Lago Raso

47
34
13

Vinha o o playboy em seu jipe ultra-moderno, atravessando o sertão, ultrapassando todos os desafios quando, no meio do caminho se depara com um lago. Sentado na margem, bem sossegado, um caipira, fumando seu cigarrinho de palha.

— Ei caipira, diz aí: Este lago é muito fundo ou dá pra atravessar com o carro?

— Dá pra passá sim senhor. O lago é rasinho, rasinho, seu moço...

E foi o playboy. Engatou a primeira e tibum! Afundou na hora. Saindo do carro o garotão foi nadando até margem, puto da vida e foi tirar satisfação com o matuto:

— Pô cara, você não disse que o lago era raso?

— Pois é, sô... tamém num tô entendendo. Quando os pato tão na lagoa, a água só chega até cintura deles.