Morte do Parente

35
23
12

Um português passeava pela cidade e de repente se deparou com uma enorme multidão. Aglomerados e todos com expressão no rosto que de algo ruim havia acontecido e ele muito curioso tentava saber o acontecido, mas ninguém lhe dava atenção. Foi quando ele resolveu acabar com aquela agonia, e partiu pra cima da multidão, gritando desesperado e chorando muito.

— Com licença que é meu parente, com licença que é meu parente!

Chegando no local ele deparou com um burro morto.