Diproma

71
49
22

O velho fazendeiro do interior de Minas está em sua sala, proseando com um amigo, quando um menino passa correndo por ali.

Ele chama:

— Diproma, vai falar para sua avó trazer um cafezinho aqui pra visita!

E o amigo estranha:

— Mas que nome engraçado tem esse menino! É seu parente?

— É meu neto! Eu chamo ele assim porque mandei a minha filha estudar em Belzone e ela voltou com ele!