Piadas de Freira

Um grupo de freiras morreu e foi para o céu. Nos portões do Paraíso, um anjo se revelou e falou para as mulheres:

- Irmãs, antes de passarem pelos portões, devo pedir-lhes somente uma coisa: que lavem com água benta cada parte do corpo que, enquanto estiveram no mundo carnal, encostaram nas partes íntimas de um homem.

Depois de alguns murmúrios, as freiras começaram: uma lavava a mão - "Esbarrei sem querer", dizia ela. Logo em seguida, outra lavava o abdômen, usando o mesmo argumento. De repente, uma freira gritou:

- Eu quero ir antes da Maria Antônia! Eu quero ir antes da Maria Antônia!

- Por que isso, irmã? - perguntou o anjo.

- É que eu quero fazer gargarejo antes que ela enfie a bunda.

187
122
65

Duas freiras saíram do convento para vender biscoitos. Uma conhecida como Irmã Matemática e a outra como Irmã Lógica.

Irmã Matemática: Está ficando escuro e nós ainda estamos longe do convento!

Irmã Lógica: Você reparou que um homem está nos seguindo há uma meia hora?

Irmã Matemática: Sim, o que será que ele quer?

Irmã Lógica: É lógico! Ele quer nos estuprar.

Irmã Matemática: Oh, não! Se continuarmos neste ritmo ele vai nos alcançar, no máximo em 15 minutos. O que vamos fazer?

Irmã Lógica: A única coisa Lógica a fazer é andarmos mais rápido!

Irmã Matemática: Não está funcionando.

Irmã Lógica: Claro que não! Ele fez a única coisa lógica a fazer, ele também começou andar mais rápido.

Irmã Matemática: E agora, o que devemos fazer? Ele nos alcançará em 1 minuto!

Irmã Lógica: A única coisa lógica que nos resta fazer, é nos separar! Você vai para aquele lado e eu vou pelo outro. Ele não poderá seguir-nos as duas, ao mesmo tempo.

Então, o homem decidiu seguir Irmã Lógica.

A Irmã Matemática chegou ao convento, preocupada com o que poderia ter acontecido à Irmã Lógica.

Passado um bom tempo, eis que chega Irmã Lógica.

Irmã Matemática: Irmã Lógica! Graças a Deus você chegou! Me conte o que aconteceu!

Irmã Lógica: Aconteceu o lógico. O homem não podia seguir-nos as duas, então ele optou por me seguir.

Irmã Matemática: Então, o que aconteceu?

Irmã Lógica: O lógico, eu comecei a correr o mais rápido que podia e ele correu o mais rápido que ele podia, também…

Irmã Matemática: E então?….

Irmã Lógica: Novamente aconteceu o lógico: ele me alcançou.

Irmã Matemática: Oh, meu Deus! O que você fez?

Irmã Lógica: Eu fiz o lógico: levantei meu hábito.

Irmã Matemática: Oh, Irmã Lógica! E o que o homem fez?

Irmã Lógica: Ele, também, fez o lógico: abaixou as calças.

Irmã Matemática: Oh, não! O que aconteceu depois?

Irmã Lógica: Não é lógico, Irmã Matemática? Uma freira com o hábito levantado consegue correr muito mais rápido do que um homem com as calças abaixadas!

143
76
67

O soldado chegou correndo a uma bifurcação e viu uma freira de pé ali. Sem respiração, ele pediu:

- Por favor, Irmã, posso me esconder sob seus trajes por alguns minutos? Eu explico depois.

A freira concordou. Logo em seguida, dois soldados chegaram correndo e perguntaram:

- Por favor, Irmã, você viu um soldado que passou correndo por aqui?

Ela respondeu:

- Ele foi por ali.

Depois que os policiais sumiram, o soldado engatinhou para fora do hábito da freira e disse:

- Eu não sei como lhe agradecer, pois eu não quero ir para o Iraque.

A freira respondeu:

- Eu posso compreender muito bem o seu medo.

O soldado acrescentou:

- Peço-lhe para não me considerar rude, ou impertinente, mas você tem um belo par de pernas.

