Piadas de Padres

O bêbado, no ponto do ônibus, olha pra uma mulher e diz:

— Você é feia hein?

A mulher não diz nada. E o bêbado insiste:

— Nossa, mas você é feia demais!

A mulher finge que não ouve. E o bêbado torna a dizer:

— Puta merda! Você é muito feia!

A mulher não se aguenta e diz:

— E você é um bêbado!

— É, mas amanhã eu melhoro…

Então subiu no ônibus. Logo na roleta, cambaleando, ao cobrador diz:

— Se meu pai fosse um gato e minha mãe uma gata, eu seria um gatinho!

E continua:

— Se meu pai fosse um cachorro e minha mãe uma cachorra, ai eu era um cachorrinho!

E mais:

Se meu pai fosse um touro e minha mãe uma vaquinha, ai eu seria um bezerrinho!

O cobrador, nervoso, pergunta:

— E se o seu pai fosse um viado e sua mãe uma puta?

— Ai eu seria cobrador de ônibus!

Saindo da roleta, o bêbado grita:

— Hoje eu quero comer um cu!

Todos os passageiros olham assustados para ele, que diz:

— Calma gente, eu só quero um.

Já na parte de trás do ônibus, grita de novo.

— Do lado direito todo mundo e corno! Do lado esquerdo todo mundo é viado!

Ao ouvir isto, levanta um negão do lado esquerdo e fala:

— Eu não sou viado!

E o bêbado responde:

— Então muda de lado que não gosto de confusão!

A partir desse momento os passageiros começaram a xingar o bêbado e ameaçando cobri-lo de porrada.

O motorista, para evitar confusão, freia bruscamente e todos caem. Um dos passageiros se levanta, pega o bêbado pelo colarinho e pergunta:

— Fala de novo, safado. Quem é corno e quem é viado?

— Agora eu não sei mais. Misturou tudo!

Ele então desce do ônibus, entra em uma igreja, o padre, viu aquele bêbado entrando e resolveu dar o sermão:

— Irmãos, quem não for a favor da bebida que se sente agora!

Todos se sentaram e o Bêbado gritou:

— Oh seu padre, só nós dois heim?

Expulso da igreja, entra logo num boteco e já pede:

— Coloca aí dez pinga pra mim.

O dono obedeceu e colocou dez pingas para o bêbado, que bebeu todas.

— Coloca agora cinco pinga!

O dono colocou, o cara bebeu todas e disse:

— Agora coloca só três, viu?

Bebeu as três num gole só, fez aquela careta típica de pingaiada e pediu:

— ZZZZZZ só uma agora! ZZZZZZ só mais uma!

O bêbado bebeu aquela, deu uma cambaleada e concluiu:

— Eu num to enZenZendo… Quanto menossss eu bebo, mais eu fico tonto!

Antes de ir embora ele pede um maço de cigarros, que traz escrito na lateral: "O MINISTERIO DA SAUDE ADVERTE: Cigarro pode causar impotência sexual". Assustado, gritou pro garçom:

— Não. Esse aqui não! Me dá aquele que causa câncer.

Ao sair do boteco, todo embriagado, o bêbado andando na rua, toca o interfone de uma casa e pergunta:

— Seu marido taí?

Uma mulher responde:

— Está, quem quer falar com ele?

— Xá pra lá, brigado.

Chega em outra casa e toca o interfone novamente:

— Seu marido taí?

Outra mulher responde:

— Está no banho, quem quer falar…

— Brigaaaaaado, pooooode deixar.

Na outra casa…

— Bom dia, seu marido taí?

— Está… vou chamá-lo…

— Não, não é preciiiiiiso, responde o bêbado.

— Na outra casa:

— Oi, seu marido taí?

A mulher responde:

— Não, mas já deve estar chegando.

O bêbado responde:

— Então, faz favor, olha aqui pra fora e vê se sou eu!

Tempos depois consegue lembrar aonde é sua casa com muito custo. Abre a porta e vai correndo para o banheiro. Assustado, corre para o quarto e acorda a mulher:

— Ô muié… Essa casa ta mal assombrada! Eu abri a porta do banheiro e a luz acendeu sozinha. Depois, fechei a porta e a luz apagou sozinha…

A mulher, puta da vida, grita:

— Filho da puta! Você mijou na geladeira de novo!

Enxotado de casa pela mulher, que não tava a fim de dormir cheirando bafo de pinga, vai a um beco, acaba dormindo no chão e tem o relógio roubado.

No dia seguinte, já curado da manguaça, ao andar pela rua, vê um cara usando o seu relógio, e se aproxima dele dizendo:

— Hei, cara, esse relógio é meu!

— Que seu que nada. Esse relógio eu peguei de um bêbado que eu comi ontem lá no beco.

