Piadas de Joãozinho

Joãozinho, sempre ele, escreveu numa redação da escola: o gato não "cabeu" no buraco. A professora, de castigo, mandou-o escrever 20 vezes no quadro a palavra "coube".

Quando ele terminou, a professora contou as palavras e comentou:

— Mas você só escreveu "coube" 19 vezes, Joãozinho!

— É que a última já não "cabeu", professora!

55
39
16

Joãozinho entra de fininho na sala de aula e é surpreendido pela professora:

— Atrasado de novo, Joãozinho?

— Pois é, professora... Acontece!

— Acontece? — exclama ela, exaltada — Você anda muito indisciplinado, garoto! Quando não chega atrasado nas aulas, falta. O que você pretende ser se comportando assim?

— Político, professora!

22
-5
27

Dia de prova oral. A professora chama o primeiro aluno e explica as regras:

— Joãozinho! Não sei se você conhece as regras, mas na prova oral você não pode olhar para os lados, nem consultar nenhum material.

— Pra cada pergunta que eu fizer a sua resposta tem que ser oral. Entendeu?

— Entendi, fessora...

— Então vamos começar: quem descobriu o Brasil?

— Oral...

37
21
16

No intervalo das aulas na escola, estava a maior baderna entre a criançada. De repente, o Joãozinho tem uma idéia e grita:

— Galera! Tenho uma idéia!

— Qual é? — Pergunta a garotada curiosa.

— Vamos brincar de funcionários públicos?

— Vamos, mas como é que se brinca disso?

— É fácil! O primeiro que se mexer perde!

19
-16
35

Conversando com a professora, Joãozinho começa a falar da sua família:

— Fessora! Sabia que todas as minhas irmãs têm nome de flor?

— É mesmo, Joãozinho? — diz ela, animada — Que bonito! E quantas irmãs você tem?

— Ah, professora... Tenho tantas que nem sei!

— Nossa! E quem escolheu esses nomes de flores? A sua mãe?

— É! Ela também tem um nome de planta!

— Não diga! Como ela se chama?

— Trepadeira, fessora!

32
20
12

Ao chegar de viagem, dona Tereza pergunta para o filho de cinco anos:

— E aí, Joãozinho? Correu tubo bem por aqui na minha ausência?

— Tudo mamãe! Só teve um dia que deu uma chuva muito forte e eu fiquei com medo e o papai veio dormir com eu.

— Comigo, Joãozinho! — corrigiu a empregada.

— Não, Maria! Isso foi no sábado! Eu estou falando de domingo, quando choveu!

26
11
15

Segunda-feira, na hora do rush, Joãozinho gritava no meio do engarrafamento:

— Extra! Extra! 18 homens são enganados por um garoto de um metro e meio!

Aquilo chamou a atenção de um homem que estava dirigindo — ou melhor, esperando os outros carros andarem — e ele chamou Joãozinho:

— Quanto é o jornal? — perguntou ele.

— É cinco real!

— Cinco reais? Um jornal?

— É pegá ou largá! — disse Joãozinho, sem paciência para pechinchas.

Como o homem já estava curioso com a notícia dos homens enganados, resolveu comprar. Joãozinho entregou o jornal e saiu andando. Então o homem começou a ler e logo gritou:

— Ei, garoto! Esse jornal é da semana passada! Volta aqui!

Então o semáforo abriu e Joãozinho gritou:

— Extra! Extra! 19 homens são enganados por um garoto de um metro e meio!

49
41
8

— Mãe! O que eu vou ganhar de aniversário? — pergunta o Joãozinho.

— Mas, filho! — responde a mãe — O seu aniversário é só no final do ano! Ainda falta muito!

— Então, mãe... Eu só quero ver se vai valer à pena eu me comportar até lá!

24
18
6