Piadas de Loiras

Um belo dia, depois de um mês de férias no Rio de Janeiro uma loira muito linda, chega no seu ônibus para ir embora, se senta ao lado de um rapaz muito elegante, bonito e fala:

— Até que enfim juntos.

O homem questiona:

— O que você disse?

Ela responde:

— Estou falando com meus joelhos!

97
17
80

Três mulheres estavam para ser executadas, uma morena, uma ruiva e uma loira, primeiro foi a morena. O guarda a colocou na frente da parede e disse para seus comandados:

— Preparar, apontar...

Mas a morena se antecipou e gritou:

— TERREMOTO!

Todos se abaixaram e ela fugiu.

O guarda então trouxe a ruiva, e fez a mesma coisa:

— Preparar, apontar...

E a ruiva gritou:

— TORNADO!

Todos se esconderam e a ruiva abriu o gás.

Chegou a vez da loira, muito preucupada e pensativa ela foi posta de frente pro muro, então o guarda comandou:

— Preparar, apontar...

A loira depois de muito pensar gritou:

— FOGO!

120
70
50

Duas loiras querem conhecer os prazeres da caça e vão fazer um safári na África. Já no primeiro dia conseguem matar um antílope. Elas estão arrastando-o para colocá-lo no jipe quando chega um outro caçador e avisa:

— Do jeito que vocês estão fazendo é mais difícil: Os chifres estão se enterrando no chão. Por que vocês não o arrastam pelo outro lado?

As loiras aceitam a sugestão. Uma loura diz à outra:

— O caçador tinha razão. Fica bem mais fácil deste lado.

A outra responde:

— É. Só que estamos nos afastando cada vez mais do jipe.

82
40
42

O marido da loira procura o pote de açúcar para adoçar o café e não o encontra. Chama a esposa e pergunta onde está o açúcar. Ela diz:

— Está logo ali na prateleira.

Ele procura de novo e não o acha. Chama a loira, que vem e lhe entrega o pote de açúcar. Olhando-o, ele diz:

— Mas eu nunca o acharia! Aqui está escrito "Arroz"!

No que a loira responde:

— Ora, não seja burrinho... Isso é para enganar as formiguinhas!

95
45
50

A loira não conseguia passar em nenhum teste para emprego. Resolveu então tomar uma atitude extrema para ganhar dinheiro:

— Vou sequestrar uma criança! — pensou. Com o dinheiro do resgate eu resolvo a minha vida...

Encaminhou-se para um playground, num bairro de luxo, viu um menino muito bem vestido, puxou-o para trás da moita e foi logo escrevendo o bilhete:

— Querida mãe, isto é um sequestro. Estou com seu filho. Favor deixar o resgate de R$10.000,00 amanhã, ao meio-dia, atrás da árvore do parquinho. Assinado: Loira sequestradora.

Então ela pegou o bilhete, dobrou-o e colocou no bolso da jaqueta do menino dizendo:

— Agora vai lá, corre e entregue esse bilhete para a sua mãe!

86
27
59

Em uma bela noite 17 loiras foram ver um filme. Procuraram um filme interessante, compraram ingressos e pipoca. Chegaram na frente da tela do cinema quando uma delas falou:

— Não podemos ficar aqui neste filme.

Todas olharam espantadas e perguntaram:

— Ué, mas por que?

E ela respondeu:

— Porque o filme é para maiores de dezoito.

120
51
69

Uma morena, uma ruiva e uma loira foram fazer uma entrevista de trabalho. O entrevistador pergunta:

— Quantos "t"s tem Indiana Jones?

A morena responde:

— Nenhum.

A ruiva responde:

— Nenhum.

A loira pede um tempo. Ao se passarem vinte minutos responde:

— 42.

O entrevistador curioso pergunta:

— Como você chegou a esse resultado?

A Loira torna a responder:

— Tã-tã-tã-tãããããã-tã-tã-tããã-tã-tã-tã-tããã-tã-tã-tã-tã-tã-tã-tã-tã-tãããã-tã-tã-tãããããã-tã-tã-tã-tã-tããã-tã-tããã-tã-tã-tã-tã

84
-27
111

O cara morreu e foi para o inferno. Chegando lá, o diabo começou a explicar como seria a vida dele dali em diante.

— Bem, temos um novo plano de penitências. Vamos lhe apresentar três formas de castigo. Você só tem de escolher uma delas e sofrê-la por 1000 anos.

O capeta então o levou a um corredor com três portas e atrás de cada uma um castigo. O rapaz abriu a primeira porta e viu um cara todo amarrado e uma mulher belíssima, que o espetava com um ferro em brasa.

— Esse não! — disse ele.

