Piadas de Loiras

19
4
15

Amigo Esnobe

Ao chegar a uma festa, numa limousine branca, o boçal encontra um amigo, cumprimenta-o e comenta para esnobar:

— Tô mal de carro, não estou?

Durante a festa, apresenta uma loira fenomenal para o amigo, como sendo sua namorada.

— Tô mal de mulher, não estou?

O amigo, já de saco cheio de tanta provocação, pergunta:

— E aquela sua irmã, a Isadora, que dava pra todo mundo, que fim levou?

— Ah! Ela converteu-se e entrou para um convento! — responde o boçal sem se alterar. — Agora é esposa de Jesus Cristo. Tô mal de cunhado, não estou?

39
-6
45

Apaixonada pelo Cachorro

A loira conta pro psiquiatra:

— Sabe, doutor, eu estou completamente apaixonada pelo meu cachorro!

O médico tenta tranquilizá-la:

— Calma, eu e minha mulher também amamos nossos gatos... Você só tem este animal?

— Não, tenho uma cadela também!

— E você é apaixonada também pela sua cachorra? — pergunta o médico.

— O quê? — exclama a loira — O senhor tá pensando que eu sou lésbica, é?

34
20
14

Velha Amiga

Uma loira se encontra com uma velha amiga morena:

— Menina, como você tá diferente! Cortou o cabelo... Tá moderna!

— Pois é... — concordou a amiga.

— Tá mais magra...bonita!

— Pois é...

— Então, me conta, o que você anda fazendo da vida?

— Tô fazendo quimioterapia...

— É mesmo? — se interessou a loira — Em que faculdade?

35
-19
54

Titanic Afundando

Passageira do Titanic, ao ouvir o tumulto e saber que o navio estava afundando, a loira correu desesperada procurando um bote salva-vidas.

No caminho se lembrou que se esquecera do estojo de maquiagem. Tentou voltar pelo mesmo caminho que tinha vindo, mas logo acabou se perdendo.

— Alguém me ajude! — começou a gritar, histérica. — Alguém me ajude!

Logo surgiu um dos tripulantes.

— Ah, moço! — fez ela. — Você caiu do céu. Por favor, me ajude a encontrar a minha cabina.

— Qual o número da sua cabina?

— Ah! O número eu não sei, mas sei que tinha uma linda vista para o mar!

40
17
23

Mudança de Sexo

O sujeito está no bar tomando um drinque pra descontrair quando uma mulher fantástica vem em sua direção. Loira, alta, olhos azuis, seios fartos... Hoje realmente era a sua noite de sorte! Maravilhado com a situação, ele dá um sorriso sem-graça e pensa em algo inteligente pra dizer quando, para deixá-lo ainda mais surpreso, ela toma a iniciativa:

— Oi, Pedro!

— Er, eu conheço você? — Pergunta ele, espantado.

— Claro que sim, cara! Eu sou o Luís, seu amigo de infância!

— Luís!? Não é possível... O que aconteceu?

— Eu morei 5 anos em Londres e fiz uma operação de mudança de sexo! — diz ela, toda orgulhosa.

— Não acredito! Quem diria, hein?... Mas eu tenho que admitir que ficou bom! Você se transformou em uma mulher de verdade, cara...

— Pois é... Até agora ninguém percebeu... — gaba-se a loira.

— Mas, me diz uma coisa... Dói muito quando eles cortam o seu negócio fora?

— Olha, até que dói bastante... Mas pra mim, isso não foi a pior parte... Pra me transformar nessa loira fenomenal, os médicos tiraram de mim uma outra coisa que doeu muito, muito mais do que o pinto... Eles tiveram que tirar a metade do meu cérebro!

23
18
5

Consulta Diferenciada

O médico está no seu consultório jogando paciência quando de repente entra uma loira estonteante, de mais ou menos 19 anos, acompanhada da mãe. Tentando disfarçar o interesse, ele olha para o mulherão e pede:

— Por favor, deite-se naquela cama e tire a roupa.

— Mas doutor! — exclama a loira — A paciente é a minha mãe!

— Ah, desculpe... Er, minha senhora, por favor, abra a boca e faça "Ahhhhhh"!

15
-5
20

Melhor Puteiro

Semana de Carnaval, o turista chega ao Rio de Janeiro, sedento para conhecer de perto os encantos da mulher brasileira. Depois de deixar a bagagem no hotel, toma um táxi e pede para o motorista levá-lo no melhor puteiro da cidade.

Quinze minutos depois, está na ante-sala de um prédio simples, diante de uma recepcionista exuberante que lhe cobra 500 pratas. Ele paga, em seguida, ela lhe indica uma porta e faz sinal para ele entrar.

Assim que ele entra, dá de cara com duas outras portas: Loiras diz uma, Morenas, a outra. Abre a porta das morenas e dá de cara com mais duas portas: Cheinhas diz uma, Magricelas, a outra. Entra pela porta das cheinhas e de novo fica diante de duas portas: Ninfetas e Experientes.

