Piadas de Joãozinho

37
25
12

Melhor Memória

Joãozinho, Pedrinho e Juquinha apostavam quem tinha uma memória melhor.

— Eu consigo me lembrar perfeitamente — gabava-se o Pedrinho — do tempo que a minha mãe me dava de mamar. Se eu fecho os olhos sou capaz de sentir o calor do seu peito.

— Isso não é nada — retrucou Juquinha. — Pois eu me lembro no dia em que eu nasci... Aquele túnel escuro e o médico me segurando pelas pernas.

— Isso não é nada — argumentou Joãozinho. — Eu me lembro de ter ido num piquenique com o meu pai e voltado com a minha mãe!

41
23
18

Joãozinho e a Geografia

Durante o jantar Joãozinho pegou seu livro e começa a estudar.

Até que sua mãe o pergunta:

— Joãozinho o que você esta estudado?

Joãozinho o responde:

— Geografia, mãe!

E a mãe o pergunta:

— Então me diz onde fica a Inglaterra.

Joãozinho inspirado responde:

— Na página 83.

66
58
8

Boas Maneiras

Durante a aula de Boas Maneiras, diz a professora:

— Zezinho, se você estivesse namorando uma moça fina e educada e, durante o jantar, precisasse ir no banheiro, o que diria?

— Segura as pontas aí que eu vou dar uma mijadinha.

— Isso seria uma grosseria, uma completa falta de educação. Juquinha, como você diria?

— Me desculpa, preciso ir ao banheiro, mas já volto.

— Melhor, mas é desagradável mencionar o banheiro durante as refeições. E você, Joãozinho, seria capaz de usar sua inteligência para, ao menos uma vez, mostrar boas maneiras?

— Eu diria: "Minha prezada senhorita, peço licença para ausentar-me por um momento, pois vou estender a mão a um grande amigo que pretendo lhe apresentar depois do jantar".

24
5
19

Sorvete de Azeitona

Joãozinho chega na sorveteria e vai logo perguntando:

— Seu Manoel, tem sorvete de azeitona?

— Não temos!

No dia seguinte, o menino está de volta:

— Seu Manoel, tem sorvete de azeitona?

— Já disse que não, menino! Onde já se viu sorvete de azeitona?

No outro dia, a cena se repete e assim por diante...

Até que um dia o Seu Manoel se enfeza:

— Tem sim!

E o garoto:

— Éééééééca!

52
47
5

Tática do Cuspe

Joãozinho estava na porta do cinema querendo entrar para ver um filme impróprio, mas o guarda não deixava de jeito nenhum. Ele pede:

— Deixa eu entrar, seu guarda?

Ao que o guarda responde:

— Nem pensar! Já tá tarde e você é muito novo para assistir esse filme! Então Joãozinho anda para lá e para cá insistindo para entrar mas o guarda não deixa, até que ele começa a cuspir para cima e colocar sua cabeça embaixo. O guarda estranha sua atitude e pergunta:

— Porque você está fazendo isso, menino?

— Deixa eu entrar, que eu te conto!

— Nem pense nisso!

— Tá bom! Você é quem sabe!

E ele continuou a cuspir para cima e colocar a cabeça em baixo. O guarda insistiu:

— Por que você faz isso, menino?

— Deixa eu entrar que eu te conto!

— Pare com isso garoto! Você não vai entrar!

Ele ficou cuspindo para cima e colocando cabeça embaixo até que o guarda não aguentou mais e disse:

— Tá bom pode entrar, mas me diga logo porque está fazendo isso?

— Primeiro eu vou assistir o filme e depois eu conto!

Ao sair do cinema, o guarda chama Joãozinho:

— Ei volte aqui, agora já assistiu o filme, então me conte o seu segredo!

— É que ontem a noite eu ouvi minha mãe dizer para meu pai: "Cospe na cabeça que entra" e como o senhor pôde ver, seu guarda, realmente dá certo!

60
34
26

Pai Stripper

A professora pergunta pra Mariazinha:

— Mariazinha, qual é a profissão do seu pai?

— Ele é médico, cura as pessoas!

— Muito bem — disse a professora.

— E você, Zezinho, qual a profissão do seu pai?

— Ele é engenheiro, professora, projeta prédios e casas.

— Muito bem! E você, Joãozinho, o que faz o seu pai?

O Joãozinho, meio encabulado, fica vermelho, abaixa a cabeça e responde com vergonha:

— Ele é stripper numa casa de shows para gays no bairro do Morumbi, professora.

— Como? — Pergunta a professora, incrédula.

