Piadas de Cornos

20
13
7

Traças

Era uma tarde quente e a Bety estava gozando do único prazer isento de taxas. Escutou um barulho na porta da frente, deixou o amante na cama, enfiou uma roupa e correu para o andar de baixo. Vendo o marido que entrava, perguntou:

— Carlos, você não devia estar no trabalho?

Ouvindo isso, o amante se fechou no armário. Desconfiado, Carlos começou a subir a escada e a Bety continuou bem alto para que o amante ouvisse:

— Benzinho, essas traças estão me deixando louca. Eu liguei para a prefeitura e eles mandaram o homem do controle de insetos!

Ainda mais desconfiado, Carlos sobe a escada, entra no quarto, abre o armário e vê um homem nú no meio dos vestidos da Bety.

— Quem é você? — Perguntou ameaçador.

— Agente de controle de insetos ao seu dispor, gaguejou o amante.

— O que você está fazendo pelado dentro do armário?

— Pelado? Porra! Essas traças!

17
6
11

Lembrando da Esposa

O camareiro de um hotel cinco estrelas, no Rio, pergunta ao homem que acabou de se hospedar com uma linda mulher de 24 anos:

— O senhor deseja alguma coisa?

— Não obrigado! — Diz o homem gentilmente.

— E a sua esposa, não vai querer nada? — Emenda o camareiro.

— Bem lembrado! — Responde o hóspede.

— Me traz um cartão postal, por favor!

52
41
11

Armário

Uma certa vez, um cara, desconfiado que estava sendo traído pela mulher, chegou em casa mais cedo e encontrou a mulher deitada na cama. O malandro viu os lençóis todos amarrotados e a mulher pelada. Correu logo para a janela do prédio, e vê em baixo, um cara saindo do prédio ajeitando a gravata. Enfurecido, o marido nem pensou, jogou o armário em cima do coitado. Dias depois ele ficou sabendo que o homem era inocente. Entrou em desespero e se matou.

La na porta do céu, o anjo encarregado do portão perguntou:

— Meu filho, o que houve com você, que lhe trouxe aqui?

— Olha, seu anjo, eu não sei não. Eu estava apenas saindo atrasado de casa para o trabalho, mas estava tão atrasado que não deu tempo nem de me arrumar direito e quando saia do prédio em direção ao ponto de ônibus, ainda ajeitando a gravata, caiu um guarda roupas na minha cabeça e eu vim parar aqui.

O anjo, nem pensou e disse :

— Pode entrar meu filho!

Daqui a pouco chega outro cara, e o anjo pergunta:

— E então, meu filho, o que você fez pra parar aqui?

O cara respondeu :

— Poxa, seu anjo, achei que estava sendo traído e joguei um armário num sujeito.

Fiquei arrependido e me matei.

O anjo botou a mão no queixo, coçou a cabeça e respondeu :

— Pode entrar meu filho!

Dali a pouco chega outro cara e o anjo pergunta:

— E então meu filho, o que você fez que o trouxe aqui?

O cara respondeu :

— Sei lá seu anjo, eu estava dentro de um armário, quando de repente vim parar aqui!

29
22
7

Dia de Sorte

O cara chegou no trabalho dizendo pro colega:

— Rapaz, ontem deve ter sido o meu dia de sorte!

— O que foi cara, ganhou na loteria?

— Não!

— Ganhou no jogo do bicho?

— Não!

— Foi contemplado no consórcio daquele carro do ano?

— Não!

— O que foi então?

— Você imagine só, que eu ia saindo do motel com uma gatinha, a minha mulher vinha entrando com outro cara, e ela nem me viu!

16
13
3

Porteiro

Um belo dia o marido chega em casa furioso, e diz pra mulher:

— Ao passar lá em baixo pelo porteiro, ele me disse que já havia transado com todas as mulheres do prédio, menos uma.

A mulher distraída responde:

— Deve ser aquela convencida do sexto andar.

14
5
9

Chegada de Surpresa

A cena clássica do marido que volta de surpresa e encontra a mulher na cama com outro vai terminando mal. O marido nem quer perguntar nada, logo saca o revólver.

