.

— Seja sincero — disse o santo. — Quantas vezes traístes tua mulher?

O homem fica meio acanhado e diz:

— Pra falar a verdade já perdi as contas.

São Pedro olha seriamente pro homem e responde:

— Você irá ressuscitar e ganhará uma bicicleta como prêmio.

Paulo recebe a bicicleta e volta pedalando pra Terra.

São Pedro faz a mesma pergunta para o segundo homem que responde:

— Me chamo Carlos e traí minha mulher 10 vezes e me lembro perfeitamente disso.

O velho olha decepcionado e fala:

— Tu irás ressuscitar e ganhará um Fusca velho como prêmio.

O homem não reclama e vai embora com o seu Fusca que estava caindo aos pedaços.

São Pedro já sem esperança diz ao terceiro homem:

— Meu filho, diga logo quantas vezes você traiu sua mulher.

— Me chamo Mário e nunca na vida sequer tive outros olhos pra nenhuma mulher além de minha esposa.

O santo olha deslumbrado para o homem e fala:

— Meu Deus, isso nunca aconteceu! Parabéns, você ganhará uma BMW.

O cara feliz da vida volta pra Terra dirigindo seu carrão.

Depois de três dias, Carlos encontra Mário na calçada chorando e não aguenta a infelicidade do amigo e pergunta:

— O que é isso Mário? Tu ganha carrão e tá aí se lamentando? Que aconteceu?

— Pô Carlos, não tô triste por ter ganhado o carro, o problema é que eu acabo de ver minha mulher passar de patinete!

64
60
4

Vingança com Serrote

Uma mulher chegou inesperadamente em casa e encontrou seu marido na cama com outra mulher. Louca de raiva, ela pega uma arma e arrasta o marido até a garagem. Chegando lá, prendeu o pênis dele numa morsa em cima da bancada, apertou ate ficar bem preso e retirou a alavanca da morsa. Foi no armário de ferramentas, retirou um serrote e colocou na bancada.

O marido gritou desesperado:

— Querida, você não vai cortar ele, não é?

— Não. — retrucou a mulher — Você é que vai. Eu só vou botar fogo na garagem.

27
18
9

Antes de Dormir

O marido e a mulher conversam na cama antes de dormir. Até que a mulher curiosa pergunta para o marido:

— Se eu morresse você casava outra vez?

— Claro que não!

— Não? Não por quê? Não gosta de estar casado?

— Claro que gosto!!!

— Então porque é que não casava de novo?

— Tá bem, casava...

— Casava? — A mulher fala com olhar triste.

— Então?

— E dormiria com ela na nossa cama?

— Onde é que você queria que nós dormíssemos?

— E substituiria as minhas fotografias por fotografias dela?

— É natural que sim...

— E ela ia usar o meu carro?

— Não. Ela não sabe dirigir.

36
27
9

Marido Insatisfeito

Uma linda mulher vai ao psiquiatra porque estava tendo graves problemas em sua vida sexual.

— Olha, doutor... — diz a mulher — por mim eu nem viria. Mas meu marido não está feliz e disse que eu preciso de ajuda.

O médico faz uma série de perguntas sobre a performance da mulher. Ele fica intrigado ao ver que, aparentemente, ela era fogosa e bastante liberal. Já sem muitas perguntas a fazer, o psiquiatra finalmente indaga:

— Você costuma olhar para o rosto do seu marido quando está fazendo sexo?

— Bem, sim, uma vez eu vi.

— E como ele estava?

— Muito zangado — respondeu ela.

Neste momento o psiquiatra sentiu que estava realmente conseguindo algo e disse:

— Acho que estamos tocando num ponto muito interessante. Vamos mais a fundo. Você disse que só viu o rosto de seu marido uma vez enquanto fazia sexo. Isso me parece inusitado. Como foi que aconteceu?

— Ele estava nos espiando pela janela!

25
20
5

Pentelhos

Estava a mulher com seu amante em plena atuação quando ela percebe seu marido chegando mais cedo do trabalho, imediatamente o amante se esconde no guarda-roupa, mas a ponta de alguns de seus pentelhos ficaram aparecendo do lado de fora da porta.

Ao chegar no quarto, o marido desconfiado olha em direção ao guarda-roupa e vê aqueles fios, pergunta a mulher:

— O mulher, que que é isto?

— Ai meu bem, deve ser pelo do gato, devo ter trancado-o no armário por acaso.

Então o marido resolveu puxar um fio daqueles e ouviu:

— Miaauu!

Puxou outro:

— Miaaaau!

Puxou mais um:

— Miaaaaaau, filho da puta!

28
18
10

Boa Pescaria

Dois pescadores estavam pescando no mar, um japonês e o outro brasileiro. O japonês pegava um peixe atrás do outro e o brasileiro nada. O brasileiro chega para o japonês e diz:

— Estamos usando o mesmo tipo de vara e o mesmo tipo de isca e eu não pego nada. Como você faz?

— Antes da pescaria tem que passar a mão na bunda de uma mulher, aí pesca-se bastante. Disse o japonês.

No dia seguinte o brasileiro vai pescar e passa a mão na bunda da sua mulher e ela responde:

— Já vai pescar japonês?