— É, professora, ele tira a roupa e fica um monte de gays passando a mão na bunda dele e botando dinheiro na sunga dele.

A professora, meio constrangida, encerra a aula e chama o Joãozinho no particular.

— Joãozinho, é verdade o que você disse sobre o seu pai? Ele me pareceu uma pessoa tão séria e trabalhadora.

— Não, professora, na verdade ele é jogador do Corinthians, mas eu fiquei com vergonha de falar na frente dos meus colegas!

37
33
4

Lombrigas

Quatro lombrigas são colocadas em quatro tubos de ensaio separados:

A primeira lombriga em álcool, a segunda lombriga em fumo de cigarro, a terceira em esperma e a quarta em terra natural.

No dia seguinte o professor mostra aos alunos o resultado:

A primeira lombriga, em álcool, está morta. A segunda, no fumo do cigarro, está morta. A terceira, em esperma, está morta. A quarta, em terra natural, está viva.

O professor comenta que é bastante nítido o que é prejudicial e pergunta à classe:

O que podemos aprender desta experiência?

Responde imediatamente o Joãozinho:

— Temos de beber, fumar e foder em abundância para não termos lombrigas!

60
28
32

Medo de Saber

No dia em que Joãozinho completava 11 anos, seu pai fez a seguinte pergunta:

— Meu filho, você sabe como nascem os bebês?

O menino, assustado, ficou pálido e respondeu:

— Não quero sabeeeeer!

E aos prantos, insistiu:

— Prometa que não vai me contar, pai...

O pai, confuso, coçando a cabeça, não se conforma:

— Mas por que você não quer saber, Joãozinho?

E o menino, soluçando:

— Porque quando eu fiz 6 anos me contaram que não existia coelhinho da Páscoa. Aos 8 anos descobri que não existem sereias, nem nem saci-pererê, nem fadas-madrinhas. E aos 10 anos percebi que Papai Noel é você. Se agora eu descobrir que os adultos não transam, não tenho razão para continuar vivendo!

30
23
7

Eu Sei Toda a Verdade

— Você não sabe o que eu descobri! — disse Pedrinho empolgado — Todos os adultos têm um segredo e nós podemos nos aproveitar disso.

— Como assim? — perguntou Joãozinho.

— É só a gente chegar pra algum adulto e dizer: "Eu sei de toda a verdade". Pronto! Eles dão dinheiro pra gente, doces, qualquer coisa.

Joãozinho ficou muito empolgado com a idéia e foi pra casa. Encontrando a mãe, colocou o plano em prática:

— Mãe, eu sei de toda a verdade!

A mãe ficou atordoada, deu cinco reais ao garoto e disse:

— Pelo amor de Deus, não diz nada pro seu pai!

Joãozinho não via a hora do seu pai chegar do trabalho. Quando ele apareceu na porta, Joãozinho já foi dizendo:

— Eu sei de toda a verdade!

— Toma aqui dez reais, filho! Mas não conta nada pra sua mãe, tá?

Radiante com a possibilidade de ficar rico com essa tática, Joãozinho foi pra rua fazer fortuna. A primeira pessoa que ele viu foi o carteiro. E já foi logo dizendo:

— Eu sei de toda a verdade!

O carteiro deixou a bolsa cheia de cartas cair no chão, se ajoelhou e disse:

— Então dá um abraço aqui, filhão!

33
23
10

Cachorra no Cio

Joãozinho volta da escola e pergunta a sua mãe se ele pode levar a cachorra para passear.

— Você não pode — responde a mãe — ela está no cio.

— O que é cio? — pergunta Joãozinho.

— Seu pai está na garagem. Pergunte a ele — se livra a mãe.

— Papai! Eu quero levar a cachorra para passear, mas a mamãe disse que eu não posso porque ela está no cio. O que é isso?

O pai está limpando ferramentas com gasolina. Ele pega um pano, molha-o com a gasolina e o esfrega no traseiro da cachorra.

— Não se preocupa com isso, filho — diz o pai a Joãozinho. — Isso resolve o problema.

Depois de uns vinte minutos Joãozinho volta para casa sem a cachorra.

— Onde está a cachorra? — pergunta o pai.

— Ela ficou sem gasolina no fim da rua — responde Joãozinho. — Mas não se preocupe. O cachorro do vizinho está rebocando ela para casa!

23
12
11

Carro de Bombeiros

Um sujeito está andando na calçada quando ele vê na sua frente Joãozinho com um chapéu de bombeiro sentado num carrinho vermelho que está sendo puxado devagarzinho por um grande cão Labrador.

