Piadas de Mudo

269
144
125

Suíço Procurando Informação

Um suíço, procurando orientação sobre o caminho, para seu carro ao lado de outro carro, este com um casal de brasileiros dentro.

O suíço pergunta:

– Entschuldigung, koennen sie Deutsch sprechen?

Os dois brasileiros ficaram mudos.

– Excusez-moi, parlez vous français? – tentou.

Os dois continuaram a olhar para ele impávidos e serenos.

– Prego signori, parlate italiano?

Nada por parte dos brasileiros.

– Hablan ustedes español?

Nenhuma resposta.

– Please, do you speak english?

Nada. Angustiado, o suíço desiste e vai embora.

A esposa vira-se pro marido e diz:

– Talvez devêssemos aprender uma língua estrangeira…

– Pra quê? – pergunta o marido – Aquele idiota sabia cinco e adiantou alguma coisa?

605
374
231

Meu Pai Tem Dois

Um indivíduo vinha pela estrada, quando seu pneu furou. Ele encostou o carro para trocar o pneu quando apareceu Joãozinho, que ficou olhando. O homem saiu do carro, abriu o porta-malas e pegou o estepe.

- Moço, isso aí é o estepe? - pergunta Joãozinho.

O indivíduo responde:

- É sim, garoto.

- Meu pai tem dois desse aí.

O homem pega o macaco, e Joãozinho pergunta novamente:

- Moço, esse aí é o macaco?

- É, garoto.

Joãozinho diz:

- Meu pai tem dois desse aí.

O cara vai, e pega o triângulo.

- Moço, esse aí é o triângulo?

O homem, estressado, responde:

- É, garoto pentelho.

- Meu pai tem dois desse aí.

O indivíduo pega a chave de roda.

Joãozinho fala:

- Moço, isso aí é a chave de roda?

- É sim, garoto chato, cai fora!

- Meu pai tem duas dessa aí.

- Sei, garoto...

O homem terminou o trabalho, e estava apurado, colocou a pênis para fora e deu aquela mijada... o garoto ficou observando, mudo.

- E aí, garoto, vai dizer que seu pai tem dois desse aqui?

Joãozinho responde:

- Não.

- Ahááá, eu sabia!

O garoto continua.

- Mas ele tem um que dá dois desse aí que você tem!

72
-52
124

Serviço Para o Corretor

O corretor de imóveis foi até a zona de baixo meretrício e contratou os serviços de uma funcionária. Fecharam negócio e ficou acertado que o valor seria de R$ 100,00. O trabalho tendo sido consumado a funcionária adormeceu e quando acordou só havia R$ 50,00 no criado mudo. A funcionária ficou indignada e no dia seguinte foi até a imobiliária, na qual ficou sabendo que o corretor estava no velório de um parente.

Não pensou duas vezes e baixou no velório. Chegando lá percebeu que não poderia falar sobre aquele assunto na presença de todos, então resolveu falar por códigos:

— Senhor corretor, sabe aquela casa que o senhor alugou ontem? O senhor só pagou metade do combinado sendo assim estou aqui para receber a outra metade.

Ao que o corretor pálido responde:

— É paguei só metade porque a casa já havia tido outro inquilino, não tinha aquecimento interno e era muuuito grande. A funcionária furiosa aumenta o tom da voz e responde:

— Por certo que a casa já havia tido outro inquilino, caso contrário o senhor deveria fazer o pagamento em jóias, e a casa tinha aquecimento interno, o senhor é que não soube apertar os botões. Quanto ao tamanho da casa, ela não é muito grande, a sua mobília é que é muito pequena. Passar bem!

27
-22
49

Limpeza da Casa

Um homem e uma mulher, que haviam acabado de se casar, não davam muita atenção à limpeza da casa. Desde que começaram a morar juntos, nunca haviam feito uma faxina, isso não incomodava nenhum dos dois, até o momento em que o marido gritou do corredor:

— Amor, o que houve aqui no quarto?

— Como assim?

— Você andou limpando a casa?

— Sim, por quê?

