Piadas de Japoneses

Quatro soldados de diferentes países — um americano, um japonês, um espanhol e um português — encontravam-se presos em um campo de concentração.

O sádico diretor do campo, disposto a divertir-se com esses pobres soldados, resolveu promover um teste em que todos deveriam contar piadas. Se as piadas fossem boas e todos da prisão rissem, suas vidas seriam poupadas. Caso contrário, a forca seria o destino do comediante sem talento.

E chegou a vez do americano: contou uma piada engraçadíssima e todos riram, menos o português. O diretor, assistindo a impassividade o portuga, clamou: "Matem esse americano sem graça!"

E lá se foi o pobre gringo...

O próximo era o japonês: contou a piada mais engraçada que conhecia.

Mais uma vez, todos riram, menos o portuga. Perante o rosto sério do lusitano, o diretor ordenou: "Matem esse japonês que não sabe contar piadas!"

E chegou a vez do espanhol. Assim que começou, o portuga caiu na risada. E passou a rir sem parar. O diretor, não entendendo o ocorrido, perguntou ao português:

— Mas, homem, o espanhol mal começou a contar a piada... Do que está rindo?

— Muito boa a piada do americano!

39
28
11

O rapaz, depois de muito tempo encontra um velho amigo japonês:

— Oh, seu Tanaka! São muito lindos os seus filhos. São todos japoneses?

— Non! A mais velho nasceu no Japão. A do meio nasceu na Brasil.

— E o menorzinho com cara de mestiço?

— Esse de provetaaaa!

— Nossa. parabéns! Um filho de proveta é uma bela contribuição a ciência!

— Noonnnn! Contribuição nonnnnn! Tanaka exprica: Quando Tanaka viaja, muié meu fica sozinha, aí negon provetaaaaaa!

69
29
40

Era o concurso de quem dormia com mais mulheres. Participavam um alemão, um italiano, um japonês e um brasileiro. O cronista começou a narrar o concurso:

— Atenção, lá vai o japonês, dormiu com uma, dormiu com duas, dormiu com trêêêêsssssss, brochou!

— Agora é a vez do alemão, dormiu com uma, dormiu com duas, com três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nooooovvveeeeee, brochou!

— Chegou a vez do italiano, com pinta de gostosão partiu para cima e dormiu com uma, duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, deeeeeezzzzzz, brochou!

— Ih, o brasileiro vai tentar, o coitado é FEIO! Mas lá vai ele… dormiu com dez, dormiu com vinte, dormiu com trinta, quarenta, cinquenta, sessenta, ih acabou as mulheres e ele tá vindo pra cá. SOCORRO!

57
49
8

Duas semanas de casamento, o marido apesar de feliz, já estava com uma vontade reprimida de sair com a galera pra fazer a festa.

Assim, ele diz a sua queridinha:

— Amorzinho, vou dar uma saidinha mas não demoro…

— Onde você vai, meu docinho?

— Ao barzinho, tomar uma geladinha.

A mulher bota a mão na cintura e lhe responde:

— Quer cervejinha, meu amor?

Nesse momento ela abre a porta da geladeira e lhe mostra 25 marcas diferentes de cervejas de 12 países, alemãs, holandesas, japonesas, americanas, mexicana, etc.

O marido sem saber o que fazer, lhe responde:

— Meu docinho de coco… mas no bar… você sabe… o copo gelado…

O marido nem terminou de falar, quando a esposa interrompe a sua conversa e lhe fala:

— Quer copo gelado, amor?

Nesse momento ela pega no freezer um copo bem gelado, tão branco, tão branco, que até tremia de frio. O marido responde:

— Mas minha princesa, no bar tem aqueles salgadinhos gostosos… Já estou voltando, tá?

— Quer salgadinho, meu amor?

A mulher abre o forno e tira 15 pratos de salgadinhos diferentes, quibe,coxinha, pastel, pipoca, amendoim, coração de galinha, queijo derretido,torresmo…

— Mas, minha Pixunguinha… lá no bar… você sabe…. as piadas, os palavrões, tudo aquilo…

— Quer palavrões, meu amor? ENTÃO VAI TOMAR NO CU, PORQUE DAQUI VOCÊ NÃO SAI NEM FODENDO, SEU FILHO DA PUTA!