— Tem razão, não é meu mesmo. Mas bem que parece…

271
246
25

Um padre moderninho assumiu a paroquia da cidadezinha e resolveu informatiza-la: colocou micro no altar, no confessionário, na sacristia...

Implementou uma rede a 100 mbits com switch, servidores NT com raid-5 e mirroring, intranet baseada em NC e Oracle 8 com orientação a objetos, canal de dados/voz via satélite com o Vaticano...

Implantou o Sistema SAP R/3 que controla tudo como o estoque de hóstias, controle de casamentos, fluxo de caixa dos bingos, dizimo a receber, etc...

No dia em que o sistema SAP de calculo de penitencias do confessionário entrou em produção, o padre recebe uma garota para se confessar:

— Deus te abençoe minha filha, só um instante que estou me logando... pronto, pode falar, quais sao os teus pecados?

— Padre eu pequei... Foi com meu namorado... eu tentei resistir mas...

— Vamos filha, fale logo se não o sistema da time-out na conexão.

— Ta bom, padre... eu deixei meu namorado beijar meus seios e...

O padre interrompendo-a digita afobado:

— ...bei-jar-os-sei-os e "enter". Ok, filha, reza duas ave maria e pronto.

— Próximo!

— Não padre, não acabei ainda...

— Então fale filha, antes que entre a proteção de tela.

— Bom padre, dai, ele me fez segurar seu bilau e...

— ...se-gu-rar o pê-nis e "enter". Bom, então reza mais três pai nosso e tá perdoada.

— Próximo!

— Não padre, ainda tem mais...

— Então fale filha, que daqui a pouco o banco sai do ar para o back-up.

— Dai padre, ele tirou minha calcinha e colocou metade...

— ...co-lo-cou me-ta-de e "enter"... opa! Deu "Erro-45"!

— Vou redigitar: co-lo-cou me-ta-de e "enter"... opa! Deu "Erro-45" de novo.

O padre pega a pasta com a documentação do sistema:

— Vamos ver: erro 40... 42... 43... 44... tá aqui: erro 45.

Apos ler a mensagem do erro, o padre pede para a garota:

— Filha, faz o seguinte: volta lá com o seu namorado e pede para ele enfiar tudo, porque nesse release o SAP não aceita fração.

11
2
9

Sábado a noite, aquele padre moderninho resolve visitar um dos membros da paróquia.

Assim que ele toca a campainha é recebido pelo anfitrião completamente nu, e então percebe através da gritaria, da música sensual e das risadas altas, que ele esta dando uma festa nada convencional.

— Entre, padre — convida o dono da casa. — Estamos brincando de um joguinho muito interessante. Está vendo aquelas garotas de olhos vendados? Pois elas tem de apalpar o peru dos homens, para descobrir a sua identidade. Vem brincar com a gente? É muito divertido!

— Desculpe, mas creio que aqui não e meu lugar.

— Ora, padre. Deixe de cerimônias, o seu nome já foi citado três vezes.

23
18
5

Uma garota exuberante, com um decote enorme, entrou na igreja, se ajoelhou e começou a rezar. Preocupado em manter a moral do seu rebanho, o padre se aproxima dela e diz:

— Senhorita, por favor, cubra os seus seios!

E voltou para rezar a missa.

Cinco minutos depois, percebendo que ela não tinha dado a minima para a sua ordem, ele voltou ate ela e disse:

— Senhorita, por favor, cubra os seios ou terei de coloca-la para fora da igreja.

Ai a garota se enfezou. colocou as mãos na cintura e disse:

— Padre, o senhor fique sabendo que eu tenho o direito divino...

— E o esquerdo também, mas se não se vestir adequadamente, vai ter de sair!

15
3
12

O ricaço chega para o padre, montado num puro-sangue:

— Gostaria de batizar o meu cavalo!

— De jeito nenhum — fez o padre, balançando o dedo na cara dele. — Isto seria um sacrilégio!

— Que pena! Eu tinha trazido aqui um cheque de cinco mil reais para pagar pelo batismo!

— Ah! Quer saber! Eu vou abrir uma exceção pro senhor.

Aí o padre fez o ritual como pôde e na hora que o ricaço ia se despedindo, lembrou:

— E o senhor, não se esqueça! Semana que vem vai haver crisma aqui na paróquia!

10
4
6

Um padre tinha ido evangelizar na África Negra, há alguns anos...

Um dia, ele encontra uma aldeia tão atrasada que os habitantes nunca haviam visto um homem branco. Ele decide então fixar-se ali para pregar a Palavra Divina. Os indígenas, muito receptivos, prestam-se muito bem ao cristianismo.

Tudo vai muito bem até o dia em que nasce o enésimo filho do chefe da aldeia: ele é café-com-leite! Nada feito, o chefe volta aos bons métodos tradicionais, manda seus homens apanharem o culpado e as mulheres preparam o caldeirão...