O marido falou, desapontado:

— O que você fez com a poeira que estava em cima do criado-mudo? Eu tinha anotado um número de telefone importante nela.

38
-5
43

Surdo-mudo e a Camisinha

O surdo-mudo tímido vai à farmácia comprar camisinhas. Nervoso, abre a braguilha, põe o pênis sobre o balcão e deposita junto uma nota de 5.

Com ar de quem compreendeu tudo, o balconista também desabotoa a calça, põe o pênis ao lado do do outro, observa ambos, solta um risinho de triunfo, guarda o dinheiro no bolso e se afasta.

50
-12
62

Único Desejo de Joãozinho

Joãozinho caminha por uma trilha e encontra uma lâmpada mágica. De início vê que lâmpada está um pouco suja, e decide limpá-la... Imediatamente uma fumaça começa a sair até que um gênio se forma e diz:

— Você tem direito a um só pedido. Seja sábio!

Joãozinho imediatamente responde:

— Quero acordar com a melhor mulher do mudo!

Joãozinho acordou com Madre Tereza de Calcutá.

88
34
54

O Julgamento

Durante um julgamento, o promotor aperta uma das testemunhas:

— Não é verdade que o senhor recebeu cinco mil reais para comprometer esse caso?

A testemunha permanece calada. O promotor repete a pergunta:

— Então, não é verdade que o senhor recebeu cinco mil reais para comprometer esse caso?

O sujeito continuou mudo. O juiz então foi obrigado a intervir:

— Quer fazer o favor de responder a pergunta?

— Ah! Desculpe, senhor juiz. Eu pensei que ele estivesse falando com o senhor!

67
44
23

Promoção de Uma Rádio

— Alô? Quem fala?

— É o Zé.

— De onde, Zé?

— Vidigueira!

— Olha aí, Zé da Vidigueira! Valendo CD da rádio, mais camiseta e boné. Presta atenção: Qual é o nome do país que tem duas sílabas, uma das sílabas serve para comer? Prestou bem atenção? Há um país com duas sílabas e uma das sílabas é muito bom para se comer com uma manteiguinha...

Dez segundos para responder!

— Cuba!

O locutor ficou mudo por alguns segundos...

— Tá certo, Zé! Vais levar o premio pela criatividade. Mas aqui na minha ficha estava escrito Japão...

38
18
20

Jantar Para os Amigos

Encerrado o expediente, o sujeito quer relaxar e bater um papo com os colega de trabalho.

— E se a gente fosse à sua casa ver um jogo e tomar umas cervejas? — Sugere um deles ao rapaz.

— Bem...Por mim, pode ser. Mas preciso ver com a patroa...

O homem pega o celular e disca o número da sua casa. Quando atendem, ele pergunta:

— Querida, o que você acha de eu levar uns amigos para jantar em casa hoje à noite?

— Acho ótimo, meu amor. Ficarei felicíssima se os trouxer.

Os dois ficam mudos por alguns segundos. Até que o sujeito conclui:

— Desculpe... Devo ter ligado para o número errado.

31
24
7

Surdo-mudo na Máfia

Depois de muitos transtornos, o chefe da Máfia resolveu contratar um assistente surdo-mudo visando resguardar a identidade da corporação se o mesmo fosse preso.

Enviado em sua primeira missão, de recolher o dinheiro de alguns devedores, o assistente resolveu passar a perna no chefe e escondeu parte do dinheiro recebido.

Desconfiado, o chefe mandou interrogá-lo e, para facilitar a comunicação, contratou um intérprete que conhecia a linguagem dos surdo-mudos.

Durante o interrogatório, o chefe apontou um 38 na cabeça do espertalhão e ordenou ao intérprete:

— Diga a ele que se não confessar onde está o dinheiro agora mesmo eu puxo o gatilho!

Apavorado, o surdo-mudo confessou onde havia escondido a grana.

— Ele não quer dizer — disse o intérprete. — E disse ainda que duvida que você tenha coragem de puxar o gatilho.