43
35
8

No primeiro dia de escola nos Estados Unidos, um novo estudante, de nome Toshiba, filho de um negociante Japonês, entrou para a quarta classe. A professora saudou a classe, e disse:

— Vamos começar por rever a Historia Americana. Quem disse: "Dêem-me a liberdade ou a morte?..."

Viu apenas um mar de caras de ignorância, com excepção do pequeno Toshiba que estava de braço no ar "Patrick Henry, 1775." — disse o garoto.

— Agora, — disse a professora, — quem disse: "o Governo do povo, pelo povo e para o povo não deve nunca extinguir-se da face da Terra?"

Mais uma vez, tudo calado exceto o Toshiba:

— Abraham Lincoln, 1863.

A Professora virou-se para a classe e disse:

— Vocês deveriam ter vergonha. O Toshiba, que acabou de chegar ao nosso país, sabe mais sobre ele do que vocês.

Assim que a Professora se virou para escrever no quadro, ouviu-se uma voz:

— Malditos Japoneses.

— Quem disse isso? — perguntou ela.

Toshiba levantou o braço:

— Lee Iacocca, 1982.

Nesta altura, um aluno já farto do ar de superioridade do Toshiba em relação ao resto da classe, levantou-se e disse:

— Vou vomitar.

— Quem disse isso? — perguntou novamente a professora.

Mais uma vez, o Toshiba levantou o braço:

— George Bush para o Primeiro Ministro Japonês, 1991.

Já furioso, um outro aluno levanta-se e grita para o Toshiba: "Olha, chupa o ..."

Mais uma vez, resposta do Toshiba:

— Bill Clinton para Monica Lewinsky, 1997.

78
33
45

Um americano, com sua Ferrari possante, estava a se mostrar pelas ruas de Nova Iorque. Sem mais nem menos passa um japonês do seu lado a uns 200 km/h. Olha-o profundamente e grita:

— Conhece moto Kawasaki?

E o ultrapassa. Furioso o americano não se conforma:

— Quem esse japa pensa que é? Ele vai ver só!

Rapidamente, acelera ao máximo, mas não consegue alcança-lo a tempo. Volta e pega seu Porche...

— Agora ele vai ver! Não se brinca assim comigo...

Logo localiza o japonês pelo retrovisor, mais que rápido acelera para alcançar sua velocidade, mas o japonês o ultrapassa com firmeza e grita:

— Conhece moto Kawasaki?

Inconformado olha o japa que some no infinito... Volta para casa e pega sua Mitsubishi. Agora nunca, ninguém poderá o ultrapassar! (pelo mesmo é o que pensa.) Mas que depressa volta para sua rota, procura mas nada de encontrar aquele japa atrevido. Até que vê ele muito mais veloz que antes. Confiante ele afunda o pé no acelerador. Chega bem perto do japonês, que ao vê-lo começa a acenar. O americano olha-o e consegue alcançar. Então o japa olha o americano e grita:

— Conhece moto Kawasaki?

E o ultrapassa novamente. O americano já de saco cheio, não acredita que uma “motico” consiga deixar sua Mitsubishi para trás e insiste. Acelera e vê o japonês fazendo a curva, mas some... Insiste. Pisa fundo e chega na curva. Quando a completa vê que o japonês esta na pista estirado, todo “arrebentado” e a moto irreconhecível. Não acreditando pára o carro, dá ré pra ver o que aconteceu. Chega no japa estiradão no acostamento, todo esfolado, pára, desce do carro e desesperado com a situação vai logo perguntando o que aconteceu. O japonês quase imóvel faz uma força tremenda, mais responde:

— Conhece moto Kawasaki?

— Sim. E daí? – responde o americano

— Então me diz onde fica o freio.

182
159
23

Três homens estavam sentados nus na sauna. Um Americano, um Japonês e um Brasileiro. De repente, um bip soa. O Americano pressiona seu antebraço e o barulhinho pára. Os outros olham para ele, curiosos.

— É meu pager, meu aparelhinho de bip, ele fala. Tenho um microchip sob a pele do meu braço.

Poucos minutos depois, um telefone toca. O Japonês ergue a palma da sua mão até sua orelha. Quando ele acaba, explica:

— Esse é meu telefone celular. Tenho um microchip na minha mão.

O brasileiro, sentindo-se decididamente por fora de tanta tecnologia, sai da sauna. Poucos minutos depois retorna com um pedaço de papel higiênico pendurado no rego. Os outros dois erguem as sobrancelhas. E ele diz:

— Tô recebendo um fax...

132
105
27

— Alô? Quem fala?