A freira respondeu:

- Se você tivesse olhado um pouco mais para cima, teria visto um belo par de bolas, e percebido que eu também não quero ir para o Iraque.

119
83
36

Um casal de hippies estão sentados em um banco do parque, quando um par de freiras anda perto, um deles de muletas e com a maior parte de sua perna engessada. O mais extrovertido dos dois hippies pergunta:

- Oh, cara! O que aconteceu? Você está bem?

A freira mancando responde:

- Sim, meu filho. Eu escorreguei, caí na banheira e quebrei a tíbia. O médico disse que eu vou ter que ficar com o gesso por mais duas semanas.

- Bastante, hein, cara. Bem, boa sorte e, uh, Deus abençoe?

Ela responde:

- Obrigado, meu filho - , e elas continuam no seu caminho.

Quando eles estão fora do alcance da voz, o primeiro hippie pergunta ao outro:

- O que é uma banheira?

- Como eu poderia saber, cara? Eu não sou católico.

70
-72
142

Duas freiras estavam viajando quando a gasolina acabou e o carro parou na estrada. Para sorte delas, havia um posto de gasolina bem pertinho e elas foram até lá buscar um pouco de gasolina. As freiras explicaram o problema e pediram um balde com gasolina para botar no carro ali perto etc. e tal. O dono do posto foi procurar um balde e não encontrou nem balde, nem lata, nem nada. Só havia mesmo um penico velho .

— Se as senhoras não se incomodarem, eu boto a gasolina nesse penico. Ele não tá vazando e garanto que vai dar pro carro chegar até aqui no posto.

As freiras concordaram e levaram o penico com a gasolina. Quando elas estavam despejando a gasolina do penico no tanque do carro, foi passando um sujeito. Ele parou, ficou observando a cena, matutando e depois comentou com as freiras:

— Já vi gente com muita fé, mas desse jeito, não...

57
14
43

Um certo comandante de um certo navio já estava enojado ao ver o seu convés sujo de esperma dos marinheiros que se masturbavam em qualquer canto. Um belo dia ele tomou a decisão de proibir a punheta aleatória e baixou uma lei que todos os marinheiros só deveriam saciar a sua angustia em um tonel que ficaria no meio do navio e esse, depois de cheio seria lacrado e jogado ao mar. Não demourou mais que algumas horas para que o primeiro tonel estivesse completamente cheio e prontamente o lacraram e atiraram-no ao mar.

Algum tempo depois uma equipe de cientistas, padres e teólogos foram designados a esclarecer um mistério: em uma ilha-convento onde estavam enclausuradas centenas de freiras, onde não havia nenhum contato com o mundo exterior e onde era proibido o acesso de homens, quase todas as freiras pareceram grávidas. Chegando a ilha os cientistas interrogaram a Madre Superiora:

— Há quantos anos não entra um homem, além de nós nessa Ilha?

— Há quatro décadas senhores. — respondeu a Madre.

Os cientistas continuaram...

— Houve algum fato estranho, que chamasse a atenção nos últimos meses?

E a Madre:

— Nada que possa me lembrar... espere, houve sim... há poucos meses surgiu na práia um tonel lacrado cheio de parafina que acreditamos ter caído de algum navio cargueiro...

E o cientista perguntou-lhe:

— E o que foi feito com essa parafina?

Madre:

— Ora, velas!

48
19
29

Em São Paulo, um cara passou mal no meio da rua, caiu, e foi levado para o setor de emergência de um hospital particular, pertencente à Universidade Católica, e administrado totalmente por freiras.

Lá, verificou-se que teria que ser urgentemente operado no coração, o que foi feito com êxito.

Quando acordou, a seu lado estava a freira responsável pela tesouraria do hospital e que lhe disse prontamente:

— Caro senhor, sua operação foi bem sucedida e o senhor está salvo. Entretanto, um assunto precisa sua urgente atenção: como o senhor pretende pagar a conta do hospital? O senhor tem seguro-saúde?

— Não, Irmã.

— Tem cartão de crédito?

— Não, Irmã.

— Pode pagar em dinheiro?

— Não tenho dinheiro, Irmã.

— Em cheque, então?