135
119
16

Mulher Carinhosa

O cara acorda morrendo de ressaca e encontra no criado mudo um copo de água e duas aspirinas. Olha em volta e vê sua roupa passada e pendurada. O quarto está em perfeita ordem. Há um bilhete de sua mulher:

"Querido, deixei teu café pronto na copa. Fui ao super-mercado. Beijos!"

Ele desce, encontra o café esperando por ele, não entende o fato de estar tudo tão perfeito e pergunta ao filho:

— Filhão! O que aconteceu ontem?

— Foi normal, pai... Você chegou às 3 da madrugada, completamente bêbado, vomitou no tapete da sala, quebrou alguns móveis, mijou no guarda-roupa e machucou teu olho ao bater na porta do quarto.

— E por que está tudo arrumado, café preparado, roupa passada, aspirinas para a ressaca e um bilhete amoroso da tua mãe?

— Ah, é que quando você chegou a mamãe te arrastou até a cama e quando estava tirando tuas calças, você disse: "Não faça isso moça, eu sou casado!"

30
22
8

Uma Razão

Mais uma vez, aquela típica cena: o marido chega em casa e pega a mulher com outro na cama. Mais do que depressa ele pega o seu revólver no criado-mudo e se prepara para atirar no Ricardão, quando a esposa interrompe:

— Pare! Pare! Não faça isso! Por favor!

O marido para furioso e grita:

— Me dê uma só razão pra eu não acabar com esse sujeito!

E a mulher disse:

— "Esse sujeito" é o pai dos seus filhos!

24
19
5

Cinto de Castidade

O Rei Artur estava pronto para ir às Cruzadas e antes de partir, foi ver Merlin e pediu-lhe para que fabricasse o melhor cinto de castidade que pudesse existir, para que nenhum cavaleiro pudesse tentar contra a virtude da sua linda esposa.

No dia seguinte, Merlin volta com um cinto de castidade ultra moderno, mas que preocupou o Rei por um detalhe:

— Merlin! — berrou ele. — Você pensa que sou burro? Esse cinto de castidade tem um buraco justamente onde não poderia ter! Por acaso você quer se aproveitar de sua invenção para se envolver com a minha esposa?

Antes que o rei mandasse executá-lo, ele se justificou:

— De forma alguma majestade! Observe que no buraco tem uma pequena guilhotina com uma lâmina afiada, que funciona sempre que se introduz algo no buraco.

— Oh, excelente! — responde o rei, todo satisfeito.

Três anos depois, ele volta das Cruzadas e convoca todos os cavaleiros:

— Vamos lá! Baixem as calças, é hora do exame médico!

Todos os cavaleiros alinham-se em frente ai Rei, baixam as calças e para espanto e estupefação dele, todos estão capados, com exceção do seu fiel amigo Lancelot.

Vendo que o seu fiel amigo não o traiu, agarra-o pelos ombros e diz:

— Lancelot, estou orgulhoso de ti. Enquanto nenhum dos outros resistiu à tentação de dormir com a Rainha, tu conseguiste domar os teus impulsos, em nome de nossa amizade. Por isso, concedo-te o que quiseres. Faça a tua escolha!

Mas Lancelot não disse nada... Estava mudo!

18
4
14

Aprenda a Falar

O mudo está andando na rua e de repente vê uma placa: "Escola para mudos — Aprenda a falar em poucas aulas".

Imediatamente entrou no prédio, pagou a taxa da matrícula e esperou ansioso pela primeira aula. Logo o professor entrou e ordenou:

— Tire a roupa e fique de quatro!

Constrangido, o mudo obedeceu.

Então o professor, desceu as calças e mandou-lhe a vara.

O mudo:

— Aaaaaaa...

E o professor:

— Muito bem, pode se vestir! Amanhã você volta para aprender o B.

87
77
10

O Surdo e a Advogada

Um chefão da Máfia descobriu que seu contador havia desviado dez milhões de dólares do caixa. O contador era surdo-mudo. Por isto fora admitido, pois nada poderia ouvir e, em caso de um eventual processo, não poderia depor como testemunha.

