Mulher Molhadinha

54
38
16

Vítima da rotina proporcionada por vinte anos de vida em comum, aquele casal já estava fazendo aniversário de abstinência sexual.

Todas as noites, o marido sentava-se na cama, com um livro apoiado nos joelhos e ficava horas e horas lendo.

Até que um dia, a esposa não agüentou mais. Comprou uma langerie extremamente sensual, produziu-se toda, perfumou-se, deitou-se ao lado dele e com voz lânguida, sussurrou:

— Meu bem, hoje estou tão molhadinha...

Imediatamente ele esticou o braço em direção ao sexo da mulher e acariciou-a durante alguns segundos para logo em seguida voltar à leitura.

— Ué, por que você parou? — reclamou a mulher, indignada.

— Parou o quê?

— Parou de me acariciar.

— E quem disse que eu estava te acariciando? Eu só queria molhar o dedo para virar a página.