Piadas de Crianças

Um menino chamou o pai no meio da noite e disse:

— Pai, tem muitos mosquitos no meu quarto!

— Apague a luz que eles vão embora!

Logo depois apareceu um vaga-lume. O menino chamou o pai outra vez:

— Pai, socorro! Agora os mosquitos estão vindo com lanternas!

52
35
17

Um garoto de 12 anos entra num bordel arrastando um gato morto por um barbante. Coloca uma nota de 50 no balcão e diz:

— Quero uma mulher!

A cafetina, olhando para ele, responde:

— Você não acha que é um pouco jovem para isso?

Ele baixa uma segunda nota de 50 no balcão e repete:

— Quero uma mulher!

— Tá certo, — responde ela. — Senta aí que vem uma dentro de meia hora.

Ele põe outra nota de 50:

— Agora! E ela tem que ter gonorréia!

A cafetina pergunta por que, mas ele saca mais uma nota de 50 e repete:

— Gonorréia!

Alguns minutos depois chega uma mulher...

Eles sobem a escada — ele arrastando o gato morto. No quarto ela faz seu trabalho... quando eles estão saindo, a cafetina pergunta:

— Tudo bem, mas por que você queria alguém com gonorréia?

— Quando eu voltar para casa, vou transar com a babá, e quando o papai voltar para casa, ele vai levar a babá para casa dela e vai transar com ela. Quando ele voltar para casa, vai transar com a mamãe, e amanhã de manhã, depois que o papai sair para o trabalho, a mamãe vai transar com o leiteiro... aquele filho da puta que atropelou meu gato!

35
21
14

Uma mulher, de táxi, com a filha de 11 anos, andam à noite. No caminho, a menina vê mulheres rodando bolsinha.

— Mãe,o que aquelas mulheres estão fazendo?

— Esperando seus maridos saírem do trabalho.

O taxista rindo diz:

— Fale a verdade para a garota... Elas são prostitutas, estão esperando clientes que lhes paguem para fazer sexo!

Todos ficam calados até que a menina pergunta:

— Aquelas mulheres também tem filhos, mamãe?

— Claro filha... Como você acha que nascem os taxistas?

70
58
12

Juquinha e Martinha estavam no quintal brincado, ate que o Juquinha teve uma idéia:

— Martinha vamos brincar de que levanta a perna mais alto?

A Martinha topou na hora, e la estão eles, primeiro foi o Juquinha, e depois foi a Martinha...

— Eu ganhei Juquinha, eu levantei a perna mais alta, porem a Martinha estava com saia e sem calcinha...

— Isso não vale, você trapaceou quando você abriu a perna eu vi uma dobradiça.

44
17
27

Padre recém chegado na paroquia do interior encontra na estrada uma menina de uns seis anos, puxando uma vaca.

- Onde vai, minha menina?

- Vou levar a vaca para cruzar com o touro do Seu Zé.

O padre escandalizado, imaginando a cena que a menina iria ver, tentou demove-la:

- Será que seu pai não poderia fazer isto?

- Não. Tem que ser com o touro mesmo...

63
50
13

Mariazinha, uma garota muito levada, já havia se deitado para dormir quando percebeu que estava com sede. Com sede e com preguiça de se levantar. A saída foi pedir à mãe.

— Mãnheeeêêê! Me traz um copo d'água.

Era a hora da novela e a mãe fez que não ouviu nada. Mariazinha insistiu.

— Mãnheeeêêê! Me traz um copo d'água.

E nada. Novamente, a mãe fez que não ouviu. Mas a sede era tão grande quanto a preguiça de se levantar da cama.

— Mãnheeeêêê! Me traz um copo d'água.

— Se levante e vá beber na cozinha, Mariazinha.

Mais algum tempo e...

— Mãnheeeêêê! Me traz um copo d'água.

— Ó Mariazinha, se você continuar insistindo, eu vou aí lhe dar umas palmadas.

— Mãe, quando você vier me dar umas palmadas, você me traz um copo d'água?

63
46
17

O menino estava perdido no meio do deserto quando encontrou uma lâmpada maravilhosa. Apanhou a lâmpada e, sabendo o que tinha de fazer, friccionou-a três vezes. Como era esperado, de dentro da lâmpada saiu o gênio que lá estava guardado havia centenas de anos.

— Pois não, meu amo e senhor — disse o gênio. — Qual o vosso pedido?

— Quero ir pra casa.

— Então vamos - disse o gênio enquanto pegava na mão do garoto e saíam andando.

— Não. Assim não. Eu quero chegar rápido, seu Gênio.

— Tá bem. Então vamos correr.

