Piadas de Loucos

O sujeito chega no consultório do psiquiatra e desabafa:

— Doutor, preciso da sua ajuda! Acho que estou ficando louco! Já faz três noites que não consigo dormir de tanta preocupação!

— E qual o motivo de sua preocupação?

— Dinheiro, doutor!

— Ah! Mas é muito fácil. É só o senhor parar de pensar no assunto. Outro dia esteve aqui um camarada que também não conseguia dormir por causa das dívidas que tinha contraído com o tio. Falei pra ele que o tio é que deveria ficar preocupado, já que tinha dinheiro pra receber. Daí em diante, ele passou a dormir tranquilo!

— Pois é doutor, era o meu sobrinho!

37
30
7

Em uma movimentada tarde de sexta-feira, bem na hora do rush, uma perua de lotação atropela um pobre padre que atravessava a rua.

Duas pessoas morrem: o motorista da lotação e o padre e, dentro de alguns instantes, eles estão nas portas do céu.

— Pode entrar! — diz São Pedro, para o motorista de lotação.

— E eu? — pergunta o padre, indignado.

— Você vai ter que esperar alguns dias no purgatório — diz o porteiro do paraíso — Ainda vamos decidir se você vai entrar no céu ou não!

— Mas como assim? — diz o padre, fora de si — Eu passo a minha vida inteira rezando, indo à igreja todos os domingos, pregando o evangelho na minha paróquia e sou mandado pro purgatório?

— Enquanto este homem, motorista de lotação, que dirige feito louco nas ruas, chega no céu e vai logo entrando? Deve haver algum engano!

— Não há engano algum! — esclarece São Pedro — Acontece que agora, aqui no céu, nós estamos trabalhando com resultados, como vocês fazem na Terra...

— Resultados? E por acaso a vida deste homem trouxe mais resultados do que a minha vida de padre?

— Acompanhe meu raciocínio — diz São Pedro, muito paciente — Enquanto você rezava as suas missas, os fiéis dormiam, mas enquanto este homem dirigia a sua perua de lotação, as pessoas rezavam, fervorosas! Questão de resultado!

35
25
10

Ao chegar no hospício, o diretor se depara com o prédio cercado de policiais.

— O que está acontecendo aqui? — pergunta a um Tenente.

— É que um dos loucos fugiu!

— Qual deles?

— Um que dizia que era um papel-carbono!

— E por que tantos soldados para pegar um louco?!

— É que nós já prendemos três cópias, mas ainda estamos na pista do original!

55
11
44

Um navio de passageiros está navegando numa boa em alto mar, quando de repente numa ilha, um homem barbudo pula que nem louco, grita, esperneia e não para um minuto de fazer gestos para a embarcação.

Um passageiro fica curioso e pergunta ao comandante do navio:

— Quem é aquela pessoa, comandante?

— Não tenho a menor idéia. A única coisa que eu sei é que todo ano quando a gente passa por aqui, ele fica louco desse jeito.

14
12
2

Numa visita rotineira, o diretor do hospício surpreende um dos pacientes entusiasmado com algumas pastilhas em um vidrinho.

— O que é isso? — pergunta, curioso.

— São as Pílulas da Sabedoria! — esclarece o louco.

— Pílulas da Sabedoria?

— Sim, você engole uma e começa a adivinhar...

— Onde você arranjou isso?

— Fui eu mesmo que inventei. Quer provar uma?

Curioso, o diretor pega uma, coloca na boca e mastiga.

— Mas isso é merda! — esbraveja ele, cuspindo.

— Viu? Já tá começando a fazer efeito...

83
66
17

O sujeito vai ao psicólogo e diz:

— Doutor! A minha mulher vive dizendo que eu sou louco só porque eu gosto de salsinhas!

— Mas isso não faz sentido! — responde ele — Eu também gosto de salsinhas!

— Legal! — exclama o paciente — Então vamos lá em casa ver a minha coleção! Eu já tenho mais de duzentas!

59
2
57

Dias antes do combinado, Teobaldo chega de viagem da Europa, louco de saudades da mulher, Suzana. Assim que entra no quarto, vai colocar a mala no guarda-roupas e se depara com seis homens, pelados.

— O que significa isso? — berra ele, para Suzana.

E um dos caras do guarda-roupa grita, mais nervoso ainda:

— Significa que tá na hora de o senhor comprar um guarda-roupas maior! Pô, já tô de saco cheio de ser encoxado!

25
15
10

O advogado recebe no escritório um cliente preocupado com seu processo:

— Doutor, se eu perder este caso, estou arruinado.

— Tudo só depende do juiz... -, diz o advogado.

— Se eu der um presentinho ao juiz, isto ajudaria?

— Não! Este juiz é muito ético e consciente. Se você o der um presente, isto irá prejudicá-lo! Nem pense nisto!

Passado algum tempo, sai a sentença: a favor do advogado.

O cliente procura o advogado e diz:

— Obrigado pela dica sobre o presentinho, funcionou!

— Mas como? Se você tivesse enviado o presente, teríamos perdido a causa!

— Mas eu mandei o presente... Foi por isso que ganhamos a causa!

— Você está louco? Como?

— Bem, eu mandei o presente. E dentro da caixa coloquei um cartão de visitas do nosso adversário.

49
32
17

A mulher entra na loja de armas e pede ao atendente que a ajude a escolher uma boa espingarda.

— É para o seu marido? — pergunta o vendedor.

— É sim... — diz ela, discretamente.

— Ele disse de que calibre prefere? — torna o funcionário.

— Você tá louco? — diz a mulher — Ele nem sabe que vou matá-lo!

16
8
8

O sujeito vai ao psiquiatra e desabafa:

— Doutor, eu não aguento mais! A minha mulher está completamente maluca!

— Hum... Diga-me o que ela tem.

— Ela adotou cinquenta gatos pra deixar no nosso apartamento de 50 metros quadrados! E o pior de tudo é o fedor, porque as janelas ficam sempre fechadas!

— Hum... Mas por que você não abre as janelas?

— Tá louco? — grita o paciente, histérico — Vou deixar os meus trezentos pombos fugirem?

46
15
31

O sujeito era conhecido como o louco mais engraçado do hospício. Todos que estavam perto dele nunca paravam de rir. Certo dia, no pátio, os amigos dele o viram deitando no chão, rolando e quase se mijando de tanto gargalhar.

— Ei, amigo! — assiscou um dos colegas — Posso saber por que você está rindo tanto?

— É que eu acabei de me contar uma piada que eu ainda não conhecia!

80
55
25

Ao perceber que o touro reprodutor do seu patrão está indisposto para reproduzir, o tratador vai até o veterinário e explica o problema. O doutor recomenda o medicamento:

— Carlos, encha esse tudo com esse pó branco. Depois é só colocar nas narinas do touro e soprar. Isso aqui é como se fosse um Viagra, só que em maiores proporções, pra fazer efeito em bicho grande! Você vai ver, amanhã o danado tá cheio de disposição. No dia seguinte o Calos volta ao consultório do veterinário.

— E então, Carlos? O remédio...

— Doutor, doutor! — interrompe o tratador, afoito — O senhor sabe onde tem um puteiro por aqui, doutor?

— Puteiro? — estranhou ele — Mas pra que puteiro, Carlos? Tá louco?

— É que ontem eu coloquei o pó no tubo, fui soprar no nariz do touro... E o filho da mãe soprou primeiro!

33
30
3