— Pelo amor de Deus — interrompe a mulher. — Então você não sabe quem pagou aquela dívida no banco? E o apartamento na praia? E o carro novo?

— Por acaso foi você? — pergunta o marido, dirigindo-se ao amante.

— Fui eu mesmo — concorda o amante.

— Então, faça o favor de se cobrir, que eu não quero ninguém resfriado na minha cama.

45
25
20

Pé de Manga

O caipira desconfiava que sua namorada, a mulher mais gostosa da cidade, andava pulando a cerca. Certo dia ele resolveu seguí-la. Ela saiu de casa com um vestido bem leve e foi até o bosque.

O marido desconfiado ficou olhando bem de longe, pra não dar bandeira. Sua namorada andava na direção de um homem, que estava comendo manga debaixo de uma enorme mangueira.

— Você vai morrer! Você vai morrer! — gritava ele, desesperado.

Quando foi chegando mais perto, viu que o cara era um negão de uns 2 metros de altura e 1 de largura. O negão, que estava chupando os peitões da caipirinha, se levantou e disse:

— E quem é que vai me matar? Você, seu baixinho magrelo?

— Não senhor — disse o caipira — É que o senhor chupou manga e agora tá tomando leite. Isso aí mata, viu?

58
45
13

A Estátua

Estava o casal no maior rala-e-rola quando a mulher ouve um barulho:

— Meu marido! Meu marido!

— Mas você não disse que ele só viaja?

— Pois é, acho que aconteceu alguma coisa! Mas tudo bem, eu tenho um plano: estes dias, como eu estava sozinha em casa, fui visitar os Oliveira e vi uma estátua na sala da casa deles que parecia real! Eu vou cobrir você de talco, coloco um lençol e pronto: Você fica parecendo com aquela escultura!

Mais que depressa, enquanto o marido guardava o carro, brincava com os cachorros, subia a escada... etc., etc, preparam o disfarce. Quando ele entrou na sala, logo perguntou:

— Querida, o que é isso?

— Ah amor, esta é uma estátua que eu comprei. Não é linda? Feita toda em mármore!

— É. É perfeita mesmo.

— Ufa, esta foi por pouco. — suspira a esposa.

De madrugada, o marido desce, abre a geladeira, pega uma latinha de cerveja e diz para a "estátua":

— Toma rapaz, bebe ai! Enquanto eu estava na casa dos Oliveira, não me deram nem um copo de água!

32
21
11

O Robô

O marido chega em seu apartamento e surpreende a mulher com o amante. O Ricardão mais que depressa fica paralisado. O marido esbraveja:

— O que significa isso!!

— Calma querido, não é nada disso que você está pensando. Este é um robô que eu comprei !!

— Robô?

— É. Eu acabei de comprá-lo, só não tive tempo de vesti-lo ainda. Ele faz de tudo: carpinteiro, pintor, faz até serviço de casa.

O marido, por incrível que pareça, acreditou na história da mulher e enquanto ela foi tomar banho ele ficou olhando pro suposto "andróide" e pensou: "Até que este robô tem uma bundinha ajeitada..." . Assim que o sujeito chegou mais perto, o "Robô" avisava:

— Acesso negado! Bip!! Acesso negado! Bip!!

— Ah, quer saber? Não preciso de robô coisa nenhuma. Vou jogá-lo deste janela.

Neste momento o Ricardão avisa outra vez:

— Tente de novo! Bip!! Tente de novo! Bip!!

67
51
16

Preço Baixo

Certa noite, um homem entra num restaurante, vai até ao balcão e pede uma cerveja.

— Com certeza, senhor!

— Quanto é?

— 20 centavos!

— 20 centavos? — grita o homem, sem querer acreditar.

— Sim, é verdade, 20 centavos — responde o barman.

Então o homem resolve olhar para o menu, e pede:

— Olhe, pode me trazer um bife de filet mignon a cavalo, com fritas, arroz e uma saladinha de tomates, cebolas e ervilhas .