31
-5
36

Um garoto entra no armazém e pede ao vendedor:

— Me dá um tubo de tinta spray preta.

O vendedor não pode vender tinta spray a menores de idade e pergunta ao garoto:

— Pra que você quer essa tinta?

— É pra pintar uma cadeira.

— Cadê a cadeira?

O garoto não tem cadeira nenhuma pra pintar e sai puto da vida. No outro dia, ele volta ao armazém e pede ao vendedor um tubo de tinta spray amarela. O vendedor repete a mesma pergunta:

— Pra que você quer essa tinta?

— É pra pintar uma cadeira.

— Cadê a cadeira?

Mais uma vez o garoto fica puto da vida e vai embora. No dia seguinte, ele volta ao armazém com um saco na mão. Chama o vendedor e diz:

— Vê o que é que tem aí dentro.

O vendedor, curioso, põe a mão dentro do saco e fala:

— Hum... o que é isso? Pastoso, meio morno...

— Me dá um rolo de papel higiênico.

23
4
19

O pai conversa com o filho. É uma dessas conversas sérias, de homem pra homem. E finaliza:

— Espero que você tenha entendido tudo o que eu lhe falei, meu filho, porque um pai que não se comunica, não se faz entender por seu filho é um verdadeiro ignorante, um estúpido. Entendeu?

— Não, papai.

21
-17
38

No berçário, o menininho assedia a menininha:

— Olá, você vem sempre aqui?

— Só quando eu nasço!

— Eu também! — e pouco depois: — Eu sou um menino!

— Como você sabe?

— Espera só a enfermeira sair que eu te mostro.

Assim que a enfermeira sai:

— Pronto, ela já saiu — diz a menina. — Agora me mostra como você descobriu que é um menino!

O menino levanta a coberta e diz:

— Olha aqui pra baixo...

— Tô olhando, o que é que tem?

— Tá vendo meu sapatinho? É azul!

95
71
24

A menina pergunta para a mãe:

— Mãe, posso dar banho no gato?

A mãe responde:

— Pode, mas cuidado porque ele não gosta de água, minha filha.

Depois que a menina deu banho no gato, ela disse pra mãe:

— Mãe! O gato morreu!

— Você sabia que ele não gostava de água! — disse a mãe.

A filha explicou:

— Mas não foi a água que matou o gato! Foi na hora de torcer ele!

95
56
39

O menino está passeando com o pai quando vê um casal de cães acasalando no meio da rua. Estranhando o comportamento dos animais, e com a curiosidade normal das crianças, ele pergunta ao pai o que a dupla canina está fazendo.

— Bem... Eles estão fabricando um cachorrinho. — explica o pai, que é do tipo moderno e não gosta de ficar enrolando.

Naquela mesma noite, o garotinho entra no quarto dos pais e os encontra em pleno ato de amor. Diante da pergunta inevitável e, para manter a coerência, o pai responde:

— Estamos fabricando um irmãozinho para você, meu filho...

O garoto corta na hora:

— Ah, não, pai! Então bota a mamãe naquela outra posição, porque eu prefiro ganhar um cachorrinho!

61
45
16

João era um menino pobre que mandou uma carta para Papai Noel. Assim que a carta chegou ao correio, os funcionários, sem terem para quem mandar a carta, resolveram abri-la. Nela, João dizia que não queria presentes e sim R$ 200,00 para comprar remédios para sua mãezinha que estava muito doente. Disse também que era pobre, porém trabalhador, e que tinha sido um bom menino durante o ano.

O pessoal do correio, sensibilizado com tamanha pureza, fez uma vaquinha e, cata daqui, pede de lá, angariou R$ 100,00, que foram enviados a João em nome de Papai Noel. Passado algum tempo, eis que chega uma outra carta de João para Papai Noel. A carta dizia: "Caro Papai Noel, muito obrigado pelo dinheiro que o senhor me mandou. Minha mãe já está melhor e manda agradecer. Gostaria apenas de lhe pedir um favor: da próxima vez que o senhor mandar dinheiro para mim, entregue diretamente no meu endereço, pois aqueles filhos da mãe do correio passaram a mão em metade da minha grana!"

112
77
35

O garotinho estava fazendo xixi na praça, quando o guarda, bem humorado, falou:

— Não faz xixi aí não, menino, senão corto fora seu piupiu.

O menino saiu correndo e, quando chegou do outro lado da praça, deu de cara com uma menininha da sua idade, também fazendo xixi.

Ele olhou pra menininha e exclamou assustado:

— Minha nossa! Esse guarda não brinca em serviço!

97
77
20