O infeliz padre, vendo descascar os legumes, começa a lamentar-se por sua fraqueza, mas decide tentar apelar para os sentimentos cristãos do chefe:

— Meu filho, os caminhos do Senhor são impenetráveis! Por que culpar-me pelo nascimento desta criança, quando ele é o símbolo da aliança de teu povo com a civilização?

— Padre, posso ser um selvagem, mas o senhor é o único branco que tenhamos visto nesta aldeia. Se a criança é meio-a-meio, é óbvio que é um branco que contribuiu para sua concepção. Portanto: caldeirão...

Então o padre percebe que chegou sua última hora, mas assim mesmo tenta a última cartada: se o nível de suas explicações é muito esotérico para o chefe, o melhor talvez seja tentar algo mais chão...

— Meu filho, vou te dar um exemplo da vontade divina: olhe os rebanhos de cabras da aldeia. Elas são todas brancas, mas às vezes, nasce uma preta... Então, é essa a vontade do Senhor: não se deve tentar entender, apenas aceitar!

Ao ouvir estas palavras o chefe pensa um momento, pede para todos saírem da oca, pega um facão e aproxima-se do missionário com o instrumento contundente levantado. O padre está prestes a berrar quando o chefe corta as cordas e lhe pede, implorando:

— Certo, padre, entendi. O senhor ganhou. Não direi nada sobre a criança, eu juro, mas, por favor, não diga nada aos outros sobre as cabras...

32
22
10

Um rabino, um pastor e um padre estão tentando achar uma solução para acabar com os pombos que estão tomando conta dos telhados de seus locais de pregação. Cada um tem uma proposta. O rabino diz:

— É preciso espantá-los com fumaça... Ou então afugentá-los como fazem os camponeses com tiros de espingarda.

O pastor propõe:

— Eu tentaria o trigo envenenado.

O padre olha os dois com uma cara triste e diz:

— Olhem, eu acho que tem um jeito muito mais simples: basta batizá-los e dar-lhes a primeira comunhão que eles nunca mais voltam.

61
7
54

Era um casal que tentava de todas as maneiras ter filhos. Depois de consultar todos os especialistas da região, eles acabam indo ver o padre.

— Meus filhos! — o padre começou — Deus ouvirá suas preces, e tenho certeza de que vocês serão abençoados com uma criança logo. Aliás, eu estou indo para Roma, mais precisamente para o Vaticano, e acenderei uma vela por vocês.

— Obrigado padre!, obrigado! — diz o casal.

Antes de saírem, o padre acrescenta:

— Tenho certeza de que tudo dará certo. Minha estada em Roma vai ser um tanto extensa, cerca de 15 anos. Mas quando eu voltar, quero lhes fazer uma visita.

Quinze anos se passam, e o padre volta. Ele lembra da promessa feita e decide visitar o casal.

Chegando à residência do casal que lhe tinha pedido conselho há tanto tempo, ele toca a campainha. Sons de gritos e risadas enchem o ar! Feliz por saber que as preces não foram em vão, ele entra na casa. Mais de uma dúzia de crianças espalhavam-se pela casa, em todos os cantos. E no meio delas estava a esposa.

— Minha filha — diz o padre — suas preces foram ouvidas! E onde está seu marido? Gostaria de congratulá-lo pelo milagre!

— Ele acabou de ir para Roma, padre — diz a mulher num tom desesperado.

— Roma? Por que é que ele foi para Roma? — pergunta o padre.

Ela hesita, sem graça, e finalmente abre o jogo:

— Para apagar aquela maldita vela que o senhor acendeu!

10
3
7

O caipira chegou em São Paulo, louco pra conhecer um puteiro da cidade grande. O problema era descobrir onde tinha um puteiro, sem conhecer ninguém na cidade e sem passar vergonha.

Depois de pensar um pouco, sentado na calçada, ele viu um padre passando e teve uma idéia brilhante.

— A benção, seu padre! — disse ele, pra chamar a atenção do homem.

— Diga, meu filho...

— O senhor poderia me dizer onde é que fica a igreja mais próxima?

— Claro. Fica há duas quadras daqui.

— Duas quadras? Nossa, padre. Fica bem perto do puteiro, hein!

— Não, meu filho. O puteiro fica a 4 quadras, à direita, depois da terceira lombada, em uma casa vermelha, número 69.

40
33
7

A freira vai ao médico:

— Doutor, estou com um ataque de soluços horrível. Não consigo comer, nem dormir... nada.

— Tenha calma, irmã, que vou examiná-la.

Ele examina-a e diz:

— Irmã, a senhora está grávida!

A freira se levanta em pânico e sai correndo do consultório.

