Os Vigaristas

Estátuas de Dois Amantes

79
65
14

Afrodite, a deusa do amor, estava passando por uma praça quando viu estátuas de dois amantes, que quase se beijavam, mas não chegavam a fazê-lo. Comovida com a cena, ela disse:

— Esses dois devem estar nesta posição há mais de cem anos e nunca chegaram a se beijar. Preciso fazer algo por eles!

Então ela aproximou-se das estátuas e, usando seus poderes, as transformou em seres humanos e disse-lhes:

— Vocês têm uma hora como humanos para fazerem o que bem quiserem... Depois disso se transformarão em estátuas novamente. Por isso, aproveitem!

Afrodite viu, com satisfação, que os amantes foram correndo para a moita mais próxima e ficaram lá por dez, vinte, trinta minutos. A deusa do amor, então, não podendo se conter de curiosidade, foi até a moita para ver o que os dois estavam fazendo. Ao chegar lá, viu os dois agachados, cheios de entusiasmo. O homem, muito excitado, falava para a sua companheira:

— Vamos! Agora é a sua vez! Eu seguro o pombo e você caga em cima dele!