— Também não, Irmã.

— Bem, o senhor tem algum parente que possa pagar a conta?

— Ah… Irmã, eu tenho somente uma irmã solteirona, que é freira, mas não tem um tostão.

E a freira:

— Desculpe que lhe corrija, mas as freiras não são solteironas, como o senhor disse. Elas são casadas com Deus!

— Magnífico! Então, por favor, mande a conta pro meu cunhado!

39
12
27

Um padre e uma freira estão viajando pelo interior do Canadá, e acabam ficando presos numa tempestade de neve. Ali perto há uma cabana, onde eles param para descansar. Eles estão exaustos e com muito sono. Na cabana há uma pilha de cobertores, um saco de dormir e apenas uma cama. Quando vão se preparar para dormir, o padre diz para a freira:

— Irmã, pode dormir na cama. Eu durmo no chão, dentro do saco.

Assim que ele fecha o zíper a freira diz:

— Padre, estou com frio.

Ele abre o saco, levanta, pega um cobertor e o coloca sobre a freira. E mais uma vez ele se enfia no saco, puxa o zíper e se prepara para dormir, quando a freira volta a falar:

— Padre, estou com muito frio.

Ele levanta, pega um outro cobertor, coloca-o sobre a freira e volta a tentar dormir. Apenas seus olhos se fecham e a freira se lamenta mais uma vez:

— Padre, estou com muuuuito frio...

Desta vez, ele permanece deitado e diz:

— Irmã, eu tenho uma ideia. Nós estamos aqui perdidos em algum ponto do Canadá, onde nunca ninguém vai saber o que aconteceu. Vamos fingir que somos casados?

A freira, toda animadinha, responde:

— Por mim, está bem!

Então o padre berra:

— Porra, mulher, te levanta de uma vez, pega essa merda de cobertor e não me enche o saco!

57
33
24

Um dia um padre e uma freira estavam cruzando o deserto como missionários de uma igreja, que atende os pobres. De repente o cavalo em que eles estavam cai morto no meio do deserto, e depois de dias perdidos no deserto sem água os dois entram em desespero:

— Padre e agora, estamos sem cavalo e sem água perdidos a dias, o que vamos fazer?

— O jeito é confessarmo-nos antes de morrer, nossos desejos de vida.

— É mesmo! E qual é o seu desejo padre?

— Sabe, eu nunca vi uma freira sem as vestes, eu gostaria de ver uma agora!

A freira para atender o pedido do padre fez um último sacrifício e tirou toda suas vestes e ficou completamente nua. E o padre só olhando e fala:

— Hum! E você irmã qual o seu desejo?

— Eu também nunca vi um padre pelado, eu gostaria de ver um agora!

E o padre retirou a suas vestes todo empolgado, e com seu membro erguido. A freira olha o meio das pernas do padre espantada e fala:

— Padre! O que é esse negócio grande no meio de suas pernas?

— Irmã, isso é um membro viril e que introduzido num buraco gera uma vida!

A freira toda empolgada:

— Então, o que está esperando, enfia logo no cu do cavalo, pra ver se ele ressuscita e tira agente daqui!

40
31
9

A madre superiora convoca as cem freiras do convento para uma reunião importante. Com a cara fechada, ela diz:

— Ontem foi cometido um pecado capital aqui no convento!

99 freiras:

— Oh, não!

Uma freira:

— Hi! Hi! Hi!

Madre superiora:

— Hoje eu encontrei uma cueca!

99 freiras:

— Oh, não!

Uma freira:

— Hi! Hi! Hi!

Madre superiora:

— Encontrei também um preservativo!

99 freiras:

— Oh, não!

Uma freira:

— Hi! Hi! Hi!

Madre superiora:

— E foi usado!

99 freiras:

— Oh, não!

Uma freira:

— Hi! Hi! Hi!

Madre superiora:

— E tem um furo!

Uma freira:

— Oh, não!

99 freiras:

— Hi! Hi! Hi!

44
33
11

Uma freira para um táxi e entra nele. O motorista não para de a olhar. Até que ela, incomodada, não resiste e pergunta por que é ele a olha assim. Ele explica:

— Tenho uma coisa para lhe pedir mas não quero que fique ofendida.