Uma hora depois o médico recebe um telefonema da madre superiora do convento:

— Doutor, o que é que disse para a irmã Carmen?

— Madre superiora, como ela tinha uma forte crise de soluço, passei-lhe um susto dizendo que estava grávida. Ela parou de soluçar?

— Sim, a irmã Carmen parou de soluçar, mas o padre Paulo fez as malas e sumiu!

52
44
8

Padre recém chegado na paroquia do interior encontra na estrada uma menina de uns seis anos, puxando uma vaca.

- Onde vai, minha menina?

- Vou levar a vaca para cruzar com o touro do Seu Zé.

O padre escandalizado, imaginando a cena que a menina iria ver, tentou demove-la:

- Será que seu pai não poderia fazer isto?

- Não. Tem que ser com o touro mesmo...

61
48
13

O bêbado entra no ônibus e senta ao lado de um padre. O padre olha para ele com aquele ar de piedade próprio dos verdadeiros santos e diz:

— Você não vê que esse é o caminho pro inferno, meu filho?

— Puta que pariu! — diz o bêbado. — Peguei ônibus errado outra vez.

254
206
48

Dois padres estavam hospedados em um convento para participar de um grande evento religioso.
Para não incomodar as irmãs que residiam no local, eles pouco saíam do quarto e tomavam banho bem tarde, para não encontrar com nenhuma freira.

Certa vez, eles foram tomar banho no vestiário e perceberam que estavam sem sabonetes.
Então um deles disse:

— Eu tenho sabonetes no meu quarto. Vou buscá-los!

Pensando em ganhar tempo e nunca imaginando que alguém apareceria naquele horário, o padre foi buscar os sabonetes, completamente nu.

Já no seu quarto, ele pegou dois sabonetes, um em cada mão e se dirigiu ao banheiro, onde o outro padre o esperava.

Na metade do corredor ele se deparou com três freiras que ficaram perplexas! Não tendo onde se esconder, o padre encostou na parede e se imobilizou, como uma estátua.

As três irmãs se aproximaram da estátua, admirando a perfeição da obra até que uma delas levou a mão à genitália da estátua e puxou o órgão do padre, que, assustado, deixou escapar um sabonete!

A segunda freira exclamou:

— Nossa Senhora! É uma estátua distribuidora de sabonetes!

As irmãs ficaram estupefatas e, apenas para comprovar que a estátua era um distribuidor de sabonetes, a outra irmã também puxou o órgão do padre, que imediatamente soltou mais um sabonete.

Então a terceira freira repetiu a operação e não viu nenhum sabonete. Tentou puxar mais uma vez, e nada! Mais uma, mais outra, tudo para ganhar um sabonete também, até que ela gritou, cheia de entusiasmo:

— Irmãs, a estátua também solta sabonete líquido!

56
43
13

O louro dado de presente ao padre, veio de um bar onde uma freguesia fanática reunia-se para ouvir jogos de futebol pelo rádio, enquanto tomavam suas cervejas.

O padre, muito satisfeito, colocou o novo hóspede numa coluna junto ao púlpito.

No domingo seguinte, começou seu sermão sob os olhares atentos dos fiéis e do papagaio:

— Meus irmãos! Cristo nasceu na Terra Santa, passou por Belém, passou por Nazareth, passou pela Galiléia, passou por Jerusalém, passou por...

— Puta merda — interrompeu o papagaio — não tem um beque para segurar esse homem?

117
36
81

Em uma movimentada tarde de sexta-feira, bem na hora do rush, uma perua de lotação atropela um pobre padre que atravessava a rua.

Duas pessoas morrem: o motorista da lotação e o padre e, dentro de alguns instantes, eles estão nas portas do céu.

— Pode entrar! — diz São Pedro, para o motorista de lotação.

— E eu? — pergunta o padre, indignado.

— Você vai ter que esperar alguns dias no purgatório — diz o porteiro do paraíso — Ainda vamos decidir se você vai entrar no céu ou não!

— Mas como assim? — diz o padre, fora de si — Eu passo a minha vida inteira rezando, indo à igreja todos os domingos, pregando o evangelho na minha paróquia e sou mandado pro purgatório?

— Enquanto este homem, motorista de lotação, que dirige feito louco nas ruas, chega no céu e vai logo entrando? Deve haver algum engano!

— Não há engano algum! — esclarece São Pedro — Acontece que agora, aqui no céu, nós estamos trabalhando com resultados, como vocês fazem na Terra...

— Resultados? E por acaso a vida deste homem trouxe mais resultados do que a minha vida de padre?

— Acompanhe meu raciocínio — diz São Pedro, muito paciente — Enquanto você rezava as suas missas, os fiéis dormiam, mas enquanto este homem dirigia a sua perua de lotação, as pessoas rezavam, fervorosas! Questão de resultado!

37
27
10