Piadas de Joãozinho

118
77
41

Joãozinho Xingando

— Oh, mãezinha!

Joãozinho, bem pequeno ainda, discutiu com a mãe. Ficou furioso. Descontrolou-se.

— Sua filha da puta! — disse ele.

— O quê? Quem é filha da puta seu...?

E o Joãozinho meio assustado, meio arrependido abraça carinhosamente as pernas da mãe e diz quase a chorar:

— Sou eu, mãezinha. Sou eu!

109
70
39

Consertando um Rádio

Joãozinho chega perto de um homem que está consertando um rádio e pergunta:

— O senhor é o técnico que conserta telefones?

— Não, menino. Eu sou um técnico que conserta rádios.

— Mas o senhor não conserta telefones?

— Não. Eu só conserto rádios.

— Mas o senhor tem certeza de que não conserta telefones?

— É claro que eu tenho. Eu só conserto rádios.

— E telefone? Por que o senhor não conserta telefones?

O homem começa a ficar impaciente:

— Escuta aqui, ó menino: eu sou radiotécnico e só conserto rádios.

— Mas é que me disseram que o senhor consertava telefones.

Aí o homem perde a paciência:

— Está bem! Eu sou um radiotécnico que conserta telefones. Agora está satisfeito?

— Ah, bom... Então me diga uma coisa: e o que é que o senhor tá fazendo aí com esse rádio?

411
370
41

Joãozinho Gênio

A professora estava tendo dificuldades com um dos alunos.

— Joãozinho, qual é o problema?

— Sou muito inteligente para estar no primeiro ano. Minha irmã está no terceiro ano e eu sou mais inteligente do que ela. Eu quero ir para o terceiro ano também!

A professora vê que não vai conseguir resolver este problema e o manda para a diretoria. Enquanto o Joãozinho espera na ante-sala, a professora explica a situação ao diretor. O diretor diz para a professora que ele vai fazer um teste com o garoto, e como ele não vai conseguir responder a todas as perguntas, vai mesmo ficar no primeiro ano.

A professora concorda. Chama o Joãozinho e explica-lhe que ele vai ter que passar por um teste e o menino aceita.

Então o diretor começa:

— Joãozinho, quanto é 3 vezes 3?

— 9.

— E quanto é 6 vezes 6?

— 36.

E o diretor continua com a bateria de perguntas que um aluno do terceiro ano deve saber responder e Joãozinho não comete erro algum. O diretor, então, diz para a professora:

— Acho que temos mesmo que colocar o Joãozinho no terceiro ano.

— Posso fazer algumas perguntas também? — fala a professora.

O diretor e o Joãozinho concordam. A professora pergunta:

— O que é que a vaca tem quatro e eu só tenho duas?

Joãozinho pensa um instante e responde:

— Pernas.

Ela faz outra pergunta:

— O que é que há nas suas calças que não há nas minhas?

O diretor arregala os olhos, mas não tem tempo de interromper...

— Bolsos — responde Joãozinho.

— O que é que entra na frente da mulher e que só pode entrar atrás do homem?

Estupefato com os questionamentos, o diretor prende a respiração...

— A letra "M". — responde o garoto.

A professora continua a arguição:

— Onde é que a mulher tem o cabelo mais enroladinho?

— Na África. — responde Joãozinho de primeira.

— O que é mole, mas na mão das mulheres fica duro?

— Esmalte. — responde Joãozinho sem pestanejar

— O que as mulheres têm no meio das pernas?

— O joelho. — Joãozinho responde mais rápido ainda.

— O que é que a mulher casada tem mais larga que a solteira?

— A cama.

— Qual o monossílabo tônico que começa com a letra C e termina com a letra U e ora está sujo ora está limpo?

O Diretor começa a suar frio.

— O céu, professora.

— O que é que começa com C tem duas letras, um buraco no meio e eu já dei para várias pessoas?

— CD.

Não mais se contendo, o diretor interrompe, respira aliviado e diz para a professora:

— Coloque logo o Joãozinho no quarto ano. Eu mesmo teria errado todas!

251
225
26

Papel Higiênico

A mando de seu pai Joãozinho vai a mercearia comprar papel higiênico. Chegando lá ele pergunta ao português:

— O senhor tem papel pra limpar o cu?

O português todo constrangido, pois a mercearia estava cheia, o chama de canto:

— Ô Joãozinho, não é assim que se fala, você tem que pedir papel higiênico...

Joãozinho todo educado lhe pede:

— O senhor me vê dois rolos de papel higiênico então.

O português todo feliz por ver que o menino tinha aprendido a lição lhe pergunta:

— É pra embrulhar?

E Joãozinho:

— Não, é pra limpar o cu!

