Funeral do Amigo

24
10
14

No funeral de um peão de obra, um sujeito, desconhecido da família, chorava copiosamente.

De repente a viúva se aproxima dele e pergunta:

— João era seu amigo?

— Amigo? João era como um irmão pra mim! Ele me adorava.

A ex-mulher de João abraçou o moço, que prosseguiu:

— As últimas palavras do João foram ditas pra mim...

— É mesmo? — perguntou ela, curiosa — E quais foram essas palavras?

— "Jorge, não mexe no andaimeeeeeeeeee..."