Piadas de Garçom

319
-93
412

Bebendo Leite no Bar

A esposa diz para o marido:

- Quando você for para o bar, não é para você beber cerveja, você precisa beber leite para ser saudável.

O marido concordou. E ao chegar no bar disse para o garçom:

- O senhor tem leite de ratazana?

- Não!

- Tem leite de égua?

- Não!

- Tem leite de jumenta?

- Não!

Então o homem falou para o garçom:

- Então não tenho outra alternativa. Garçom, me traz uma cerveja bem gelada!

189
80
109

Contando Para o Garçom

Um homem chega em um bar e pede uma cerveja. O garçom que lhe serviu diz:

- Seu dia parece horrível!

- E foi mesmo, rapaz. Hoje cheguei em casa e descobri que meu irmão mais novo é gay.

O homem, entristecido, paga a conta e vai embora. No dia seguinte, lá está ele novamente. O garçom vai em sua mesa e lhe oferece uma cerveja e ele aceita. Novamente triste, diz para o garçom:

- Pois é, rapaz, descobri que meu irmão mais velho é gay.

- Puxa, que pena! - diz o garçom.

Novamente o cara toma a cerveja, paga a conta e vai embora. No dia seguinte lá está ele de novo.

- Você aqui de novo? - disse o garçom - me conte o que está acontecendo que eu vou pegar as cervejas.

- Não precisa pegar cerveja - disse o rapaz - eu voltei aqui, dessa vez, só para te ver!

243
137
106

Escorregando no Restaurante

Um homem e uma bonita mulher estavam jantando á luz de velas num restaurante de luxo. De repente o garçom notou que o homem escorregava lentamente para debaixo da mesa.

A mulher parecia não reparar que o companheiro tinha desaparecido.

- Perdão, senhora - disse o garçom, - mas eu acho que seu marido está debaixo da mesa.

- Não está não - disse a mulher, olhando calmamente para o garçom. - Meu marido acabou de entrar no restaurante.

175
82
93

A Loira e a Azeitona

Depois de ver a loira passar algumas horas tentando fincar o palito de dentes em uma azeitona, fazendo a dita cuja deslizar de um lado para o outro do prato, o garçom da Pizzaria Bella Bosttá resolve ajudá-la.

— A senhorita permite que eu tente pegar esta azeitona?

— Pode tentar... — diz a loira, exausta — Você não vai conseguir mesmo!

Então o garçom pega outro palito e, pimba, finca na primeira tentativa.

— Ah, não valeu! — resmunga ela — A azeitona já estava cansada!

43
12
31

Maçã Especial

Depois de comer, pede a sobremesa.

— O que vocês têm de sobremesa?

— A maçã especial da casa!

— Maçã? Não tem outra coisa?

— Mas a nossa maçã é especialíssima, é diferente de qualquer outra.

— Tudo bem, traz a maçã.

O garçom traz a maçã e o cara prova.

— Peraí, essa maçã é igual a todas as outras, tem gosto de maçã!

— Calma, meu senhor. Prova o outro lado.

O cara prova o outro lado da maçã, que tem um gosto maravilhoso.

— Uhhmmm! Que sabor delicioso. É morango?

— Exatamente. É a especialidade do nosso cozinheiro. E o senhor pode pedir o sabor que quiser.

— É mesmo? Então eu tenho um pedido especial: eu quero uma maçã com gosto de buceta!

— É pra já!

Alguns minutos depois volta o garçom com mais uma maçã especial da casa.

O sujeito prova e cospe tudo.

— Caramba, essa maçã tem gosto de cu!

E o garçom:

— Vai virando, vai virando!

30
8
22

Arroz à Grega pro Chinês

O chinês entra em um restaurante grego, chama o garçon, também grego, e pede:

— Um "aloz a glega", pô favô!

O grego dá uma risada enorme, e, mesmo entendendo, pede para o repetir chinês algumas vezes, mas trás seu pedido.

