Os Vigaristas

Dor nos Dias de Chuva

Uma anã vai a uma consulta ginecológica. O médico pergunta em que podia ajudar.

— Bem doutor... Na verdade não sei como dizer... Mas cada vez que chove a minha vagina dói.

— Dói? Mas como?

— Ah, doutor, ela dói, arde, fica avermelhada...

— Bem. Suba na cama ginecológica que eu vou examiná-la.

O médico observa atentamente e diz-lhe:

— Na verdade não encontro nada de anormal... Mas como é a dor?

— É uma dor muito intensa. O interessante é que sint o somente quando chove...

— Bem, lhe recomendaria que venha num dia de chuva, assim posso fazer um diagnóstico mais preciso.

Passam-se 15 dias e numa tarde chuvosa aparece no consultório novamente a anã.

— Ai, doutor. Não aguento mais de dor! Hoje, que está chovendo, está doendo muito novamente!

O médico olha e manda-a deitar-se na cama ginecológica. Coloca um lençol entre as pernas, agarra uma tesoura e começa a trabalhar.

Depois de cinco minutos diz-lhe para descer da maca:

— Como se sente?

A anã caminha um pouco e diz:

— Estou muito bem doutor, já não sinto nada. O que é que o senhor fez?

— Nada de mais, só cortei um pouco o cano das botas de borracha.

90
17
73