Fusca Rosa

99
61
38

Uma bichinha comprou um fusquinha e ficou toda serelepe, mandou pintar o fusca de rosa e trocar a buzina. A buzina agora fazia "wuuuwuuuu". Logo ela foi chamar a Karlinha — outra bichinha — para passear de fusca, e a cada bofe que passava elas buzinavam.

Se divertiam até que um caminhoneiro, daqueles bem parrudos, veio em alta velocidade e bateu na traseira do fusquinha, provocando um grande estrago. As bichinhas saíram loucas:

— Ah não! Meus deuses! Meu fusquinha novinho... — e virando-se para o caminhoneiro — Escuta aqui, bruto, você vai ter que pagar o estrago.

— Que pagar nada! Fica na sua! — respondeu áspero o caminhoneiro.

— Ai, vai pagar sim senhorrrrrr. Você bateu por trás e está erradíssimo. Vai ter que pagar.

Karlinha ajudava:

— Isso mesmo. Eu sou testemunha. Vai pagar, seu grosso!

O caminhoneiro era irredutível:

— Não vou pagar e pronto! Saia da frente!

A bichinha motorista não se conteve e mandou que Karlinha chamasse a polícia. E enquanto a outra ia chamar a polícia, a motorista insistia:

— Quero ver se você não vai pagar. Você vai pagar sim senhor!

O caminhoneiro engrossou:

— Vou pagar o cacete!

A bichinha voltou-se para Karlinha, já longe, e gritou:

— Karlinhaaaaaa. Volta, volta que ele quer negociar...