179
126
53

Prova Oral

Dia de prova oral. A professora chama o primeiro aluno e explica as regras:

– Joãozinho! Não sei se você conhece as regras, mas na prova oral você não pode olhar para os lados, nem consultar nenhum material. Pra cada pergunta que eu fizer a sua resposta tem que ser oral. Entendeu?

– Entendi, fessora...

– Então vamos começar: quem descobriu o Brasil?

– Oral...

143
55
88

Joãozinho Médico

Joãozinho vivia no sertão e na cidadezinha que ele vivia, não tinha nenhum médico. Sem contar que ele era a única criança que "estudava"... O filho da sua vizinha estava muito doente, mas não tinha como levá-lo ao médico. Então consultou o "estudioso" Joãozinho.

— Dona Maria, seu filhinho tá com solitária!

— Nossa, menino! Será que meu bebê vai morrer?

— Não, se ele vir aqui fizer um tratamento! Todo dia, traga leite e biscoito! Durante quinze dias! Assim vou matar a maldita!

No primeiro dia, Joãozinho pegou o leite e derramou no bumbum no bebê. Depois, colocou exatamente "lá", os biscoitinhos. E foi repetindo isso até que no décimo quinto dia, disse:

— Dona Maria, amanhã traga apenas o leite e um pedaço de madeira enoooorme!

A mulher não entendeu, mas obedeceu. Chegando lá, Joãozinho derramou como de costume o leite no bumbum da criança. Então esperou um pouco.

— Sim, e agora, para que serve o pedaço de pau?

— Vou usar já já, Dona Maria, para matar a desgraçada!

— Êpa, vai fazer o que esse pedaço de pau?

No mesmo instante, a solitária cansada de esperar,colocou-se pela metade para fora:

— E aí, galera? Beleza, meus chapas? Hoje não tem biscoitinhos não?

205
144
61

Mãe Grávida

A mãe de Joãozinho estava grávida, então Joãozinho perguntou:

— Mãe, o que você tem na barriga?

— Seu irmãozinho, meu filho!

E Joãozinho diz:

— Você gosta dele?

— Tanto quanto amo você, meu filho!

— Se ama ele, por que você o engoliu?

207
142
65

Comprar Maracujá

A mãe do Joãozinho mandou ele ir comprar maracujá e como truque para não se esquecer ele foi o caminho todo repetindo:

— Maracujá, maracujá, maracujá...

Até que Joãozinho bateu a cabeça num poste e continuou:

— Marajá, marajá, marajá...

Quando chegou na quitanda perguntou:

— Moça tem marajá?

A moça estranha e responde:

— Não! Só tem maracujá!

E o Joãozinho responde:

— Ah, desculpe. É que eu esqueci o "cu" no poste!

92
-34
126

Choro do Joãozinho

Joãozinho chega chorando na escola e Pedrinho assustadamente pergunta:

— Mas o que aconteceu Joãozinho?

— Ah Pedrinho, meu primo...

— O que ele tem?

Joãozinho ainda mais desesperado responde:

— Ele vai fazer muita falta!

— Por que? Ele falecera?

— Não, virou zagueiro...

210
161
49

Como Nasci?

Um dia o Joãozinho pergunta ao seu pai:

— Pai, como eu nasci?

O pai curto e grosso, responde:

— Eu e a tua mãe estávamos andando e te encontramos num alface.

— E como o meu irmão nasceu?

— Eu e a tua mãe achamos ele em um pé de couve.

A noite o Joãozinho levanta para ir ao banheiro e vê os pais transando. Ele entra no quarto e fala:

— É pai, regando a horta!

98
9
89

Ato de Amor

O professor do colégio estava dando uma aula sobre o Amor. Para ilustrar, pede aos seus alunos que deem exemplos de atos de amor.

A Claudinha apresenta o seguinte:

— No dia do aniversário da minha tia, o titio deu a ela uma caixa de bombons!

O Paulinho conta:

— Um dia meu pai chegou em casa com um buquê de rosas para a minha mãe.

Foi quando o Joãozinho pediu para falar:

— No mês passado, meu primo comprou uma moto nova e começou azarar a filha do vizinho. Conversa pra lá, conversa pra cá; ele convenceu a garota a ir dar uma volta de moto. Ela subiu na garupa e eles desceram a rua.

Como a conversa estória estava comprida, o professor pergunta:

— Joãozinho, mas cadê o ato de amor dessa historia?

E o Joãozinho responde:

— Mas eu ainda não terminei! — e toca a história para frente — No fim da ladeira ele virou para pegar a outra rua, só que entrou na mão errada. Quando viu, vinha vindo um ônibus pra cima deles. Assustado ele desgoverna a moto e os dois se arrebentam num muro.

— Mas Joãozinho, onde é que está o ato de amor da sua história? Eu não vi nenhum. — pergunta o professor.

Mas o Joãozinho imediatamente responde:

— É... Eu também não vi o tal ato de amor, mas que eles se fuderam, se fuderam!

