Os Vigaristas

Papagaio e os Palavrões

84
52
32

O papagaio da dona Maria só falava besteira. Era só abrir o bico e lá vinha palavrão. Um dia vê a dona tomando banho e grita:

— Eu vi a boceta da Maria... Vi a boceta da Maria!

Aí ela disse:

— Cala a boca senão costuro o seu cu.

Depois de uns dias, lá vem o papagaio desbocado de novo:

— Eu vi a boceta da Maria... Vi a boceta da Maria!

Dito e feito, ela cumpriu a promessa e costurou-lhe o cu.

Uma semana depois, olhando pela janela, ele vê uma mulher grávida e faz o seguinte comentário:

— Andou falando palavrão, hein!? Sua desbocada!