No dia seguinte, o chinês volta e pede de novo:

— Um "aloz a glega", pô favô!

O grego tira onda com a cara do chinês e trás o pedido.

A cena se repete algumas vezes pelos dias seguintes. O chinês, já puto da vida com o garçon grego, resolve tomar aulas de dicção, e então volta ao restaurante. Chama o mesmo garçon e pede:

— Um arroz a grega, por favor!

O garçom, incrédulo do que acabara de ouvir, pergunta:

— Desculpe, o que mesmo o senhor disse?

— Um arroz a grega, seu glego escloto!

44
19
25

Frango ao Raio X

O sujeito reclama com o garçom:

— Poxa, eu pedi um frango a passarinho e o senhor me trouxe um frango ao raio X!

— Desculpe, senhor! Frango ao raio X? Não temos esse prato no cardápio...

— Pois deveriam! Deste frango só se veem os ossos!

42
27
15

Eficiência dos Garçons

Semana passada convidei uns amigos para o almoço em um restaurante próximo ao nosso escritório, e notei que o garçom que nos atendeu levava uma colher no bolso da camisa. Achei esquisito, mas tomei isso como um fato casual. No entanto, quando o encarregado da mesa trouxe a água, copos e talheres, notei que ele também tinha uma colher no bolso da camisa. Olhei em volta, no salão, e percebi que todos os garçons, garçonetes e atendentes também levavam uma colher no bolso da camisa. Quando o garçom voltou para tomar o pedido, perguntei:

— Por que a colher?

— Bom, — explicou — os donos do restaurante contrataram a consultora Andersen, experts em eficiência, com o objetivo de revisar e melhorar todos os nossos processos. Depois de muitos meses de análises estatísticas, eles concluíram que os clientes deixavam cair no chão a colher com 73% maior frequência do que os outros talheres.

Isso representava uma frequência de quedas de 3 colheres por hora por mesa. Se o nosso pessoal ficasse preparado para cobrir essa contingência, nós poderíamos reduzir o número de viagens à cozinha e, assim, poupar mais de 1,5 horas por homem por turno. No momento em que estávamos falando, escutou-se um som metálico na mesa atrás da gente. Rapidamente o garçom que nos atendia trocou a colher caída por aquela que ele levava no bolso, e me disse:

— Pegarei outra colher quando for a cozinha, assim não farei uma viagem extra para buscá-la agora.
Meus amigos e eu ficamos realmente muito impressionados. O garçom continuo a anotar o nosso pedido. Enquanto meus convidados ordenavam, continuei a observar ao meu redor. Foi, então, quando observei de relance uma cordinha fininha pendurada no zíper da calça do garçom.

Rapidamente, percorri com o olhar o salão para me certificar que todos os garçons levavam a mesma cordinha pendurada no zíper da calça. A minha curiosidade foi muito grande e, antes do garçom se retirar, perguntei:

— Desculpe, mas... por que tem essa cordinha justo aí?

— Oh, sim! — respondeu, e começou a falar em um tom mais baixo — Não tem muitas pessoas tão observadoras quanto o Sr. Essa consultora de eficiência da qual lhe falei, achou que nós também poderíamos poupar tempo na ida ao banheiro.

— Como é isso?

— Veja bem: amarrando esta cordinha na ponta do... bem, você já sabe, podemos sacá-lo para mijar sem tocá-lo e dessa forma, eliminando a necessidade de lavarmos as mãos, encurtando o tempo gasto no banheiro em 67% por homem.

— Que ótimo, isso tem muito sentido, mas... se a cordinha ajuda a sacar, como é que volta a guardar?

— Bem, eu não sei como fazem os outros, mas eu uso a colher.

55
35
20

Filé Mal Passado

Em Londres, marido e mulher se acomodam na mesa de um restaurante. O garçom pergunta:

— O que os senhores desejam?

— Eu quero um filé mal passado! — responde o homem.