Pára, pensa um pouco, decisão difícil. Por fim escolhe as ninfetas. Abre a porta e dá de cara com uma escadaria enorme, com uma seta apontando para baixo. Desce a escadaria, ansioso, lá embaixo encontra um cubículo com vários cabides e uma placa: Tire a Roupa. Ele tira a roupa, pendura-as num cabide, segue pelo corredor e se depara com mais duas portas: Dominadoras e Submissas, pára um instante para recuperar o fôlego e por fim escolhe as submissas. Morena, cheinha, ninfeta e submissa, a mulher perfeita!

Entra e dá de cara com outras duas portas: Pouca Sacanagem e Puta Sacanagem. Já arrependido por não ter escolhido um puteiro mais simples, ele abre a segunda porta e percebe que está numa calçada. Olha para a placa na esquina e lê: Av. Copacabana.

Balança a cabeça, desanimado:

— Puta sacanagem!

21
-11
32

Mudança de Vida

Depois de vários anos, as duas bichas se encontram numa estação de metrô.

— Clotilde! Quanto tempo! Você sumiu, querida? Onde você esteve este tempo todo?

— Você nem imagina, menina! Mudei de vida completamente, até me casei!

— Não diga!

— Digo sim! Sabe aquela loira magrinha e peituda que morava no apartamento em frente ao nosso?

— A Marcinha?

— Esta mesma! Pois me casei com ela e estou muito feliz! E você? O que tem feito da vida?

— Eu também me casei!

— É mesmo? Com quem?

— Sabe aquela morena que trabalhava na padaria e tinha uma bundona enorme?

— Aquela de olhos verdes?

— Esta mesma! Pois me casei com o irmão dela!

20
3
17

Pedido de Informação

O brasileiro vai de férias com a família para os Estados Unidos e em dado momento de sua viagem, aluga um carro para conhecer algumas pequenas cidades no interior do Arizona.

Ao ver-se perdido em uma das estradas, ele pára numa lanchonete para pedir informações.

— Pois não? — diz a loira peituda que vem atendê-lo.

— Antes de fazermos nosso pedido, você poderia nos dizer onde estamos?... bem devagar, por favor!

E a loira:

— Buuuurrrgeeeerrr Kiiiiinnnng!

62
53
9

Esbarrão no Elevador

Ao entrar num elevador, o sujeito inadvertidamente esbarrou com o cotovelo nos seios avantajados de uma loira lindíssima.
Aproveitou para tirar um sarrinho:
— Se o seu coração for tão mole quanto os seus seios, tenho certeza de que a senhorita há de me perdoar!
E ela:
— Se o seu pau for tão duro quanto o seu cotovelo, o meu apartamento é o 608!

6
-2
8

Buquê de Flores

Em uma segunda-feira como outra qualquer, a morena chega ao escritório desanimada e uma colega de trabalho loira pergunta:

— O que foi, amiga? Por que essa cara?

— Ah, é que sexta-feira o meu marido chegou em casa com um buquê de flores...

— Ué! — estranha a loira — E isso não é bom?

— Bom nada! Por causa desse maldito buquê eu tive que passar o fim de semana inteiro de pernas abertas!

— Sério? — pergunta a loira, assustada — Mas será possível que não tem nenhum vaso na sua casa?

46
31
15

Prova de Saúde

O cara era louco pra levar aquela loira gostosona pra cama. E por mais que ele insistisse ela nada. Depois de pedir umas mil vezes, ela aceita, mas impôs uma condição:

— Só se você fizer um exame e prove que não tem AIDS.

O cara se animou todo. Primeiro, porque sabia que não tinha, segundo por saber que a mina, além de gostosa, se preocupava com a saúde.

Ele correu ao laboratório e, após terem tido a comprovação concreta de que o cara não tinha AIDS, foram a um motel.

Depois de cerca de duas horas de sexo maravilhoso e selvagem, que ele se deu ao luxo de fazer sem culpa e sem camisinha, a loira agradeceu:

— Desculpe por ter pedido que você fizesse o exame... É que eu morro de medo de pegar AIDS de novo!

22
12
10

Duas Lagartixas

Um lagartixo e uma lagartixa iam de mãos dadas atravessar a rua. Ele era alto, moreno, de olhos azuis, lindo como qualquer príncipe. Ela também era alta, loira, olhos verdes, linda como uma princesa, só que tinha um rabo enorme.

Quando estavam quase chegando no outro lado da rua, o lagartixo nota que a roda de uma bicicleta vem na direção do rabo da namorada e, num desespero de amor, ele empurra-a para cima da calçada e ela se salva.

Mas, por uma ironia do destino, a roda da bicicleta passa bem por cima da sua cabeça e ele morre.

Moral da história: por causa de um bom rabo muitas vezes se perde a cabeça.

19
5
14

Nome do Bebê

Depois de dar a luz a um lindo bebê, a loira andava, estabanada, pelos corredores do hospital.

— O que você está fazendo aqui? — pergunta uma das enfermeiras — Você deveria estar no seu quarto, descansando!

— Eu queria uma lista telefônica! Urgente! — diz a loira, aflita.

— Mas pra que você quer uma lista telefônica?

— Eu quero achar um nome pro meu bebê!