— Com certeza, senhor — responde o barman — Mas isso é um prato que custa muito caro...

— Caro? Quanto? — pergunta o homem, desconfiado.

— Dois reais! — responde o barman.

— Dois Reais? — exclama o homem, não querendo acreditar...

— Onde é que está o dono deste bar?

— Oh, está lá em cima com a minha mulher! — responde o barman.

Espantado, o homem pergunta:

— E o que é que ele está fazendo com a sua mulher?

Resposta do Barman:

— O mesmo que eu estou fazendo com o restaurante dele...

22
3
19

Muito Rouco

Aquele sujeito estava muito rouco, quase completamente afônico e só conseguia falar por sussurros. Resolveu procurar um médico no meio da noite. O doutor morava em um sobrado. Assim que chegou embaixo da janela de onde deveria ser o quarto, fez um tremendo esforço, jogou uma pedrinha na janela e sussurrou:

— O doutor está?

— Não, não está! Pode entrar! — Respondeu a mulher do médico.

92
81
11

Vida de Casado

O indivíduo surpreende a mulher em sua cama com outro. Tirou o revólver da cintura, armou o gatilho e já ia metendo bala nos dois, quando parou pra pensar e foi percebendo como a sua vida de casado havia melhorado nos últimos tempos. A esposa já não pedia dinheiro pra comprar carne, aliás, nem para comprar vestidos, joias e sapatos, apesar de todos os dias aparecer com um vestido novo, uma joia nova ou uma sandalinha da moda. Os meninos mudaram na escola pública do bairro para um cursinho super-chique, na zona Sul. Sem contar que a mulher trocou de carro, apesar dele estar há quatro anos sem aumento e ter cortado a mesada dela. E o mercado então, nem se fala, eles nunca tiveram tanta fartura quanto nos últimos meses. E as contas de luz, água, telefone, internet, celular e cartão de crédito, fazia tempo que ele nem ouvia falar delas. O caso é que a mulher dele era mesmo um avião, uma mistura de Tiazinha com Vera Fisher, temperada no caldo da Feiticeira. Coisa de louco.

Guardou a arma na cintura e foi saindo devagar, para não atrapalhar os dois.

Parou na porta da sala e disse pra si mesmo:

— O cara paga o aluguel, o supermercado, a escola das crianças, as contas da casa, o carro, o shopping, todas as despesas e eu ainda vou pra cama com ela todos os dias...

E fechando a porta atrás de si, concluiu:

— Pô, o corno é ele!

44
36
8

Porta CDs

O cara foi num motel numa sexta-feira. Assim que entrou, reconheceu o carro do amigo que se encontrava estacionado e com o vidro do carona semi-aberto. Na mesma hora lhe veio a vontade de fazer uma gozação com o amigo, foi ate la e reparou que havia um porta CDs no painel. Sem nenhum esforco pegou o porta CDs e se mandou para curtir sua transa. No dia seguinte ligou para o amigo e esperando sua reação, lhe perguntou:

— E ai, o que conta de novo?

E o amigo respondeu:

— Tô muito puto da vida. Minha mulher pegou meu carro sexta-feira para ir a casa da mãe dela e lá alguém conseguiu abrir o carro e roubou todos os meus CDs.

23
2
21

Empregada

O marido durão chega em casa do trabalho e encontra a mulher aos prantos:

— Osvaldo, a nossa empregada...

— Isso é problema seu!

— Ela, ela está grávida!

— Isso é problema dela!

— E ela disse que o filho é seu!

— Isso é problema meu!

31
-28
59

Mandamentos do Corno

Os dez mandamentos do corno:

1 — Amar a mulher acima de todas as coisas.

2 — Ser fiel e leal à esposa.

3 — Assumir os filhos do Ricardão.

4 — Fazer amor sempre depois.

5 — Ignorar chinelos e toalhas molhadas.

6 — Telefonar antes de chegar em casa.

7 — Não chegar cedo do trabalho.