160
132
28

Um Real

Joãozinho está chorando e o avô vem consolar:

— Por que você está chorando, Joãozinho?

— Eu perdi uma nota de um real.

— Não chore mais. Tome aqui duas notas de um real.

— Buáaááááá!!!

— E agora, meu filho, por que você está chorando?

— Eu devia ter dito que tinha perdido uma de cinco reais...

150
122
28

Coisa Engraçada

Joãozinho entra na sala de aula rindo muito, atrapalhando a aula de tanto rir. A professora então pergunta:

— O que foi Joãozinho, qual o problema? Por que você está rindo tanto?

— Ah, professora, vi uma coisa muita engraçada.

— O que foi?

— Eu vi um gato comendo um rato.

— E o que é que tem? Nunca viu um gato comendo um rato?

— De camisinha, não!

162
109
53

Partes do Corpo

A professora diz para o Joãozinho:

— Joãozinho, cite três partes do corpo que comecem com a letra "z"!

— Essa é fácil, fessôra! É zóio, zouvido e zorelha.

— Ah, é? Por essa resposta eu vou lhe dar uma nota que também começa por "z". Sabe qual é?

— Deixa eu pensar... Já sei, um zoito!

127
78
49

Um Menos Um

Na aula de matemática:

— Joãozinho, quanto é um menos um?

— Sei não, fessora!

— Vou dar um exemplo: Faz de conta que em cima dessa mesa tem um pêssego. Se eu comer o pêssego, o que é que fica?

— O caroço, fessora!

114
88
26

Tombo da Professora

Alguns minutos depois de tocado o sinal, a professora entra na classe, toda afobada, coloca o material em cima da mesa, gira o corpo pra dar início à aula, quando pisa em falso e leva o maior tombo.

Levanta-se rapidamente, ajeita a saia e com um sorriso sem graça, brinca:

— Vocês viram a minha ligeireza?

E o Joãozinho:

— Vimos sim, professora! Só que a gente conhecia isto por outro nome!

97
65
32

Aula de História

Vendo o boletim do neto com muitas notas vermelhas, o avô resolve dar-lhe um tremendo de um sermão:

— No meu tempo, Joãozinho, eu era o melhor aluno em História. Só tirava nota dez...

— Tudo bem, vô, só que tem um negócio!

— Que negócio, Joãozinho?

— No seu tempo havia 60 anos a menos de História para estudar, né?

123
106
17

Coisa Mais Leve

A professora pergunta a Joãozinho, depois da aula:

— Joãozinho. Já que você se acha muito esperto, vou lhe fazer um desafio: qual é a coisa mais leve do mundo?

— O pinto professora — responde Joãozinho, sem pestanejar.

— O quê?

— Porque qualquer pensamento o levanta!

74
43
31

Capital do Sergipe

A professora pergunta para a Mariazinha:

— Qual a capital de Sergipe?

Depois de pensar um pouquinho, ela responde:

— Não sei, professora!

E a professora:

— Eu vou lhe dar uma dica: uma parte do nome é uma coisa que a gente come.

Ela pensa mais um pouquinho.

— Já sei! Aracaju!

— Isso mesmo! Parabéns!

E o Joãozinho:

— Eu pensei que fosse Cuiabá, professora!

88
69
19

Profissão da Mãe

No primeiro dia de aula, a professora pergunta aos alunos:

— Chiquinho, qual é a profissão da sua mãe?

— Empregada de escritório, professora.

— E sua mãe, Joãozinho, o que ela faz?

— A minha mãe? A minha mãe é substituta.

— Desculpa, não entendi, Joãozinho!

— Substituta! — repete Joãozinho.

— Essa profissão não existe, Joãozinho. Por favor, explica o que sua mãe faz!

— Bem, ela fica numa esquina, aí vêm uns senhores que lhe dão dinheiro, ela entra com eles para um quarto do Hotel e, passados uns quinze minutos, os senhores saem apertando o cinto da calça...

— Mas Joãozinho, diz a professora espantada, a sua mãe não é "substituta", é "prostituta"!

— Não, não! Puta é a minha tia que está doente. A minha mãe está cuidando do ponto dela...

95
66
29

Choro na Escola

O garotinho está num canto do pátio chorando muito até que e a professora vai dar uma força e diz:

— Não chore, Joãozinho! Sabe por quê?

— Não sei, não professora!

— Porque quando gente pequena chora muito acaba crescendo e ficando feia...

— Então professora quando a senhora era pequena deveria ser a maior chorona da turma, não é mesmo?

63
38
25

Dúvida do Catecismo

Joãozinho volta da aula de catecismo e pergunta para o pai:

— Pai, por que é que Jesus, quando ressuscitou, apareceu primeiro para as mulheres e não para os homens?

— Sei não, meu filho! Vai ver que é porque ele queria que a notícia se espalhasse mais depressa!