Ela diz-lhe:

— Meu filho, dificilmente me pode ofender. Sou freira há muito tempo e já vi e ouvi de tudo. Com certeza não há nada que me possa dizer ou pedir que eu ache ofensivo.

— Sabe, é que sempre tive na cabeça esta fantasia de ser beijado por uma freira…

Ela responde-lhe:

— Bem, vamos ver o que é que eu posso fazer por você: 1º, tem que ser solteiro, e 2º, tem que ser Católico.

O taxista fica entusiasmado:

— Sim, sou solteiro e até sou Católico também!

A freira diz-lhe:

— Então, pare o carro ali na próxima travessa.

E a freira satisfaz a velha fantasia do taxista. Mas, quando continuam para o destino, o taxista começa a chorar.

— Meu filho — diz a freira — Porque é que está chorando?

— Perdoe-me Irmã, mas confesso que menti: sou casado e não sou católico.

A freira conforta-o:

— Deixa pra lá, eu também. Estou a caminho de uma festa a fantasia, e me chamo Alberto.

44
33
11

A aeromoça oferece bebida a um gaúcho de Pelotas que está sentado ao lado de uma freira dentro de um avião. O gaúcho pede uísque escocês com gelo.

— A senhora aceita o mesmo que ele, irmã ? Pergunta a aeromoça à religiosa.

A freira fica indignada:

— Prefiro ser agarrada selvagemente e estuprada por um negão, daqueles de dois metros de altura, do que botar uma gota desse álcool na boca!

O gaúcho escuta e devolve o uísque à aeromoça dizendo:

— Desculpe! Eu não sabia que tinha essa outra opção. Também quero o negão.

90
55
35

A freira vai ao médico:

— Doutor, estou com um ataque de soluços horrível. Não consigo comer, nem dormir... nada.

— Tenha calma, irmã, que vou examiná-la.

Ele examina-a e diz:

— Irmã, a senhora está grávida!

A freira se levanta em pânico e sai correndo do consultório.

Uma hora depois o médico recebe um telefonema da madre superiora do convento:

— Doutor, o que é que disse para a irmã Carmen?

— Madre superiora, como ela tinha uma forte crise de soluço, passei-lhe um susto dizendo que estava grávida. Ela parou de soluçar?

— Sim, a irmã Carmen parou de soluçar, mas o padre Paulo fez as malas e sumiu!

52
44
8

Dois padres estavam hospedados em um convento para participar de um grande evento religioso.
Para não incomodar as irmãs que residiam no local, eles pouco saíam do quarto e tomavam banho bem tarde, para não encontrar com nenhuma freira.

Certa vez, eles foram tomar banho no vestiário e perceberam que estavam sem sabonetes.
Então um deles disse:

— Eu tenho sabonetes no meu quarto. Vou buscá-los!

Pensando em ganhar tempo e nunca imaginando que alguém apareceria naquele horário, o padre foi buscar os sabonetes, completamente nu.

Já no seu quarto, ele pegou dois sabonetes, um em cada mão e se dirigiu ao banheiro, onde o outro padre o esperava.

Na metade do corredor ele se deparou com três freiras que ficaram perplexas! Não tendo onde se esconder, o padre encostou na parede e se imobilizou, como uma estátua.

As três irmãs se aproximaram da estátua, admirando a perfeição da obra até que uma delas levou a mão à genitália da estátua e puxou o órgão do padre, que, assustado, deixou escapar um sabonete!

A segunda freira exclamou:

— Nossa Senhora! É uma estátua distribuidora de sabonetes!

As irmãs ficaram estupefatas e, apenas para comprovar que a estátua era um distribuidor de sabonetes, a outra irmã também puxou o órgão do padre, que imediatamente soltou mais um sabonete.

Então a terceira freira repetiu a operação e não viu nenhum sabonete. Tentou puxar mais uma vez, e nada! Mais uma, mais outra, tudo para ganhar um sabonete também, até que ela gritou, cheia de entusiasmo:

— Irmãs, a estátua também solta sabonete líquido!

56
45
11