— Senhor? Tem certeza? E a vaca louca?

— Sei lá, pergunta aí pra ela!

37
26
11

Desentendimento no Bar

O sujeito entra num bar, senta-se à uma mesa e logo um garçom aparece para atendê-lo.

— Boa noite, o que o senhor toma?

— Eu tomo vitamina C pela manhã, o ônibus para ir ao serviço e uma aspirina quando tenho dor de cabeça.

— Desculpe, mas acho que não fui claro. Eu quis dizer o que é que o senhor gostaria?

— Ah! Tudo bem! Eu gostaria de ter uma Ferrari e mandar a minha sogra para o inferno.

— Não é nada disso, meu senhor! — continuou o garçom, ainda calmo.

— Eu só gostaria de saber o que o senhor deseja beber.

— Ah! é isso? Bem... o que é que você tem?

E o garçom:

— Eu? Nada, não! Só tô um pouco chateado porque o meu time perdeu pro São Caetano!

34
22
12

Mosca no Bife

No restaurante, o cliente reclama:

— Garçom! Tem uma mosca no meu bife!

O garçom se aproxima, olha para o prato do cliente e diz:

— Deixa ela... Logo, logo, ela se ferra. Olha só o tamanho da aranha que está saindo debaixo daquela folha de alface!

47
-2
49

Servem Advogados

O sujeito entra num restaurante escoltado por um Pittbull, senta-se e pergunta para o garçom:

— Vocês servem advogados aqui?

— Mas, claro, meu senhor. - responde o garçom, desdobrando-se em gentilezas.

— Então traz um Spaghetti ao Sugo pra mim e um advogado para o meu cachorro!

19
8
11

Frango Mal Passado

Num daqueles restaurantezinhos sem-vergonha de beira de estrada, o sujeito chama o garçom e reclama:

— Este frango está mal passado!

E o garçom:

— Mas, como você sabe? Você nem chegou a experimentar!

— É que ele comeu toda a minha salada!

33
23
10

Caipiras na Restaurante

Dois caipiras chegam à capital. Estavam morrendo de fome e entram num restaurante chique, não sabendo o que pedir, resolvem imitar o rico que estava na mesa ao lado.

O rico da mesa pede uma entrada.

— Garçom, pra nóis também…

O rico pede um prato lá todo especial.

— Garcom, pra nóis também...

O rico resolve repetir o prato.

— Garçom, pra nóis também...

Segue desse modo e os caipiras continuam morrendo de fome.

O rico termina e diz ao garcom:

— Poderia arrumar-me um engraxate?

— Garçom, pra nóis também…

O rico ouvindo isto diz aos caipiras:

— Olhe, meus amigos, eu creio que um engraxate dá para nós três…

Os caipiras imediatamente:

— Não senhor! O senhor come o seu que a gente come o nosso!

277
248
29

A Saga do Bêbado

O bêbado, no ponto do ônibus, olha pra uma mulher e diz:

— Você é feia hein?

A mulher não diz nada. E o bêbado insiste:

— Nossa, mas você é feia demais!

A mulher finge que não ouve. E o bêbado torna a dizer:

— Puta merda! Você é muito feia!

A mulher não se aguenta e diz:

— E você é um bêbado!

— É, mas amanhã eu melhoro…

Então subiu no ônibus. Logo na roleta, cambaleando, ao cobrador diz:

— Se meu pai fosse um gato e minha mãe uma gata, eu seria um gatinho!

E continua:

— Se meu pai fosse um cachorro e minha mãe uma cachorra, ai eu era um cachorrinho!

E mais:

Se meu pai fosse um touro e minha mãe uma vaquinha, ai eu seria um bezerrinho!

O cobrador, nervoso, pergunta:

— E se o seu pai fosse um viado e sua mãe uma puta?

— Ai eu seria cobrador de ônibus!

Saindo da roleta, o bêbado grita:

— Hoje eu quero comer um cu!

