Os Vigaristas

Mulher do Alfredo

56
49
7

Alfredo e Juvenal eram grandes amigos desde a infância.

Quando Alfredo se casou, convidou Juvenal para padrinho e aí ele percebeu que a mulher do seu melhor amigo vivia arrastando suas asas para ele.

Em nome da amizade, ele sempre desconversava quando a garota lhe vinha com indiretas. Até que um dia, ele estava no trabalho e recebeu um telefonema dela:

— O Alfredo viajou e eu estou aqui em casa, na beira na piscina... me sentindo tão solitária... por que você não vem me fazer companhia?

Lealdade tem limites. Juvenal resolveu aceitar o convite.

Chegando lá, encontrou a porta aberta e foi entrando.

Andou pela casa inteira e não encontrou ninguém. Ao chegar na suíte, ouviu o ruído da água do chuveiro. Tirou a roupa e deitou-se na cama, aguardando ansiosamente a porta do banheiro se abrir.

Alguns minutos depois, a porta se abre e aparece o Alfredo.

— O que é isso Juvenal? O que você está fazendo aí pelado na minha cama?

E ele, sem perder o rebolado:

— Pois é, rapaz... Sexta-feira, eu estava lá no escritório sem nada para fazer, olhei para o relógio, eram duas e quinze da tarde, aí eu pensei: "Quer saber de uma coisa? Vou dar a bunda para o Alfredo!"