78
63
15

A Mulher e o Garotão

Marido chega em casa e pega a esposa, na cama, com um garotão, 25 anos, forte, bronzeado, cheio de amor prá dar. Arma o maior barraco, mas a mulher o interrompe:

— Antes, você deveria ouvir como tudo isso aconteceu... Na rua, vi esse jovem maltrapilho cansado e faminto. Então, com pena do estado dele, eu o trouxe para casa. Dei a ele aquela refeição que eu havia preparado para você ontem. Como você chegou tarde e satisfeito com o tira-gosto do boteco e não comeu, eu guardei o jantar na geladeira, lembra-se? Ele estava descalço, então dei a ele, aquele seu par de sapatos que, como foi minha mãe que te deu, você nunca usou.

E continuou aumentando o tom de voz:

— Ele estava com sede e eu servi aquele vinho que estava guardado para aquele sábado que você prometeu mas que nunca chega pois, num dia é futebol, no outro truco, no outro pescaria. As calças estavam rasgadas, dei-lhe aquele seu jeans semi-novo que ainda estava em perfeito estado, mas não cabia mais em você. Como ele estava sujo, aconselhei-o a tomar um banho, fazer a barba, então dei a ele aquela loção francesa novinha que você nunca usou, porque acha fedorenta. Daí, quando ele já ia embora, perguntou: "— Dona, tem mais nada que seu marido não esteja usando?"

— Nem respondi! Dei logo!

77
51
26

Astronomia

Um dia um cara passeava na rua tranquilamente quando um outro homem grita para ele:

— Fale astronauta!

E o homem não entendeu e começou a pensar :

— Bom se astronauta vem de astronomia, o mia vem do gato, o gato come rato, o rato come o queijo, o queijo vem do leite, o leite vem da vaca, a vaca é a fêmea do boi e o boi tem chifre... Puts, o cara me chamou de corno!

33
20
13

Dono da Barbearia

O português, dono da barbearia, comprou um carro e chegou em casa excitadíssimo:

— Mulher, mulher — foi logo dizendo. — Você não acredita, fui dar uma voltinha de carro e descobri que a cidade inteira me conhece!

— Oh, Joaquim, como você quer que eu acredite, se moramos numa cidade tão grande!

— Então, venha dar um passeio comigo!

E foram os dois. O português dirigia mal pra cacete e vira e mexe dava uma fechada em algum sujeito.

— Barbeiro! — gritava o sujeito irritado!

— Viu, Maria! Como eu não estava mentindo — dizia Joaquim acenando para o outro motorista.

Mais adiante outra fechada!

— Seu Barbeiro!

— Tudo bem? — cumprimentava Joaquim!

De repente ele deu uma fechada feia em um outro carro e por pouco não bateu:

— Seu Barbeiro, filho da puta! — xingou o motorista.

— Esse daí — comentou Maria — conhece até a sua mãe!

58
47
11

Quatro Filhos

O sujeito tinha quatro filhos, três bonitos, fortes e saudáveis e um, o mais novo, que se chamava Josias e era mirradinho, raquítico, todo estropiado. Viveu a vida toda, desconfiando da mulher, mas nunca tivera coragem de tocar no assunto, porém, já em seu leito de morte, desabafa:

— Meu amor... eu gostaria de saber se o Josias é realmente meu filho.

— Querido...

— Por favor, não minta pra mim. Se não for, não tem problema... eu te perdôo desde já. Eu só queria saber a verdade...

— Sim, querido. — responde a mulher. — Você é o pai de Josias sim, juro por tudo o que é mais sagrado...

— Puxa, que bom ouvir isso... — solta o seu último suspiro e morre.

E a esposa, aliviada:

— Ainda bem que ele não perguntou dos outros três!

125
100
25

Morte por Justa Causa

São Pedro estava selecionando a entrada das pessoas ao céu e só entrava quem tivesse uma morte por justa causa. Enquanto isso na Terra:

Zé chega em casa preocupado, desconfiando que sua mulher esta lhe traindo. Vai até a área de serviço e vê um homem dependurado na varanda. Pisa sobre suas mãos fazendo com que o coitado caia, do 10º andar do prédio. Olha o homem estirado no chão, mas, não contente com o feito, arrasta a sua geladeira até a varanda e empurra a mesma fazendo com que ela caísse sobre o tal... Por fim se mata. Neste momento no céu chega Zé.