Todos os passageiros olham assustados para ele, que diz:

— Calma gente, eu só quero um.

Já na parte de trás do ônibus, grita de novo.

— Do lado direito todo mundo e corno! Do lado esquerdo todo mundo é viado!

Ao ouvir isto, levanta um negão do lado esquerdo e fala:

— Eu não sou viado!

E o bêbado responde:

— Então muda de lado que não gosto de confusão!

A partir desse momento os passageiros começaram a xingar o bêbado e ameaçando cobri-lo de porrada.

O motorista, para evitar confusão, freia bruscamente e todos caem. Um dos passageiros se levanta, pega o bêbado pelo colarinho e pergunta:

— Fala de novo, safado. Quem é corno e quem é viado?

— Agora eu não sei mais. Misturou tudo!

Ele então desce do ônibus, entra em uma igreja, o padre, viu aquele bêbado entrando e resolveu dar o sermão:

— Irmãos, quem não for a favor da bebida que se sente agora!

Todos se sentaram e o Bêbado gritou:

— Oh seu padre, só nós dois heim?

Expulso da igreja, entra logo num boteco e já pede:

— Coloca aí dez pinga pra mim.

O dono obedeceu e colocou dez pingas para o bêbado, que bebeu todas.

— Coloca agora cinco pinga!

O dono colocou, o cara bebeu todas e disse:

— Agora coloca só três, viu?

Bebeu as três num gole só, fez aquela careta típica de pingaiada e pediu:

— ZZZZZZ só uma agora! ZZZZZZ só mais uma!

O bêbado bebeu aquela, deu uma cambaleada e concluiu:

— Eu num to enZenZendo… Quanto menossss eu bebo, mais eu fico tonto!

Antes de ir embora ele pede um maço de cigarros, que traz escrito na lateral: "O MINISTERIO DA SAUDE ADVERTE: Cigarro pode causar impotência sexual". Assustado, gritou pro garçom:

— Não. Esse aqui não! Me dá aquele que causa câncer.

Ao sair do boteco, todo embriagado, o bêbado andando na rua, toca o interfone de uma casa e pergunta:

— Seu marido taí?

Uma mulher responde:

— Está, quem quer falar com ele?

— Xá pra lá, brigado.

Chega em outra casa e toca o interfone novamente:

— Seu marido taí?

Outra mulher responde:

— Está no banho, quem quer falar…

— Brigaaaaaado, pooooode deixar.

Na outra casa…

— Bom dia, seu marido taí?

— Está… vou chamá-lo…

— Não, não é preciiiiiiso, responde o bêbado.

— Na outra casa:

— Oi, seu marido taí?

A mulher responde:

— Não, mas já deve estar chegando.

O bêbado responde:

— Então, faz favor, olha aqui pra fora e vê se sou eu!

Tempos depois consegue lembrar aonde é sua casa com muito custo. Abre a porta e vai correndo para o banheiro. Assustado, corre para o quarto e acorda a mulher:

— Ô muié… Essa casa ta mal assombrada! Eu abri a porta do banheiro e a luz acendeu sozinha. Depois, fechei a porta e a luz apagou sozinha…

A mulher, puta da vida, grita:

— Filho da puta! Você mijou na geladeira de novo!

Enxotado de casa pela mulher, que não tava a fim de dormir cheirando bafo de pinga, vai a um beco, acaba dormindo no chão e tem o relógio roubado.

No dia seguinte, já curado da manguaça, ao andar pela rua, vê um cara usando o seu relógio, e se aproxima dele dizendo:

— Hei, cara, esse relógio é meu!

— Que seu que nada. Esse relógio eu peguei de um bêbado que eu comi ontem lá no beco.

— Tem razão, não é meu mesmo. Mas bem que parece…

17
-42
59

Chope Gelado

Dois homens entram num bar.

— Me traz um chope bem gelado - diz um deles.

— Pois não, senhor. E o senhor, vai querer o quê? — o garçom pergunta ao outro homem.

