Piadas de Escola

A escola leva os seus alunos até uma delegacia para que os alunos aprendam como a polícia trabalha.

Joãozinho vê um cartaz com várias fotos dos assaltantes mais procurados. Ele aponta para uma das fotos e pergunta ao policial:

— Esse bandido é realmente perigoso?

— É sim, filho — responde o guarda. — Os investigadores estão caçando-o já faz oito meses.

Joãozinho responde:

— Por que vocês não o prenderam quando tiraram a foto?

17
8
9

A professora numa sala de escola estadual , onde haviam crianças de todas as classes sociais, ensinava o uso da expressão "é óbvio". Explicou, explicou, e então começou a pedir que os alunos dessem exemplos em voz alta para a classe:

Primeiro, Albert, menino rico da classe alta deu seu exemplo:

— Hoje, quando acordei, olhei para o estacionamento, e vi que apenas a BMW estava estacionada... então, "é óbvio" que papai foi trabalhar com a Ferrari...

Depois, foi a vez de Carlinhos, menino de classe media da cidade:

— Hoje na hora do almoço, vi que tinha apenas um ovo na frigideira, pensei: "é óbvio" que todo mundo já almoçou, só sobrou meu ovo...

Então, pra terminar, Joãozinho, que morava na favela, deu seu exemplo:

— Ontem de noite, depois que minha mãe acabo de cumê os bagaço das laranja que sobrô do almoço, ela pegô o jornal e foi pro banheiro. Aí eu pensei cumigo: "é óbvio" que ela vai cagá, ela num sabe lê...

76
66
10

O garoto saía da escola atropelando os colegas, quando um monitor o abordou:

— Por que você está com tanta pressa, Joãozinho?

— É que acabei de receber o boletim e estou cheio de nota vermelha! Vou levar pra minha mãe e ela vai me dar umas boas palmadas!

— E você corre assim pra levar palmadas? — pergunta o monitor.

— É que se eu demorar, meu pai chega em casa e a mão dele é muito mais pesada!

27
17
10

Muito irritado após ir à reunião de pais e professores no colégio, o pai reclama com o filho:

— Eu faço um sacrifício enorme pra pagar a sua escola e a professora me conta que de 20 alunos da sala você é o pior. O pior!

— Pô, a situação podia ser pior né, pai!

— Pior? Como assim?

— É... A sala podia ter 40 alunos!

12
5
7

A garotinha chega da escola em prantos.

— Mamãe, mamãe, sniff... sniff...

— O que foi, minha filha?

— Hoje... na escola... me puseram de castigo... sniff...

— De castigo? Por quê?

— Por uma coisa... sniff... que eu não fiz...

— Mas isso é um absurdo! Vamos lá, vou falar já com a diretora.

E pega a mão da menina e arrasta-a para fora da casa. Na rua, vendo a filha um pouco mais calma, pergunta:

— E o que foi que você não fez, minha filha?

— A lição de casa...

17
7
10

Na escola, Joãozinho recebe seu boletim:

— Tá aqui, Joãozinho... Você foi muito mal esse ano, hein!

O garoto vê suas notas e começa a chorar, entra em prantos. A professora, não agüenta mais o menino chorando, e diz:

— Não chora, porque menino que chora fica feio quando cresce!

O moleque então responde:

— Ô fessora, a senhora deve ter sido uma péssima aluna, hein!

23
3
20

O menino chega da escola chorando e fala para mãe:

— Mãe me xingaram de cabeçudo!

— Filho você não é cabeçudo, não se preocupe.

No dia seguinte o menino chega em casa chorando novamente e diz:

— Mãe me xingaram de cabeçudo!

— Já te falei filho, sua cabeça e normal.

Um tempo depois a mãe chama o filho e pede:

— Filho vá la na fera e compra uma melancia, um melão, tomate, laranja, banana...

— Tá bom, mas mãe, onde eu vou levar tudo isso?

— Ah filho, leva o seu bonezinho.

27
0
27

Todo dia o Joãozinho chegava com alguma coisa nova na escola e os amiguinhos comentavam:

— Mochila nova, Joãozinho?

— É, minha mãe pode!

— Tenis novo, Joãozinho?

— É, minha mãe pode!

— Relógio novo, Joãozinho?

— É, minha mãe pode!

Até que um dia um amiguinho perguntou:

— Qual o nome da sua mãe, Joãozinho?

— Pátima...