— É o Zé.

— De onde, Zé?

— Vidigueira!

— Olha aí, Zé da Vidigueira! Valendo CD da rádio, mais camiseta e boné. Presta atenção: Qual é o nome do país que tem duas sílabas, uma das sílabas serve para comer? Prestou bem atenção? Há um país com duas sílabas e uma das sílabas é muito bom para se comer com uma manteiguinha...

Dez segundos para responder!

— Cuba!

O locutor ficou mudo por alguns segundos...

— Tá certo, Zé! Vais levar o premio pela criatividade. Mas aqui na minha ficha estava escrito Japão...

62
40
22

Estavam no banheiro um negão, um gaúcho e um japonês.

O negão tira sua ferramenta para fora e canta:

— Meu fuscão preto você é feito de aço...

O gaúcho não quis ficar para tráz tira o seu e canta:

— Nessa longa estrada da vida...

O japonês indignado com aquela situação olha para os dois, tira o pau para fora e canta:

— Cadê você que nunca mais apareceu aqui.

119
79
40

O garotinho vira-se para a mãe e pergunta:

— Manhêêê!

— O que é, seu pirralh..., digo, meu querido?

— Se você é branca e o papai é negro, por que é que eu fui nascer com cara de japonês?

— Ih, meu filho, se você soubesse de tudo o que ocorreu naquela festa em que você foi gerado, estaria agradecendo aos céus por não estar latindo nesse momento!

31
22
9

Um viajante japonês estava nos EUA onde arruma uma namorada cujo nome é Wendy.

Em homenagem à namorada dele, ele tatuou no pau dele o nome dela; quando ele está com tesão, aparece todo o nome, mas quando não está, aparecem apenas a primeira e última letra do nome da garota: WY.

Certo dia ele viajou para a África e quando estava no banheiro, vem um africano alto ao lado dele; o japinha da uma olhada no instrumento do cara e vê escrito WY no pau dele, e pergunta:

— Você também tem uma namorada com o nome de Wendy? Olha, eu também tatuei o nome dela no meu pênis.

E o africano acha estranho a atitude do japinha e diz:

— Não, não tenho namorada. Aqui está escrito: "Welcome to the Africa, thanks for you visit, have a nice day"

105
77
28

No meio de sua primeira viagem de trabalho ao Japão, a loiríssima, modelo e manequim, resolve matar a saudade e ligar para sua casa.

Dirige-se a um posto telefônico, mas fica surpresa quando o rapaz lhe informa que cinco minutos de ligação vai lhe custar 80,00 dólares americanos.

— Puxa, tudo isso? Eu não tenho todo esse dinheiro!

— Lamento, mas não posso dar descontos — responde o rapaz, indiferente.

— Eu seria capaz de fazer qualquer coisa por essa ligação! — ela deixa escapar, virando as costas e dirigindo-se a saída.

Animado com os dotes da moça, o balconista, arrisca:

— Qualquer coisa mesmo?

— Sim! — diz ela, meio indecisa.

Então ele a arrasta para uma saleta, abaixa as calças, tira o seu bilau para fora e diz:

— Prontinho, pode começar!

Ela ajoelha-se, segura no membro do rapaz, aproxima os lábios e diz:

— Alô! Mamãe?

44
25
19

Uma mulher toda metida entra na pastelaria e vai dizendo para o pasteleiro:

— Ô japonês, eu estou com muita pressa! Eu quero 20 pastéis, 15 empadas e 30 coxinhas.

Nos pastéis ponha bastante carne e vê se capricha no palmito das empadas, entendeu? E faça o favor de correr porque eu estou em cima da hora...

O japonês ficou muito pê da vida com o jeito da madame e respondeu:

— Eu tô com uma dúvida, senhora.

— Qual é?

— E nas coxinhas, não vai nada?

35
-51
86

Três gringos — um alemão, um italiano, e um japonês — estavam passeando pelo meio da selva, quando de repente são pegos por um índio canibal.

O índio lança uma proposta:

— Tira pinto pra fora. Se os três junto dá 30 centímetros, índio dá liberdade.

O alemão tirou o dele e fez a medida e deu 13 cm. O italiano tirou o dele e fez a medida, resultado 12 cm. E por fim o japonês também mediu o seu e deu 5 cm.

Os três são soltos, e o japonês se vangloria:

— Se meu pinto não tivesse com tesão nós tudo tava morto, né?

122
81
41