— Me traga um chope bem gelado, mas me traga numa caneca bem limpinha, certo?

Daí a pouco o garçom volta com os dois chopes e pergunta:

— O chope da caneca bem limpinha, pra quem é mesmo?

136
108
28

Tipos de Carne

O gaúcho chega em uma churrascaria em São Paulo, senta e, indignado, chama o garçom que vem com o cardápio na mesa:

— Mas tchê! Na minha terra não tem essa história de cardápio tchê. A gente escolhe a carne cheirando a faca!

O garçom deu um sorriso irônico, mas como não queria perder o cliente, o atendeu a caráter.

O garçom dirigiu-se ao assador da carne, pegou sua faca que tinha acabado de cortar um cupim e levou-a ao gaúcho. O gaúcho pegou a faca, colocou-a em frente de seu nariz e exclamou:

— Mas tchê! Esse cupim está maravilhoso, me traz um pedaço!

O garçom, assustado, serviu o gaúcho e, logo após, buscou a faca utilizada para cortar a costela e deu para o gaúcho. O mesmo exclamou:

— Mas tchê! Essa costela está no ponto pode trazer!

O garçom, louco da vida com o gaúcho, buscou uma faca e pediu pro churrasqueiro Waldemar:

— Waldemar passa a mão no pinto e depois esfrega nessa faca!

Dito e feito, o garçom pegou a faca e entregou para o gaúcho, ele a colocou em frente do nariz, suspirou fundo e disse:

— Mas tchê! Como esse mundo é pequeno! Não acredito tchê, o Waldemar na cozinha?

53
39
14

Três Motoqueiros

Um motorista parou o caminhão num barzinho de beira de estrada, entrou e pediu um guaraná, uma empada e um quibe. Lá começar a comer, quando entraram três motoqueiros grandalhões, vestidos com casacos de couro, cheios de tatuagens pelo corpo. Os motoqueiros grandalhões cismaram de sacanear com o motorista. Um deles meteu a mão no prato do motorista e comeu a empada. O outro meteu a mão no prato e comeu o quibe. O terceiro tomou o copo da mão do motorista e bebeu o guaraná. E o motorista continuou calado. Não disse nada, tirou o dinheiro do bolso, pagou e saiu. Os motoqueiros começaram a rir e comentaram com o garçom:

— Esse cara ai não é de nada. Como homem deixa muito a desejar.

— E como motorista também deixa muito a desejar — falou o garçom olhando pro estacionamento do bar. — Ele acaba de passar por cima de três motocicletas com a carreta...

42
35
7

Cheiro da Colher

Um freguês chega ao restaurante e pede uma colherinha. Intrigado o garçom obedece, ele cheira a colher e fala:

— O prato do dia é arroz com feijão.

No dia seguinte, o sujeito pede a colherinha, cheira e diz:

— Frango a passarinho.

O garçom resolve dificultar e no dia seguinte manda a cozinheira Conceição deixar a colher naquele lugar onde o sol não brilha... Quando chega o sujeito, o garçom já traz a colherinha, ele cheira e diz:

— Por acaso a Conceição trabalha aqui?

60
53
7

Convenção das Cervejarias

Uma grande convenção, que reunia os presidentes de todas as cervejarias do mundo, acontecia em Amsterdã, na Holanda. Muita gente famosa estava por lá: Presidentes da Budweiser, Carlsberg, Heineken, AMBEV e muitas outras fabricantes de cerveja.

No final do dia, pra descontrair, todos os executivos da cerveja decidiram beber alguma coisa no bar.

O presidente da Budweiser chegou pedindo em voz alta:

— Garçom, me traz uma "Bud" por favor!

E o garçom prontamente trouxe uma Budweiser geladinha.

O presidente da Carlsberg não deixou por menos:

— Amigo, me vê uma Carlsberg bem gelada!

E o garçom atendeu o seu pedido.