19
-28
47

Joãozinho chega da escola e vai direto à geladeira pegar sorvete. Sua mãe entra na cozinha e dá uma bronca:

— Nada disso, Joãozinho. Isso não é hora de tomar sorvete. Está quase na hora do almoço. Vá lá fora brincar.

— Mas, mamãe, não tem ninguém para brincar comigo!

A mãe não entra no jogo dele e diz:

— Tá bom, então eu vou brincar com você. Do que é que nós vamos brincar?

— Quero brincar de papai e mamãe.

Tentando não mostrar surpresa, ela responde:

— Tá certo. O que é que eu devo fazer?

— Vá para seu quarto e deite-se.

Ainda pensando que vai ser bem fácil controlar a situação, a mãe sobe as escadas. Joãozinho vai até o quartinho, pega um velho chapéu do pai, encontra um toco de cigarro num cinzeiro e o coloca no canto da boca. Sobe as escadas e vai até o quarto da mãe.

A mãe levanta a cabeça e pergunta:

— E o que eu faço agora?

Com um jeito autoritário, Joãozinho diz:

— Desça e dê sorvete ao garoto!

56
50
6

Joãozinho ia ser examinado pela professora em prova oral, e a professora, que era nova na escola, iria ser observada pelo diretor. Sentam-se a Professora e o Joãozinho, um de frente para o outro, e o Diretor ficou em pé, atrás do menino. A professora pergunta:

— Joãozinho, o que D. Pedro I disse quando proclamou a independência do Brasil? — Enquanto isso a professora derruba o lápis no chão, e abaixa-se para pegar.

Quando a professora se levanta, pergunta:

— E, então, Joãozinho o que ele disse?

— Hummm... peitinhos maravilhosos!

— Não é nada disso! Zero! — diz a professora, nervosa.

Joãozinho vira-se pro diretor:

— Pô, cara! Se não sabe... não sopra!

82
73
9

Joãozinho volta da escola e pergunta a sua mãe se ele pode levar a cachorra para passear.

— Você não pode — responde a mãe — ela está no cio.

— O que é cio? — pergunta Joãozinho.

— Seu pai está na garagem. Pergunte a ele — se livra a mãe.

— Papai! Eu quero levar a cachorra para passear, mas a mamãe disse que eu não posso porque ela está no cio. O que é isso?

O pai está limpando ferramentas com gasolina. Ele pega um pano, molha-o com a gasolina e o esfrega no traseiro da cachorra.

— Não se preocupa com isso, filho — diz o pai a Joãozinho. — Isso resolve o problema.

Depois de uns vinte minutos Joãozinho volta para casa sem a cachorra.

— Onde está a cachorra? — pergunta o pai.

— Ela ficou sem gasolina no fim da rua — responde Joãozinho. — Mas não se preocupe. O cachorro do vizinho está rebocando ela para casa!

32
22
10

Uma loira rica resolve aprender a pilotar helicópteros. Ela se inscreve em uma escola de pilotagem. Após as aulas teóricas e práticas, ela realiza o primeiro vôo sozinha, com o instrutor monitorando da torre de controle.

Segundos após decolar da sua primeira vez, a loira diz pelo rádio:

— Quem é que disse que as loiras são burras e não são capazes de aprender o pilotar? Isso aqui é demais. Estou adorando!

Ela começa a ganhar altura, pega o rádio novamente, e avisa:

— Isto é maravilhoso! A vista é linda! Vou continuar subindo!

Instantes depois o instrutor ouve um estrondo e vê o helicóptero espatifado no chão. Ele sai correndo da torre de comando e, chegando no local da queda, consegue tirar a loira ainda viva do aparelho:

— Meu Deus, o que foi que aconteceu? — pergunta ele.

E a loira, meio zonza, balbucia:

— Sei lá... Estava esfriando muito. A única coisa que eu fiz foi desligar o ventilador!

50
29
21

Dia de prova na escola, todos os alunos tensos, entra na sala o professor de quem todos têm medo e diz:

— O horário de entrega das provas é até as dez em ponto. Ouviram? Dez em ponto! Depois disso não vou aceitar.

Apenas um aluno continua fazendo o exame depois das dez. Quando o professor está se preparando para ir embora, o aluno levanta e vai entregar a prova:

— Está aqui professor!

— Agora não vou aceitar mais!

— Como não?

— Eu deixei bem claro que só aceitaria provas até as dez horas.

— Professor... O senhor sabe com quem está falando?

— Não, não sei...

O aluno rapidamente coloca a sua prova no meio das outras e diz:

— Então, descobre!!!

34
21
13