Os Vigaristas

Papagaio Cantando

44
2
42

Um belo dia o papagaio cantava:

— Chuva no teto, vento no portão, e eu aqui sozinho nesta solidão.

Seu dono ouviu e disse:

— Vou lhe botar dentro do vaso.

E ele lhe depenou e jogou no vaso. Nesse mesmo dia aconteceu uma festa em sua casa e um homem foi no banheiro. E o papagaio falou:

— Mijo no teto, e vento no portão, e eu aqui sozinho, com esse toletão.