Mundo Injusto

19
16
3

Ele era narcisista, estilista e tomava muito sol. Uma manhã parou nú em frente ao espelho para admirar
seu corpo e notou que estava todo bronzeado, com exceção de seu pênis. Então decidiu fazer algo a respeito. Foi à praia, se despiu completamente e se cobriu todo de areia, menos aquilo.

Duas velhinhas vinham caminhando pela praia. Uma delas usava uma bengala para ajudar a caminhar. Ao ver aquela coisa saindo da areia, a que tinha a bengala começou a dar voltas ao redor, observando. Quando se deu conta do que era, disse:

— Não há justiça no mundo!

A outra anciã, que também observava com curiosidade, perguntou a que se ela referia. A da bengala respondeu:

— Olha isso! Aos 15 anos, me dava curiosidade; aos 20 me dava prazer; aos 30 eu curtia como louca; aos 40, tinha que pedir; aos 50, tinha que pagar; aos 60 rezava por ele; aos 70 me esqueci que existia. Agora que tenho 80 e que eles crescem no solo, já estou muito velha para me agachar…