O diabo abriu a segunda porta. Tinha outro infeliz todo amarrado sendo estuprado por um cara com pés de bode.

— Esse também não! — gritou depressa.

Ao abrir a terceira porta, havia um cara todo amarrado. Uma loira escultural fazia sexo oral no sujeito sem parar. O rapaz, sem perder tempo, virou-se para o capeta e disse, apressado:

— Quero esse! Eu quero esse!

O diabo entrou na sala, bateu nas costas da loira e falou:

— Pode sair do castigo. Arrumei um cara pra te substituir...

188
165
23

Paulo entra no barzinho e encontra Mauricinho sentado no balcão todo sorridente.

— Mauricinho, por que você está contente desse jeito?

— Tenho que te contar tudo, cara. Ontem estava na praia encerando meu iate, só dando um trato, quando chegou uma menina linda e me falou:

— Me leva pra passear no teu iate?

— Claro que sim!

— E quando estávamos em alto mar, desliguei o motor e falei pra ela: Pode escolhe: transar comigo ou nadar até a praia. E a menina não sabia nadar! Ela não sabia nadar!

No dia seguinte Paulo volta ao mesmo barzinho e lá está Mauricinho, com um sorriso ainda maior que o da noite anterior.

— E hoje, por que você está tão contente, Mauricinho?

— Paulo, você não vai acreditar! Hoje pela manhã estava no cais acabando de encerar meu iate, quando chegou uma linda morena e me falou:

— Você pode me leva pra passear no teu iate?

— Mas é claro!

— Chegando em alto mar, desliguei o motor e falei: Você pode escolher: transar comigo ou volta nadando! E ela não sabia nadar Paulo, não sabia nadar!

Alguns dias depois Paulo entra outra vez no barzinho, Mauricinho está no balcão praticamente chorando sobre um uísque.

— O que houve Mauricinho? Por que está acabado desse jeito?

— Vou te contar Paulo, não dá para esconder. Ontem estava na praia encerando o iate, aí, aparece uma loira fenomenal, alta, bem alta, linda, corpão, sensual, sexy, e... falou:

— Oi. Que tal se você me levar pra passear no teu iate?

— Meu amor, na hora que você quiser!

De novo, fomos para alto mar, desliguei o motor e, conforme de costume, falei: Querida, você escolhe: transa comigo ou vai ter que nadar até a praia!

— A loiraça tirou a parte de cima do biquíni. Paulo, ela tinha seios enormes! Perfeitos! Depois tirou pequena saia... depois tirou a calcinha do biquíni... E... Paulo... Paulo...

— Fala logo, Mauricinho!

— A loira era um cara! Paulo... Um homem grandão com um bilau enooorme, muito grande, Paulo!... E eu, Paulo... eu não sei nadar, Paulo! Não sei nadar!

28
15
13

Numa noite escura e de temporal, estava uma loira, de nome Paty, na beira de uma estrada secundária mal iluminada pedindo carona. Nenhum carro passava e a tempestade estava tão furiosa que a pobre Paty não conseguia ver dois palmos à frente do nariz!

Subitamente, Paty viu um carro aproximar-se dela e parar.

Radiante, saltou de imediato para dentro do carro e, fechando a porta, se deparou com o fato de não haver ninguém no local do motorista!

O carro reiniciou então a marcha lentamente e Paty, olhando para a estrada, vê uma curva aproximar-se perigosamente.

Aterrorizada e ainda não refeita do choque de se encontrar num carro fantasma, começa a rezar fervorosamente para que a sua vida seja poupada.

Neste instante, quando a curva se encontra a apenas uns escassos metros do carro, uma misteriosa mão surge pela janela do carro e move o volante.

Paralisada pelo terror, Paty continua a observar as constantes aparições da mão à cada curva do caminho.

Até que, reunindo as escassas forças que ainda possuía, salta do carro, se ralando toda e sai em disparada, desesperada, para a cidade mais próxima.

Cansada, encharcada e em estado de choque, entra num café onde emborca de imediato dois drinques: um Martini e Blood Mary, relatando debilmente o que havia acontecido, perante o olhar estarrecido dos outros clientes.

Naquele instante, dois homens entraram no mesmo café, absolutamente encharcados. Imediatamente um deles avisa para o outro:

— Olha lá a loira idiota que entrou no nosso carro enquanto a gente o estava empurrando!

143
103
40

A loira passeava pelo shopping quando, de repente, encontra uma velha conhecida:

— Nossa, maravilhosa! Como você emagreceu!

— Pois é... Perdi quinze quilos! Eu tive de retirar um rim!

— Credo! Eu não sabia que um rim pesava tanto...

64
18
46