Muito Suor

28
19
9

Numa cidade pequena do interior, o forró estava comendo solto!

A moça, bonitinha, gente humilde, se preparou toda para ir ao baile.

Chegando lá, um rapaz feio, desengonçado, que transpirava e suava demais se aproximou dela e a convidou para dançar.

Ela, muito sem graça, por educação, acaba aceitando. Mas o rapaz suava tanto, mas tanto, que uma hora ela não agüentou e disse:

— Você sua, hein?

Nessa hora, o rapaz sorriu — sem dentes — apertou-a com força e respondeu:

— Também vô sê seu, minha princesa!