Piadas de Crianças

Tarde tranquila. A mãe a costurar e a cantar uma terna canção de Roberto Carlos. Aqui, acolá ela corta um pedaço de pano. Corta e costura. Ao lado está a pequerrucha Mariazinha, filha única e mimada, entretida com papel e lápis a desenhar figuras. O tempo passa e passa. A certa altura, a mãe pede a Mariazinha que lhe mostre os desenhos. Ela mostra os desenhos e a mãe toma um grande susto. Um susto tremendo. O que a mãe vê lhe causa uma terrível decepção, um verdadeiro choque. Os desenhos retratam claramente o famoso passaralho ou, para os mais sensíveis, um falo, o símbolo da virilidade: duas bolas e, saindo dentre elas, uma haste. A mãe não acredita no que vê. Como é que uma criancinha tão inocente começa, de repente, a desenhar essas coisas? Ela se controla o mais que pode e pergunta:

— Onde é que você viu isso, Mariazinha?

— Na sua mão, mãezinha.

— O quê??? O que você anda aprontando sua...

A mãe perde o controle. Mulher virtuosa e conhecedora de seu papel de mãe, ela não admite comportamentos indecentes. Desde cedo tem de impor respeito e dignidade à família. Aplica uma bem merecida surra na Mariazinha. Surra, castigo em pé no canto da parede, uma semana sem ver televisão e sem a mesada.

— Quando seu pai chegar você vai ter uma conversinha com ele.

Pobre Mariazinha! Ela chora, soluça desconsolada sem entender direito a gravidade de seus estranhos desenhos. A tarde passa devagar. E a Mariazinha em pé, já cansadinha, a coitada. E chorando aquele triste choro entrecortado de soluços. Como a tarde passa devagar.

Chega finalmente a noite e o pai volta do trabalho. A mãe vai falar com ele e diz para ele ter uma conversa muito séria com a filha. Já é tempo. Envergonhada, não mostra sequer os desenhos: o pai que pergunte à filha.

— O que é que você estava desenhando, Mariazinha? — pergunta o pai.

— A tesoura da mamãe...

28
15
13

Na maternidade, dois bebês deitados lado a lado conversam. O menino pergunta:

— Você é um menino ou uma menina?

— Sei não. Acabei de nascer.

— Vamos ver o que você é. Baixe um pouco o lençol.

— Não! Que isso?

— Só um pouquinho.

— Não!

— Só um pouquinho. Ninguém tá vendo.

— Não. Nem pensar.

— Deixa eu ver, deixa.

— Tá bem. Tá bem. Mas só um pouquinho.

— Assim não dá pra saber. Baixa mais, baixa.

— Você tem certeza de que não vem ninguém?

— Tenho, sim.

— E aquela enfermeira ali?

— Tá dormindo. Baixa mais, baixa. Só um pouquinho, baixa.

— Assim?

— Ah, é uma menina. Os sapatinhos são cor de rosa...

52
40
12

Dois irmãos estavam brigando. Discutiam alto e trocavam ofensas. Até que o mais velho dá um tapa na orelha do mais novo, que grita:

— Filho da puta!

O mais velho, indignado, pergunta:

— Nossa mãe é puta? Hein? Nossa mãe é puta? Seu filho duma égua!

35
12
23

O professor de ciências era muito bravo. Um dia ele levou para a aula uma pata de um pássaro. Apontou para um aluno e perguntou:

— Olhando esta pata de pássaro responda-me: qual é a família, gênero e espécie do animal?

— Como é que eu vou saber isso tudo com uma pata?

— Seu ignorante — gritou o professor. — Você está suspenso!

E pegando uma caneta e um papel, perguntou ao menino:

— Qual é o seu nome completo?

O menino estendeu a mão para o professor e disse:

— Adivinha!

68
55
13

Um homem vai ao quarto de seu filho para dar-lhe boa noite e percebe que garoto está tendo um pesadelo. O pai o acorda e pergunta-lhe se ele está bem. O filho responde que está com medo porque sonhou que a tia Suzana havia morrido. O pai garante que tia Suzana está muito bem e manda-o de novo para a cama.