São Pedro pergunta:

— Como você morreu?

— Bem desconfiei que a minha mulher estava me traindo, e ao chegar em casa peguei o vagabundo dependurado na lavanderia. Derrubei-o. Após cair o vagabundo ainda teve coragem de levantar os braços, dizendo:

— O meu é maior que o seu!

Após isso joguei nossa geladeira por cima do mesmo.

São Pedro disse:

— Entre.

Neste instante entra outro.

São Pedro:

— E você senhor como morreu?

— Bem eu estava limpando as vidraças do prédio onde trabalho, e por acidente me desprendi de meus equipamentos de segurança e fui despencando prédio abaixo ate conseguir me segurar em uma mureta, na lavanderia de um "louco", que ao chegar e me ver ali, pisou sobre as minhas mão, me derrubando do 10º andar do prédio. Me "espatifei" sobre a calçada. Ao perceber que estava vivo, ergui minhas mãos ao céu, agradecendo a Deus. Mas, depois disso não vi mais nada, porque uma geladeira foi atirada em mim, pelo mesmo senhor que me derrubou.

São Pedro:

— Entre, entre!

Chega um homem pelado, e tremendo de frio.

São Pedro, pergunta:

— E você, como morreu, me conte?

— Ah... sei lá... eu estava dentro de uma geladeira.

14
-10
24

Vovô e a Empregada

Certa noite a vovó acorda com uns ruídos estranhos e olha do lado da cama e não vê o vovô gordo. Ela acha estranho e vai dar uma volta para ver onde esta o velhote.

Após procurar o velho por quase toda a casa ela se dirige em direção ao quarto da empregada e quando já ia chegando a porta ela vê os sapatinhos do velho no chão. Nesse momento ela solta um berro:

— O que que é isso?

A então empregada responde:

— Não sei... antes ele vinha de pé no chão!

86
61
25

Corno Manso

Toda tarde, quando ele saía do trabalho e ia para o ponto de ônibus, passava um desconhecido de automóvel e gritava:

— Ei, corno manso!

Depois de uma semana, o insultado começa a desconfiar e pede explicações à mulher.

— Não se preocupe, meu bem. É algum louco que faz isso em tudo quanto é ponto de ônibus.

No dia seguinte, o desconhecido do automóvel repete o insulto, com um acréscimo:

— Ei, corno manso! E, além de corno, fofoqueiro!

47
30
17

Procurando o Amante

Desconfiadíssimo da mulher, o homem chegou em casa mais cedo e começou a procurar, de arma na mão.

Abriu a porta do armário e deu de cara com o amante dela:

— O que você está fazendo aí?

— Eu vim dedetizar o armário... As traças estão comendo todas as roupas!

— Mas pelado?

— Ih... Não falei? Já comeram a minha também!

34
22
12

Relações Durante o Dia

O pesquisador pergunta à dona-de-casa:

— A senhora costuma ter relações durante o dia?

— Sim, pelo menos três vezes por semana.

— E durante o ato fala com seu marido?

— De jeito nenhum. Ele não gosta que eu fique ligando para o escritório dele.

25
15
10

Surprendendo a Mulher

Ao voltar inesperadamente de uma viagem, aquele marido surpreendeu sua mulher na cama, nua, nos braços de um desconhecido.

Indignado, sacou o revólver e já ia fuzilar o intruso, quando a mulher interveio:

— Não atire, Fernando! Você quer matar o pai de seus próprios filhos?

31
15
16

Barbeiro Corno

Da porta da barbearia, o freguês grita para o barbeiro:

— Vicente, acabo de ver tua mulher com outro homem!

Imediatamente o barbeiro corre até sua casa, que fica ali perto. Pouco depois, regressa, reclamando:

— Perdi tempo à toa. Ela não estava com outro. Estava com o mesmo de sempre.