O Presidente da AMBEV pediu uma Antártica e uma Brahma, e assim por diante, até que o garçom perguntou a Freddie Heineken o que ele queria beber, já premeditando a resposta.

Para a surpresa de todos o Sr. Heineken, calmamente, disse:

— Por favor, me dá uma Coca-Cola!

Então todos o olharam surpresos, quando um de seus colegas perguntou:

— Por que você não pediu uma Heineken?

E ele, mostrando indiferença, respondeu:

— Ah, se vocês não vão beber cerveja, eu também não vou!

103
50
53

Fome do Papagaio

O sujeito entra em um bar com um papagaio no ombro e muitas mulheres gostosas à sua volta.

— Garçom, me vê um Martini pra ruiva, uma tequila pra morena, uma cerveja pra loira e 10 cheesburgueres pro papagaio.

O garçom acha aquilo muito estranho, mas atende o pedido e assiste o papagaio comendo freneticamente.

No dia seguinte o mesmo sujeito aparece no bar com outras mulheres, o mesmo papagaio no ombro e repete o pedido. Novamente o garçom atende e assite a cena, abismado. No terceiro dia, o garçom não resiste e pergunta:

— Desculpe, amigo... Mas você pode me satisfazer uma curiosidade?

— Já sei... — adivinha o sujeito — Você quer saber por que o meu papagaio come tanto?

O garçom acena com a cabeça.

— Bom, um dia desses eu estava andando na rua e encontrei uma lâmpada mágica. Esfreguei e saiu um gênio que me disse pra fazer três pedidos. Primeiro eu pedi pra ser muito rico e hoje eu sou uma das pessoas mais ricas do país. Depois eu pedi pra viver cercado de mulheres maravilhosas e o gênio me mandou essas gatas que você está vendo. E, por último, eu pedi pra ter um passarinho insaciável. Aí o sacana me deu esse louro filho da puta!

24
8
16

Passando Mal

Aquele casal estava jantando num restaurante finíssimo, quando de repente o homem desaparece para debaixo da mesa. Surpreso, o garçom se aproximou e perguntou com ar de preocupação:

— Perdão, senhora, mas o seu marido está passando mal?

— Não, não! Ele está ótimo! Acabou de entrar no restaurante!

27
0
27

Barata na Sopa

O bêbado chega no restaurante onde sempre termina suas noites. Como sempre, trançando as pernas.

— Minha sopa! — grita ele pro garçom.

O garçom, com a maior má vontade do mundo, vai até a cozinha e pega a sopa. De repente uma barata gigantesca cai dentro do prato. O garçom nem percebe. O bêbado então, nem olha direito e manda ver.

Quando termina a sopa, ele levanta, vai até a cozinha e fala direto com o cozinheiro:

— Zé! Vê mais uma sopa pra mim aí, cara... E capricha na ameixa, hein!

29
21
8

Uísque Doze Anos

Um homem entra num bar e pede três doses de uísque doze anos. O garçom serve, o homem toma tudo de um gole e volta a pedir mais três doses. Novamente, o garçom atende o pedido e, novamente, o freguês bebe tudo de um gole e torna a pedir mais três. Surpreso, o garçom olha para o cliente e lhe diz:

— O senhor sabe que isso não faz bem!

— Eu sei — responde o homem — especialmente com o que eu tenho...

— E o que é que o senhor tem? — pergunta o garçom, curioso.

— Só um Real...

232
189
43

Mais Maionese

O gaguinho está numa churrascaria rodízio e de repente o garçom aproxima-se com uma travessa de maionese e coloca uma colherada em seu prato.

— Ma-mais...

O garçom coloca mais uma colherada.

— Ma-mais...

Outra colherada.

— Ma-mais...

O garçom já meio irritado, despeja metade da travessa no prato do gaguinho.

— Ma-mais...

Aí o garçom não agüentou:

— O senhor come esse daí, que depois eu ponho mais!

— Ma-mais... eu nã-não go-gosto de ma-maionese!