No dia seguinte a tia Suzana morre.

Uma semana depois, o homem volta ao quarto de seu filho para dar-lhe boa noite. O garoto está tendo outro pesadelo, e desta vez diz que sonhou que a avô havia morrido.

No dia seguinte o vovô morre.

Uma semana depois, o homem vai de novo ao quarto de seu filho para dar-lhe boa noite. O garoto está tendo outro pesadelo. Desta vez o filho responde que sonhou que o papai havia morrido. O pai garante que está muito bem e manda-o de novo para a cama.

No dia seguinte ele está apavorado. Tem certeza de que vai morrer. Sai para o trabalho e dirige com o maior cuidado para evitar uma colisão. Não almoça com medo de veneno; evita as pessoas, com medo de ser assassinado, tem um sobressalto a cada rua... Ao voltar para casa, ele encontra sua esposa e diz:

— Meu Deus... Tive o pior dia de minha vida!

E ela responde, toda chorosa:

— Você acha que o seu foi pior... E o meu chefe, que morreu hoje de manhã assim que chegou ao escritório!

33
26
7

O filho pequeno pergunta ao pai:

— Pai, qual é a diferença entre a riqueza e a pobreza?

— Ah! meu filho — suspira o pai.

— A riqueza é o caviar, é o champanhe, são as mulheres. A pobreza é a carne de segunda, é a cachaça e a tua mãe.

30
8
22

Um menino chamou o pai no meio da noite e disse:

— Pai, tem muitos mosquitos no meu quarto!

— Apague a luz que eles vão embora!

Logo depois apareceu um vaga-lume. O menino chamou o pai outra vez:

— Pai, socorro! Agora os mosquitos estão vindo com lanternas!

49
33
16

Um garoto de 12 anos entra num bordel arrastando um gato morto por um barbante. Coloca uma nota de 50 no balcão e diz:

— Quero uma mulher!

A cafetina, olhando para ele, responde:

— Você não acha que é um pouco jovem para isso?

Ele baixa uma segunda nota de 50 no balcão e repete:

— Quero uma mulher!

— Tá certo, — responde ela. — Senta aí que vem uma dentro de meia hora.

Ele põe outra nota de 50:

— Agora! E ela tem que ter gonorréia!

A cafetina pergunta por que, mas ele saca mais uma nota de 50 e repete:

— Gonorréia!

Alguns minutos depois chega uma mulher...

Eles sobem a escada — ele arrastando o gato morto. No quarto ela faz seu trabalho... quando eles estão saindo, a cafetina pergunta:

— Tudo bem, mas por que você queria alguém com gonorréia?

— Quando eu voltar para casa, vou transar com a babá, e quando o papai voltar para casa, ele vai levar a babá para casa dela e vai transar com ela. Quando ele voltar para casa, vai transar com a mamãe, e amanhã de manhã, depois que o papai sair para o trabalho, a mamãe vai transar com o leiteiro... aquele filho da puta que atropelou meu gato!

34
20
14

Uma mulher, de táxi, com a filha de 11 anos, andam à noite. No caminho, a menina vê mulheres rodando bolsinha.

— Mãe,o que aquelas mulheres estão fazendo?

— Esperando seus maridos saírem do trabalho.

O taxista rindo diz:

— Fale a verdade para a garota... Elas são prostitutas, estão esperando clientes que lhes paguem para fazer sexo!

Todos ficam calados até que a menina pergunta:

— Aquelas mulheres também tem filhos, mamãe?

— Claro filha... Como você acha que nascem os taxistas?

69
57
12

Juquinha e Martinha estavam no quintal brincado, ate que o Juquinha teve uma idéia:

— Martinha vamos brincar de que levanta a perna mais alto?

A Martinha topou na hora, e la estão eles, primeiro foi o Juquinha, e depois foi a Martinha...

— Eu ganhei Juquinha, eu levantei a perna mais alta, porem a Martinha estava com saia e sem calcinha...

— Isso não vale, você trapaceou quando você abriu a perna eu vi uma dobradiça.

44
18
26