Chegando mais próximo, ele vê que Joãozinho está segurando uma corda amarrada nos testículos do cachorro, o que explica por que ele se movimenta tão devagar.

Sorrindo, o sujeito fala a Joãozinho:

— Você tem um bonito carro de bombeiro, filho. Mas você poderia ir mais rápido se pusesse a corda no pescoço do cachorro.

— Eu sei — responde Joãozinho — mas aí eu ia ficar sem a sirene!

70
1
69

Raciocínio Lógico

Na aula de Matemática, a professora pergunta:

— Havia três passarinhos no galho de uma árvore e você atira em um deles, quantos passarinhos ficam?

Joãozinho pensou e respondeu:

— Nenhum professora!

— Como nenhum, Joãozinho? Se tinha três e você matou um, logo ficaram dois.

— Não professora. É que com o barulho da arma, os outros dois voaram.

A professora pensou e disse:

— Tá aí, Joãozinho. Gostei da sua linha de raciocínio.

O Joãozinho não perdeu tempo e mandou:

— Professora, posso fazer uma pergunta, agora?

— Claro!

— Havia 3 mulheres tomando sorvete. A primeira estava mordendo o sorvete, a segunda o estava lambendo e a terceira o estava chupando. Qual das três era a casada?

A professora pensou, pensou e respondeu:

— A que estava chupando o sorvete.

— Não professora. A que tinha a aliança na mão esquerda! Mas gostei da sua linha de raciocínio...

91
76
15

Pergunta Dificultada

A professora diz:

— Você Fernandinho, me diz ai um bichinho de 4 pernas, anda no telhado, dorme no fogão, faz miau, tem bigode e uma azeitona no nariz.

O Fernandinho responde:

— Azeitona? Sei, não, fessora.

— É o gato! A azeitona, só botei pra complicar. Agora você Chiquinho: Me diz uma coisa que a gente coloca café, leite, tem um biquinho, uma tampinha em cima e uma goiaba em baixo.

Chiquinho responde:

— Goiaba? Sei, não, fessora.

— É o Bule! A goiaba, só botei pra complicar. Entenderam como é? Faz comigo agora, Joãozinho. Pergunta pra mim!

E o capetinha da classe pergunta:

— Ah, é?... Ah, é?... Pode deixar que eu pergunto... Deixa comigo... O que é uma coisa que é roliça, tem uma ponta vermelha, as mulheres gostam de por na boca e tem duas bolas em baixo?

E a professora:

— O quê? Tá expulso da classe, seu safado!

Joãozinho responde:

— Nããããããão, fessora! É batom! As duas bolas, só botei pra complicar.

22
-31
53

Minha Mãe Pode

Todo dia o Joãozinho chegava com alguma coisa nova na escola e os amiguinhos comentavam:

— Mochila nova, Joãozinho?

— É, minha mãe pode!

— Tenis novo, Joãozinho?

— É, minha mãe pode!

— Relógio novo, Joãozinho?

— É, minha mãe pode!

Até que um dia um amiguinho perguntou:

— Qual o nome da sua mãe, Joãozinho?

— Pátima...

33
22
11

Nome da Professora

Primeiro dia de aula, a nova professora se apresenta:

— Bom dia, crianças! Meu nome é Valgina e eu vou ser a professora de vocês este ano. Agora eu quero saber o nome de cada um de vocês.

E cada um foi levantando e dizendo o seu nome.

No dia seguinte, Joãozinho chega alguns minutos atrasado e assim que entra na classe, sorrateiro, a professora o surpreende:

— Bom dia, Joãozinho!

E ele, querendo ser simpático:

— Bom dia, dona Bucleta!

35
18
17

Nada de Piadas Pesadas

O Joãozinho estava numa festa depois de o pai o ter expressamente proibido de contar piadas pesadas. Mas as pessoas já conheciam a fama do Joãozinho e tanto insistiram para ele contar só uma anedota que ele não resistiu.

Eram os amigos dele e os pais dos amigos, as mães, toda gente queria ouvir uma piada do Joãozinho. Então, ele subiu para uma mesa e começou dizendo:

— Hoje chegou ali a doca um navio enorme carregado de Gorilas. Cada gorila tem uma pixa deste tamanhão.

Algumas mães, indignadas, começaram a sair da sala. Foi então que ele acrescentou:

— Tenham calma suas putas, não precisa ter pressa que o navio vai ficar na doca durante uma semana!