Quando o chefão foi dar um arrocho nele sobre os 10 milhões, levou junto sua advogada, que sabia a linguagem de sinais dos surdos-mudos. O chefão perguntou ao contador:

— Onde estão os 10 milhões que você levou?

A advogada, usando a linguagem dos sinais, transmitiu a pergunta ao contador, que logo respondeu em sinais:

— Eu não sei do que vocês estão falando.

A advogada traduziu para o chefão:

— Ele disse não saber do que se trata.

O mafioso sacou uma pistola 45 e encostou-a na testa do contador, gritando:

— Pergunte a ele de novo.

A advogada, sinalizando, disse ao infeliz:

— Ele vai te matar se você não contar onde está o dinheiro.

O contador sinalizou em resposta:

— Ok, vocês venceram, o dinheiro está numa valise marrom de couro, que está enterrada no quintal da casa de meu primo Enzo, no número 400, da Rua 26, quadra 8, no bairro Santa Marta!

O mafioso perguntou para advogada:

— O que ele disse?

A advogada respondeu:

— Ele disse que não tem medo de viado e que você não é macho o bastante para puxar o gatilho...

15
10
5

Olho de Vidro

Aquele senhor tinha um olho de vidro e antes de dormir costumava colocá-lo em um copo com água, junto ao cria do-mudo. Uma noite, madrugou com sede e inadvertidamente bebeu a água engolindo o olho. Procurou um proctologista que, ao examinar-lhe o ânus, encontrou o olho de vidro já quase na saída e, muito magoado, disse ao cliente:

— Em 30 anos de carreira já olhei para muitos cus, mas é a primeira vez que um deles olha fixamente para mim.

85
56
29

Velhinha Sincera

O promotor de justiça chama sua primeira testemunha, uma velhinha de idade bem avançada. Para começar a construir uma linha de argumentação, o promotor pergunta para a velhinha:

— Dona Genoveva, a senhora me conhece, sabe quem eu sou e o que faço?

Responde a Testemunha:

— Claro que eu o conheço, Carlinhos! Eu o conheci ainda bebê. E, francamente, você me decepcionou. Você mente, você trai sua mulher, você manipula as pessoas, você espalha boatos e adora fofocas. Você acha que é influente e respeitado na cidade, quando na realidade você é apenas um coitado. Ah, se eu o conheço! Claro que conheço!

O promotor fica petrificado, incapaz de acreditar no que estava ouvindo. Ele fica mudo,olhando para o juiz e para os jurados. Sem saber o que fazer, ele aponta para o advogado de defesa e pergunta à velhinha:

— E o advogado de defesa, a senhora o conhece?

A velhinha responde imediatamente:

— O Robertinho? É claro que eu o conheço! Desde criancinha. Eu cuidava dele para a Marina, a mãe dele. E ele também me decepcionou. É preguiçoso, puritano, alcoólatra e sempre quer dar lição de moral nos outros sem ter nenhuma para ele. Ele não tem nenhum amigo e ainda conseguiu perder quase todos os processos em que atuou.

Neste momento, o juiz pede que a senhora fique em silêncio, chama o promotor e o advogado perto dele, se debruça na bancada e fala baixinho aos dois:

— Se um de vocês perguntar a esta velha filha da puta se ela me conhece, vai sair dessa sala preso! Fui claro?

98
65
33

Apertando os Testículos

Noite de apagão uma senhora está em casa sozinha e vê um vulto masculino passar. Ela aproxima-se dele por trás, com cuidado, agarra-lhe os testículos e, apertando com toda força, pergunta:

— Quem é você?

Ela, não obtendo resposta, aperta com mais força ainda...

— Quem é você?

Mantém-se o silêncio, ela aperta ainda mais, e já com pedaços da pele do saco escapando por entre os dedos, volta a perguntar:

— Quem... é... você?

Uma voz, num tom baixo e sofredor, consegue responder:

— João.

Então ela pergunta:

— João! Que João?

Ele responde:

— O... o... o... o... Mudinho!