— Mas você não precisa fazer isso... — diz a enfermeira, muito paciente — Nós vamos lhe dar um livrinho com todos os nomes e seus significados...

— Você não tá entendendo, moça... O nome eu já tenho! Agora eu quero um sobrenome!

23
1
22

Cheio de Fumaça

A loira acorda no meio da noite e percebe que seu quarto está todo cheio de fumaça. Nervosa, ela corre até o telefone e liga para o Corpo de Bombeiros:

— Socorro, venham depressa! Minha casa está pegando fogo!

— Calma, minha senhora! Como é que nós vamos chegar aí?

— Ué! Vocês não andam naqueles caminhões vermelhos?

24
9
15

Garrafa Térmica

A loira ganhou do namorado uma garrafa térmica de presente. Deslumbrada com aquele instrumento fálico ela pergunta:

— Para que serve isso?

O namorado, paciente, explica:

— A garrafa térmica mantém quente o que é quente e mantém frio o que é frio!

A loira retruca com a naturalidade que lhe é peculiar:

— Ué! Mas ela nunca se confunde?

21
7
14

Mecânica Difícil

A loira parou num posto de gasolina, desceu do carro, abriu o capô e foi verificar o nível do óleo.

Alguns minutos depois, com a vareta na mão, ela pergunta a um dos atendentes:

— Você não tem uma vareta mais comprida?

— Não... por quê?

— Porque essa não alcança o óleo!

29
23
6

Parada na Blitz

Numa blitz o guarda para a bela loira e pede os documentos.

— Que documentos? — pergunta ela, com ar inocente.

— A sua Carteira de Habilitação!

— Carteira de Habilitação? O que é isso?

O guarda já começa a ficar impaciente.

— Pode me dar a sua Identidade?

— Identidade? Eu também não sei o que é isso!

Inconformado com a burrice da garota e exaltado com as curvas abundantes, o guarda tira o pau para fora e pergunta:

— E isso daqui, você sabe o que é?

— Ah! Não! O bafômetro de novo!

19
6
13

Fuga do Marido

Duas mulheres conversam no ônibus:

— Ai, a gente nunca pode confiar nos homens! — desabafava a morena — Imagina que o meu marido um dia saiu pra comprar uma caixa de fósforos e nunca mais voltou! E isso já faz 8 anos!

— Ah, isso eu tenho certeza que nunca vai acontecer comigo! — respondeu a loira.

— Mas como é que você pode ter tanta certeza assim? Os homens são imprevisíveis!

— É, mas o meu marido usa isqueiro!

8
2
6

Só Amassos

Depois de três meses de namoro com aquela loira irresistível e cansado de ficar só nos amassos, o sujeito resolve que daquela noite não passa.

Durante o passeio, ao avistar dois cachorrinhos fazendo sexo, o moço arrisca:

— Que tal a gente fazer igual esses dois cachorrinhos?

E a loira:

— Por mim, tudo bem, mas vamos procurar uma outra rua, porque nessa daqui eu sou muito conhecida.

13
1
12

Fecha do Cupido

A morena encontra a amiga loira e pergunta:

— Carol! É verdade que você vai casar?

— É sim, amiga! Conheci o gato há dois meses e já vou casar!

— Nossa, que rápido! Foi fisgada pela flecha do cupido?

— Não, pela buzina do carro importado!

16
7
9

Produto Errado

O sujeito, furioso, liga para a farmácia e grita:

— Posso saber quem foi que atendeu a minha mulher nessa porcaria?

— Calma, senhor... — diz o farmacêutico — Quem é a sua mulher?

— É a Claudinha! — grita ele, histérico — Quero saber quem foi o filho da...

— Caaaalma, senhor... Claudinha é aquela loira, com os seios avantajados, cabelos bem longos, pernas grossas, que estava usando um vestidinho vermelho?

— É ela mesma! Agora me fala, quem foi? Quem foi?

— Foi a nossa nova atendente, senhor! O que aconteceu? Ela errou no troco?

— Não! Só que ela vendeu o medicamento errado pra minha mulher!

— Perdão, senhor... Mas a sua mulher pode vir aqui que a gente troca!

— Não dá! — grita ele, cada vez mais furioso — A minha mulher tá presa no meu colo!

— Presa no seu colo? Como assim, senhor?

— Ela foi aí pra comprar vaselina e a vaca da sua atendente vendeu Super-Bonder!

74
60
14

Times Femininos

Dois times de futebol feminino, um só de mulheres morenas e outro só de loiras, contrataram um ônibus de excursão de dois andares para um torneio em outra cidade.

O time das morenas foi no andar de baixo e o das loiras no andar de cima.

As morenas no andar de baixo viajaram fazendo a maior festa até que uma delas notou que o andar de cima estava muito quieto. Quando a morena chegou no andar de cima, ela viu que todas as loiras estavam congeladas de pânico, segurando fortemente os braços de suas poltronas e todas olhando para a frente. A morena perguntou:

— O que está acontecendo aqui? Nós estamos fazendo uma festança lá embaixo!

Uma das loiras se vira e responde:

— É, mas lá vocês têm motorista né?