Olho de Vidro

30
26
4

No trem lotado, um senhor arranca o seu olho de vidro e joga-o para cima e pega-o com a mão. Após repetir o gesto várias vezes, um outro passageiro, incomodado, observa:

— Desculpe-me, meu camarada... Eu lamento o seu problema, mas acho que o senhor não precisa ficar se exibindo deste jeito!

— Não estou me exibindo... só estou tentando ver se lá na frente tem algum lugar para eu sentar!