Os Vigaristas

Definindo Regras no Casamento

105
64
41

Após uma longa e caliente lua de mel o maridão todo cheio de nove horas diz para a esposa:

— Querida, nossa lua de mel foi uma maravilha, mas existem algumas regras que você deve saber e respeitar para termos o nosso casamento feliz.

— Ok. Querido! Quais são as regras?

— Bem, nas segundas e quartas, eu tenho um compromisso sagrado: eu saio para jogar futebol com os amigos. Eu já faço isso há anos com a mesma turma da faculdade, não vai nenhuma mulher e com casamento ou sem casamento eu vou!

— Ok. Meu amor! Tudo bem!

— Bem, nas terças e quintas, eu tenho um outro compromisso sagrado: eu saio para ir a sauna com os amigos. Eu já faço isso há anos, com alguns amigos.

Não vai nenhuma mulher e com casamento ou sem casamento eu vou!

— Ok. Meu amor! Tudo bem!

— Nas sextas-feiras eu tenho um compromisso quase profissional: eu saio para tomar cerveja com o pessoal do escritório. É o lado social do nosso trabalho... você sabe como é! Eu já faço isso há anos...

Não vai nenhuma mulher e com casamento ou sem casamento eu vou!

— Ok. Meu amor! Tudo bem!

— Poxa! Que bom que você entendeu tudo direitinho!

Encontrei a mulher certa! A minha turma vai ficar morrendo de inveja da minha sorte!

— Vamos nos dar muito bem, querida...

Quando ela faz um aparte...

— Espere um pouquinho meu amor! Eu também tenho uma regra que eu quero continuar seguindo, é apenas uma, e depende muito de você!

— E qual é, meu amor?

— Todas as noites, com marido ou sem marido, eu transo!