Piadas de Loiras

A loira viajaria para o Rio de Janeiro no final de semana. Antes de partir um amigo dá uma recomendação:

- Tome cuidado, no Rio de Janeiro faz 50 graus na sombra.

A loira agradeceu o conselho, mas um mês depois retornou mais bronzeada que um carvão.

Ao encontrar o amigo, ele logo questiona:

- Eu não te avisei pra você tomar cuidado?

E a loira responde:

- Pois é, você disse que lá fazia 50 graus na sombra, então eu andava sempre pelo lado do sol.

532
200
332

Uma loira chegou com seu carro novinho numa loja de acessórios e disse pro vendedor:

- Quero instalar um para-raios no meu carro.

E o vendedor explicou:

- Olha, eu nunca ouvi falar nesse equipamento pra veículo. Por que é que você quer instalar um para-raios no seu carro?

E a loira:

- Hello! Nunca ouviu falar de sequestro relâmpago não, ô desinformado?

426
161
265

Uma loira se candidata ao cargo de auxiliar de delegado. Na entrevista o delegado pergunta:

- Quanto é 1 mais 1?

A loira responde imediatamente:

- 11.

O delegado decide não questionar e segue a entrevista:

- Quais os dois meses que começam com a letra M?

A loira responde sem nem pensar:

- Mês que vem e mês passado.

Já irritado ele então pergunta:

- Quem matou Getúlio Vargas?

A loira faz um esforço mas admite:

- Não sei.

O delegado então manda ela ir embora e tentar descobrir em casa.

Chegando em casa a mãe da loira pergunta:

- Como foi na delegacia, minha filha?

A loira empolgada responde:

- Foi ótima! Primeiro dia de trabalho e já estou investigando um homicídio.

508
324
184

A loira estava no meio da estrada e de um lado estava um homem com um machado querendo matá-la e do outro uma onça pintada. Analisando o perigo da situação a loira decide correr para o lado do homem com o machado, mas tropeça e o homem acaba matando ela. Ao chegar no céu um anjo questiona ela:

- Por que você correr para aquele lado? Foi porque a tinta ainda estava fresca?

481
-1096
1577

O sujeito desabafa no psiquiatra:

— Ai, doutor... eu tô ficando louco! Minha mulher é loira, tem 1.70 de altura, olhos verdes, seios fantásticos... Uma delícia!

— Até aí não vejo problema nenhum! — diagnostica o psiquiatra.

— Calma, doutor! Deixa eu terminar... Ela tá me deixando maluco porque todas as noites vai no Bar do Pedro e dá o maior mole pra todos os homens! Vai pra cama com o primeiro homem que falar com ela! Eu não tô aguentando isso, doutor! Pelo amor de Deus, o que eu faço?

— Relaxe! Respire fundo! E agora, diga pra mim, aonde exatamente fica esse Bar do Pedro?

282
153
129

Haviam três amigas, uma loira, uma morena e uma ruiva, passeando de carro no deserto. De repente, o carro que elas estavam quebra, e a ruiva fala:

— Tive uma ideia, vamos cada uma pegar uma parte do carro que vamos usar. Eu vou levar os bancos, que se der canseira eu me sento.

— Eu vou levar a água, se me der sede eu bebo! — diz a morena.

— Eu vou levar o vidro! — diz a loira.

Não entendendo nada, a ruiva pergunta:

— Mas por que você vai levar o vidro?

— Dã! Porque nesse calor, eu posso abrir o vidro!

346
166
180

Depois de vários anos, as duas bichas se encontram numa estação de metrô.

— Clotilde! Quanto tempo! Você sumiu, querida? Onde você esteve este tempo todo?

— Você nem imagina, menina! Mudei de vida completamente, até me casei!

— Não diga!

— Digo sim! Sabe aquela loira magrinha e peituda que morava no apartamento em frente ao nosso?

— A Marcinha?

— Esta mesma! Pois me casei com ela e estou muito feliz! E você? O que tem feito da vida?

— Eu também me casei!

— É mesmo? Com quem?

— Sabe aquela morena que trabalhava na padaria e tinha uma bundona enorme?

— Aquela de olhos verdes?

— Esta mesma! Pois me casei com o irmão dela!

129
-21
150

Certo dia um cara que tinha o pinto pequeno, como o de uma criança de cinco anos, estava em uma festa quando viu uma loira deliciosa. Não se aguentou de desejo e resolveu investir. Aproximou-se e puxou uma conversa. Tanto fez que conseguiu sair com a loira para um lugar mais privado. Começou então, e quando o clima começou a esquentar ele disse:

— Deixa, vai?

E ela respondia:

— Não, de jeito nenhum.

— Deixa, rapidinho.

— Não! — disse ela, irredutível.

— Vai, deixa, só a cabecinha, só a cabecinha!

— Tá legal. Só a cabecinha, hein?

Como ele tinha o pinto pequeno, não pensou duas vezes e colocou tudo. Ela adorou a sensação e gritou enlouquecida:

— Ai, que delícia, coloca tudo, vai!

Ele parou tudo e disse:

— Não, trato é trato!

194
114
80

Uma loira estonteante, de 20 aninhos, olhos azuis e um corpo perfeito estava andando pela rua quando viu um tapete lindo em uma vitrine.

— Quanto é? — ela perguntou ao vendedor.

— São 500 reais!

— Ai, moço... Eu só tenho 300! Você me vende por 300?

Depois de pensar um pouco, o vendedor disse:

— Se você me der o cu em cima desse tapete, você pode levar até de graça! Mas tem uma condição: não pode peidar!

A loira aceitou, o vendedor trancou a loja e o abaixou as calças.