46
18
28

Dúvidas sobre Deus

Joãozinho pergunta à seu pai:

— Pai, Deus é branco ou negro?

O pai responde:

— Ele é os 2, filho.

— Ele é homem ou mulher?

— Ele é os 2, filho.

— Pai, Deus gosta de crianças?

— Gosta filho, claro que gosta!

— Pai, Deus é Michael Jackson?

42
31
11

Apaixonado pela Vizinha

No auge dos seus 8 anos, Joãozinho entra no elevador e se depara com a sua vizinha de 27 anos.

— Suzana! Eu tô apaixonado por você! Namora comigo?

A loiraça acha graça e responde:

— Eu não posso namorar com você, Joãozinho...

— Por quê?

— Ai! Não leva a mal... Mas é que eu não gosto de crianças.

— Não tem problema. A gente usa camisinha!

67
55
12

Dedo no Umbigo

Joãozinho encontra a Mariazinha e fala:

— Mariazinha, posso colocar meu dedinho no seu umbiguinho?

— Pode.

De repente a Mariazinha diz:

— Joãozinho, esse não é meu umbiguinho.

Joãozinho responde:

— Nem esse daqui é meu dedinho.

92
14
78

Joãozinho e a Bicicleta

Final de ano, Joãozinho resolve escrever uma carta para o Papai Noel:

— Querido Papai Noel, fui um bom menino durante todo o ano. Gostaria de ganhar uma bicicleta.

O menino olha para o texto e, insatisfeito, amassa a folha e escreve novamente:

— Papai Noel, fui um bom menino durante a última semana. Por favor, mande-me uma bicicleta.

Novamente Joãozinho não se satisfaz. Pensa um pouco, vai até o presépio, pega o Menino Jesus, tranca-o em uma gaveta e volta a escrever:

— Virgem Maria, sequestrei seu filho. Se quiser vê-lo novamente, mande-me uma bicicleta.

98
85
13

Pai Mais Alto

No recreio, Miguel vira para Joãozinho e diz:

— Meu pai é mais alto que o seu!

— Não é não.

— Claro que é. Ele é tão alto que sua cabeça rela nas nuvens.

E o Joãozinho:

— Ele sente algo macio?

— Sim.

— É o saco do meu pai!

69
46
23

A Boa Notícia

Joãozinho chega em casa e diz:

— Pai, tenho uma ótima notícia para você!

— O que é? — pergunta o pai.

— Você não me prometeu uma bicicleta se eu passasse de ano?

— Sim, meu filho!

— Então se deu bem. Economizou um dinheirão!

58
21
37

Conjugação

Na aula de português, a professora de Joãozinho pediu que ele conjugasse o verbo andar. Ele conjuga:

— Eu ando... tu andas... ele anda... nós andamos... vós andais... eles andam.

A professora fala:

— Mais rápido Joãozinho!

Joãozinho conjuga novamente:

— Eu corro, tu corres, ele corre, nós corremos, vós correis, eles correm!

113
97
16

Alcoolismo

Um professor de química queria alertar os alunos sobre o mal que as bebidas alcoólicas fazem e fez uma experiência em sala de aula, usando um copo de água, um copo de cerveja e dois vermes.

— Eu vou colocar um verme na água — disse ele, pegando um dos vermes — E vocês vão ver que nada vai acontecer.

Dito e feito. O verme caiu na água e ficou nadando tranqüilamente.

— Agora eu vou colocar um verme no copo de cerveja e ele vai morrer!

E jogou o outro verme no copo cheio de cerveja. Não deu outra. Em menos de um segundo o verme bateu as botas. Ficou parado, duro, no fundo do copo.

— Viram? — disse o professor, satisfeito com o resultado da experiência — E então? O que nós aprendemos depois de fazer esta experiência?

Joãozinho se levantou e disse, em voz alta:

— Aprendemos que bebendo muita cerveja nós ficamos livres dos vermes!

47
26
21

O Filho Valente

O Joãozinho chega e começa a conversar com seu pai:

— Pai, eu estava andando pelo mato e vi uma cobra, mas nem me assustei, porque eu percebi que era filhote!

— E como você sabia disso, meu filho?

— É que ela estava o tempo todo brincando com um chocalho!

69
43
26

Hematoma

Joãozinho chega à sala de aula com um enorme galo na cabeça. A professora pergunta:

— O que aconteceu, Joãozinho?

— Atiraram ervilhas em mim, professora!

— Mas como as ervilhas, tão pequeninas, conseguiram fazer um estrago tão grande?

— Elas ainda estavam enlatadas!