— Meu Deus! — gritou a loira, abismada com o tamanho do membro do rapaz, que quase batia no joelho.

Mas como já estava tudo combinado, ele subiu em cima da loira e, quando deu a primeira encostadinha ela gemeu, suspirou e... peidou.

Voltou pra casa aos prantos e contou a história para a mãe.

— O quê? — gritou a mãe, assustada — Eu vou lá resolver isso! Vou trazer esse tapete, é uma questão de honra!

Já na loja, a mamãe corajosa agüentou bem por cerca de dez segundos, depois prendeu a respiração, mordeu os lábios e... peidou.

Chegou em casa xingando o desgraçado, indignada e contou o fracasso pra filha. A avó da loira, que ouviu a história, se intrometeu:

— Esse é um problema pra eu resolver! É uma questão de tradição de família! — e correu para a loja.

Depois de uma hora, ela volta com o tapete enrolado no ombro. A mãe e a filha fizeram a maior festa, abraçaram a velha, pularam e perguntaram como ela tinha conseguido se segurar diante daquele fenômeno.

— Mas quem foi que disse que eu consegui — disse a vovó — Eu caguei o tapete inteiro! Só estou trazendo ele pra lavar...

218
109
109

O carro da loira quebrou no meio da estrada. Ela pede ajuda e logo aparece o socorrista. O mecânico analisa, pede para ela dar a partida, mas o carro não funciona. Ele então conclui:

— Precisa fazer uma chupeta pra ele funcionar.

Ela responde:

— Dentro do seu carro ou do meu?

219
103
116

Conversa de um casar de véios minero:

— Que horas são?

— São seis hora véi, vamo levantar...

— Pra que a gente levantá tão cedo se a gente num tem nada pra fazer?

— Pra proveitá a vida, uai?

— Eu proveitava a vida quando era moço e sortêro.

— Se quiser ficar sortêro é só falá!

— Eu não. A única vantagem do casamento é tê arguém pra turar a gente dispois de véio, eu queria era vortá a sê moço, uai.

— Pare de sonhá e vamo levantá pra proveitá esse dia grorioso!

— Nossa, como a senhora tá bem humorada hoje, heim véia? Sonhô com o passarin verde?

— Muito mió, eu sonhei que era o meu aniversário e eu ganhei um balaio enoooorme cheio de pinto!

— Piiiinto?

— É véio, pinto... Desses que ocê usava até um tempinho atráis...

— Mas ocê sonhou com um balaio cheio de pinto?

— Cheim de pinto; tinha pinto de tudo quanté jeito; tinha pinto grande, piqueno, fino, grosso, preto, branco, um mais bunito que o outro...

— E o meu? O meu tamém tava no balaio?

— O seu? Tava lá num cantinho incuidinho, todo ismiriguido coitadinho!

No dia seguinte:

— Boooom dia, vamo levantá minha véia, vamo levantá, vamo proveitá a vida.

— Nossa? Como ocê tá bem humorado hoje véio! Sonhô com o passarin verde?

— Muito mió. Eu sonhei que era o meu aniversário e eu ganhei um balaio enooooorme, cheio de xoxóta.

— Verdade véio?

— Verdade verdadeira! Tinha xoxóta de tudo a qué jeito: piquinininha, grandona, loira, morena, ruiva, raspada, piluda; uma mais linda que a outra.

— E me diga uma coisa véio, a minha tamém tava lá?

— Ora, craro! A sua é que era o balaio!

138
32
106

A loira estava se sentindo mal e foi ao médico. Após examiná-la, ele diagnosticou:

— A senhorita está com a doença de Chagas.

— Credo, doutor! É grave?

— É grave, sim. Mas vou lhe prescrever o tratamento correto, e a senhorita vai ficar boa.

— Como foi que eu peguei essa doença, doutor?

— Bem, a senhorita levou uma picada de um barbeiro...

— Barbeiro? O senhor tem certeza?

— Absoluta. Ele é o único transmissor.

— Barbeiro... Ah, doutor, que mentiroso safado! Ele me disse que era empresário!

187
119
68

Um minerinho de 15 anos de idade e seu pai entraram em um shopping pela primeira vez. Eles ficaram impressionados com quase tudo o que viram, mas especialmente por duas brilhantes paredes de prata que poderiam abrir e fechar. O menino perguntou:

— Ô que é isso, pai?

O pai, respondeu:

— Ô meu fi, nunca vi nada parecido com isso na minha vida, sei o que é não.

Enquanto os dois estavam assistindo com perplexidade, uma senhora idosa, chegou perto das portas e apertou um botão. As portas se abriram e a senhora passou entre elas e entrou em um quarto pequeno. As portas fecharam e o menino e seu pai observavam o pequeno número acima das portas acender sequencialmente. Eles continuaram a assistir, até que chegou o último número. E depois os números começaram voltar na ordem inversa. Finalmente, as portas se abriram novamente e uma linda loira de mais ou menos 24 anos, saiu do quartinho. O pai, sem tirar os olhos da moça, disse ao seu filho:

— Vái buscá sua mãe agora!

107
71
36

Depois de ver a loira passar algumas horas tentando fincar o palito de dentes em uma azeitona, fazendo a dita cuja deslizar de um lado para o outro do prato, o garçom da Pizzaria Bella Bosttá resolve ajudá-la.

— A senhorita permite que eu tente pegar esta azeitona?

— Pode tentar... — diz a loira, exausta — Você não vai conseguir mesmo!

Então o garçom pega outro palito e, pimba, finca na primeira tentativa.

— Ah, não valeu! — resmunga ela — A azeitona já estava cansada!

173
84
89